Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

BOLO RÁPIDO DE MAÇÃ

Encontrei esta receita o blog da Carla e achei-a muito curiosa, pelo facto de não precisar de sujar a batedeira para confeccionar este bolo.
Ainda por cima era um bolo que levava maçã, coisa que a Risonha Júnior adora.. copiei a receita e assim que me foi possível pus mãos à obra.
Embora o aspecto do meu bolo tenha ficado ligeiramente diferente do bolo da Carla, posso garantir-vos que ficou uma delícia.

2 maçãs
1 chávena de farinha
1 chávena de açucar
2 colheres de sopa de açucar para polvilhar
50gr de margarina
1 colher de sopa de fermento em pó
2 a 3 colheres de canela em pó
2 ovos
1 chávena de leite
1 colher de chá de essência de baunilha (não usei)
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml
Pré-aquecer o forno a 200º. Untar uma assadeira de 24 x 24cm com bastante margarina.
Descascar as maçãs e cortar em fatias finas. Colocar numa tigela e polvilhar com as duas colheres de açucar e deixar descansar.
Misturar bem os ingredientes secos. Colocar metade dos ingredientes secos na assadeira untada.
Em cima colocar as maçãs cortadas (com o líquido que sobrou) e polvilhar com canela.
Adicionar pedacinhos de margarina e cobrir com a mistura de farinha restante.
Misturar o leite com os ovos batidos e despejar por cima do preparado. Com um garfo espete a massa crua, no meio e nos lados, para que o líquido seja absorvido.
Levar ao forno por 30 a 40 minutos, até que esteja dourado.
A dona deste blog, nos últimos dias, tem andado numa verdadeira correria: hospital, centro de saúde, pontos, xaropes, comprimidos, termómetros, centro de saúde, suturas, pontos, comprimidos, xaropes e mais xaropes, pontos e mais pontos, cicatrizes, etc, etc, etc... e o meu coração tem andado em verdadeiro sobressalto. Esta quadra natalícia não foi vivida com o espírito do costume, tal como o final do ano também não o será.A todos os que me visitam desejo uma óptima e divertida passagem de ano e que o ano 2009 vos traga tudo aquilo que desejam. Para mim e para os meus só peço saúde... muita saúde, e que o meu coração acalme e viva sem sobressaltos e sem sustos.
Quero também deixar os meus sentidos pêsames aos familiares da nossa colega blogueira Nanda. A Nandinha faleceu aos 41 anos, vítima de doença prolongada.
Foi mais um anjo que Deus chamou à sua presença... se Deus a chamou foi porque achou que ela não deveria sofrer mais nesta vida terrena.
Onde estiveres Nanda, sei que olhas por nós, sempre com a boa disposição e alegria que te eram tão características... bons cozinhados na companhia dos anjos que tens a teu lado.

sábado, 27 de Dezembro de 2008

PÃO INTEGRAL DE BANANA E IOGURTE

Mais um pão... eu adoro usar a minha máquina de pão!!! Nunca saio de casa sem tomar o pequeno-almoço, para mim é mesmo a principal refeição do dia.
E adoro comer pão feito por mim, sempre acompanhado do meu café com leite (quem me tira café com leite de manhã tira-me tudo!).
Para aproveitar as bananas que tinha em casa escolhi este pão do blog "Pão, Bolos e Cia". Uma vez mais resultou num pão fantástico que fez as minhas delícias logo pela manhã.
60gr de manteiga derretida
3 bananas grandes e maduras amassadas com um garfo
2 ovos
1 iogurte (usei com aroma de banana)
100gr de açucar
350gr de farinha
140gr de farinha integral
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela moída (pus 2)
1/2 colher de chá de sal fino

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina (não se assustem por não levar fermento, é mesmo assim). Seleccionar programa normal, peso de 1kg, tostagem média (para a próxima selecciono tostagem clara para não ficar tão moreninho).
No final, se necessário, cozer por mais 10 ou 20 minutos (deixei cozer mais 10 minutos).
Não é uma maravilha poder tomar o pequeno-almoço calmamente em casa, com este pão por companhia???

sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

CALDO VERDE

Chega de doces, chega de frituras, chega de encher a barriga... nestes dias comemos sempre muito mais do que aquilo que realmente necessitámos, não é verdade?
O resultado disso, pelo menos pela parte que me toca, é sempre ver o ponteiro da balança avançar uns dígitos e o estômago embrulhado de tanta mistura.
O que me apetece no dia seguinte é apenas uma sopa leve e quentinha, para me confortar e para desenjoar dos excessos alimentares cometidos.
E se possível com poucas calorias... LOL! Por isso é que fiz este caldo verde sem batata. Uma boa ideia para a passagem de ano, altura do ano em que esta sopa costuma ser servida...
Na panela coloquei 4 curgettes grandes descascadas e cortadas em pedaços, 2 cebolas partidas em quartos, 4 dentes de alho laminados, 2 nabos, sal, água e um fio de azeite.
Levei a cozer e depois dos legumes cozinhados reduzi tudo a puré com a varinha mágica.
Levei novamente ao lume até levantar fervura, juntei a couve cortada em juliana e deixei ferver por 10 minutos (acrescentei um pouco de água, pois o puré estava espesso).
Nos últimos minutos acrescentei rodelas de chouriço, só para lhe dar aquele gostinho típico do caldo verde.
Fica igual ao original, mas muito menos calórico porque não leva batata. Ok... levou rodelas de chouriço, mas se não tivesse levado, para o meu marido já não era caldo verde... eh eh eh!
Espero que tenham passado um bom dia de Natal.

quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

CRISP DE MAÇÃ

Andava eu farta de ver receitas por todo o lado com cardamomo e, apesar de procurar em todos os super e hipermercados, nunca encontrei o dito.
Até que a nossa querida Ameixinha recebeu de alguém um frasco de sementes de cardamomo e decidiu partilhá-las comigo, tratando de enviá-las pelo correio.
Depois de dar muitas voltas, escolhi esta receita da Cláudia para estrear as minhas sementinhas.
É uma sobremesa deliciosa e cá em casa adoramos o sabor do cardamomo... até a minha filha, que é avessa a sabores novos, deliciou-se e esta sobremesa foi comida quase na íntegra por ela.
5 maçãs picadas
1/2 colher de sopa de canela em pó
3/4 de chávena de farinha de trigo
1/4 de chávena de aveia em flocos finos
1/2 chávena de açucar
1/2 chávena de açucar mascavado
1 colher de sopa de fermento em pó
1 ovo
1/2 colher de chá de cardamomo (esmaguei no almofariz as sementes de 6 bagas de cardamomo)
1/3 chávena de açucar
1 colher de sopa de margarina derretida
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml

Pré-aquecer o forno a 150º.
Misture a farinha, a aveia, os açucares, o fermento e o ovo.
Misture as maçãs picadas com 1/2 colher de sopa de canela em pó e o cardamomo e espalhe no fundo de um pirex untado.
Espalhe a mistura de farinha sobre as maçãs.
Misture 1 colher de sopa de canela em pó com 1/3 de chávena de açucar e espalhe sobre a mistura de farinha.
Em seguida cubra tudo com a margarina derretida.
Leve ao forno por uma hora e sirva quente ou morno.
E pronto... com o doce colocado na mesa, quero desejar a todos os que me visitam um Santo e Feliz Natal, cheio de saúde, paz e amor.
E lembrem-se que o espírito desta época não são os presentes, as luzes, as fitas, etc... esta época é uma época de alegria em que se celebra o nascimento de Jesus, aquele que veio ao mundo para nos salvar.
Que a paz de Jesus entre nos vossos corações, que vos ilumine a vida e que vos ajude a encontrar o caminho da paz e da felicidade.
Muitos beijinhos para todos...

terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

BACALHAU COM CASTANHAS E LEITE


Vi no outro dia que tinha começado um novo desafio no Rei da Colher, cuja protagonista desta vez era a portuguesa castanha.
Ora se a castanha é bem portuguesa, o que dizer do bacalhau?
Deixo aqui a minha participação no "Rei da Quinzena", sendo que esta é uma boa sugestão para a servir o bacalhau na ceia de Natal de uma forma diferente.
A receita foi tirada de um livro que as minhas colegas me ofereceram já há alguns anos: o livro de receitas do Herman José.
Espero que gostem...
4 postas altas de bacalhau
1kg de castanhas (frescas ou congeladas)
2 dentes de alho
200ml de azeite
500gr de batatas pequenas
1 colher de chá de erva-doce
1 ramo de salsa
1 chávena de leite
sal e pimenta q.b.
Coza as castanhas em água com sal e erva-doce (eu usei congeladas e dê-lhes apenas uma fervura na água temperada como indicado acima) e escorra. Ferva também as batatas.
Coloque as postas de bacalhau dentro de um tabuleiro de ir ao forno, com os dentes de alho cortados em rodelas, o azeite e um pouco de pimenta.
Acrescente as batatas e as castanhas. Regue com o leite e leve ao forno.
Sirva quando o bacalhau abrir lascas e as batatas e as castanhas estiverem cozidas e douradas.
Decore com a salsa picada.

sábado, 20 de Dezembro de 2008

BOLACHAS DE CANELA

Bolachas, bolachas e mais bolachas... nesta altura do ano é mesmo o que me apetece fazer.
Nas tardes frias e chuvosas adoro ir para a cozinha com a minha piolha, botarmos as mãos na massa, agarrarmos nos moldes e preparar fornadas de bolachas (se bem que na maior parte das vezes tenha que ralhar com ela, pois quando dou por isso está a comer a massa crua.. LOL!).
Quando vi estas bolachas no blog Pão, Bolos e Cia. fiquei logo de "rabo alçado", pois tanto eu como a Risonha Júnior adoramos o sabor da canela. Esta receita rende imenso, por isso se quiserem podem fazer apenas meia receita.
As bolachas foram um sucesso... após arrefecerem foram colocadas numa caixa e, no dia seguinte, a minha filha trouxe uma colega para casa, para fazerem um trabalho escolar e, quando eu cheguei, as bolachas já tinham desaparecido TO-DAS!!!
Ainda bem que as fotografei assim que as fiz...

350gr de farinha
350gr de açucar
125gr de manteiga
2 ovos
1 colher de chá de canela
Numa tigela misturar o açucar e a farinha, juntar a manteiga amolecida, os ovos e a canela. Amassar bem.
Formar uma bola (embrulhei em película aderente) e levar ao frigorífico.
Entretanto pré-aquecer o forno no máximo.
Dividir a bola de massa em duas partes. Estica-se cada uma na bancada enfarinhada, polvilhando com farinha o rolo para não agarrar.
Cortam-se as bolachas com formatos a gosto.
Levam-se ao forno em tabuleiro untado e enfarinhado, a 200º, durante 10 minutos ou até que os bordos fiquem dourados.
Retiram-se com uma espátula fina e deixam-se arrefecer para endurecerem.

sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

MARMELOS COZIDOS COM CREME DA CASCA

Há quem pense que os marmelos servem apenas para fazer marmelada... Errado!!!
Podem confeccionar-se receitas maravilhosas com este fruto e na revista "Saúde à Mesa" do mês de Novembro descobri esta receita que achei muito interessante, pois além de ter poucas calorias é óptima porque até as cascas dos marmelos se aproveitam... e na época de crise que estamos a atravessar, há mesmo que aproveitar o mais possível.
5dl de água
40gr de açucar light
4 marmelos

Levar ao lume um tacho com a água e o açucar e deixar ferver.
Descasque os marmelos e corte-os em gomos grossos. Lave-os e coloque-os no tacho com a calda, bem como as cascas dos mesmos, e deixe cozer por 20 minutos.
Retire os gomos de marmelo para um prato e deixe ferver as cascas por mais 10 minutos.
Reduza-as depois a puré (aqui juntei mais 1,5 chávena de café de água pois achei que estava um puré muito espesso) e passe por um coador.
Cubra os gomos de marmelo com o creme anterior e sirva morno ou frio.
Se quiser pode polvilhar com canela em pó.
Informação nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Dose para 4 pessoas
Calorias por dose = 87 Kcal
Interesse Nutricional: rico em vitamina C e fibras alimentares
O marmelo é um fruto próprio dos meses de Setembro a Novembro, muito rico em água, vitamina C e pectinas.
Na verdade contém tal quantidade de pectina que não necessita de adição de outros produtos gelatinosos na preparação de receitas das quais faça parte.

quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

SOUFFLÉ DE ABÓBORA

Abóbora faz-me sempre lembrar o Natal: ele é fritos, ele é tartes, ele é doce para rechear as tortas, ele é azevias, etc... Gosto muito de abóbora, mas normalmente uso-a apenas em sopas, pois na maior parte das vezes falta-me tempo e/ou ideias para a confeccionar de forma diferente.
Mas na semana passada, quando comprei a revista "Saúde à Mesa" e dei de caras com este soufflé, fui imediatamente buscar a abóbora que tinha na garagem, à espera de ser partida, e corri para a cozinha para preparar a receita.
Só vos digo que tenho muita abóbora em casa, por isso de agora em diante não faltarão receitas com este ingrediente.
Quanto ao soufflé... é para repetir em breve pois ficou delicioso.
1 cebola
3 colheres de sopa de azeite
300gr de abóbora limpa
2 colheres de sopa de farinha integral
3dl de leite magro
1 colher de café de sal
pimenta e noz moscada q.b.
azeite para untar
80gr de queijo parmesão ralado
3 ovos

Descasque e pique a cebola e leve-a ao lume num tacho juntamente com o azeite. Deixe alourar enquanto corta a abóbora em pequenos cubos. Junte à cebola e deixe cozinhar até a abóbora ficar macia.
Desfaça a abóbora com uma colher de pau e polvilhe com a farinha. Envolva e regue com o leite. Tempere com sal, pimenta e noz moscada e deixe engrossar sobre lume moderado, mexendo de vez em quando.
Aqueça o forno a 200º e pincele com azeite uma forma de soufflé. Reserve.
Retire o creme de abóbora do lume e junte-lhe o queijo parmesão ralado. Desfaça as gemas dos ovos e adicione-as ao creme de abóbora, mexendo bem. Bata as claras em castelo firme e envolva-as delicadamente no creme anterior.
Coloque na forma de soufflé e leve ao forno durante 25 minutos. Acompanhe com uma salada verde.
Informação da revista "Saúde à Mesa":
Dose para 4 pessoas
Calorias por dose = 282 Kcal
Interesse Nutricional: rica em betacaroteno e cálcio

terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

PÃO ESCURO DE MELAÇO E CACAU

De vez em quando via na blogosfera receitas em que entrava o Sr. Melaço, mas já andava furibunda pois não encontrava este ingrediente em lado nenhum.
No outro dia fui ao supermercado perto do meu local de trabalho, onde sempre costumo ir, e ao olhar para uma parteleira para onde não é costume olhar, dou de caras com o Sr. Melaço a olhar para mim... dahhhhhh... acho que ele tem estado sempre por lá e eu é que não reparava. Comprei de imediato e agora só me restava escolher a receita a preparar: fiz uma pesquisa na nossa comunidade Cozinhas do Mundo e receitas não faltavam.
Depois de muitas indecisões acabei por me decidir por esta do Virtual Chef, publicada há mais de um ano, mas que me pareceu muito boa. Não me enganei... daria um óptimo pequeno almoço para a manhã de Natal.
340ml de leite
2 colheres de sopa de melaço
1 colher de sopa de óleo vegetal
1 colher de chá de sal
310gr de farinha de trigo
190gr de farinha integral
50gr de açucar amarelo
1,5 colher de sopa de cacau em pó
2 colheres de sopa de amêndoas picadas
2 colheres de chá de canela
1 colher de sopa de sementes de sésamo
1 pacote de Fermipan

Coloquei os ingredientes na cuba da máquina pela ordem acima descrita.
Seleccionei o ciclo de pão integral, peso de 1kg e tostagem média.
Fica um "senhor pão", enorme e muito saboroso. Foi comido ao pequeno-almoço juntamente com as prendas que as minhas amigas carinhosamente me ofereceram: o pano de mesa e o doce de abóbora com pinhões foram oferta da Missy (o doce foi feito por ela) e a caneca linda foi oferta da minha querida Winnie.
Estou a ficar mimada demais, não vos parece???
Aproveito para partilhar convosco mais umas manualidades que tenho feito, algumas delas para o Natal:
* uns marcadores de livros para uma mãe que adora a Pucca e para os seus dois fillhos* uma tela para uma colega da minha filha que faz anos amanhã* um prato de natal com vela que uma colega minha me encomendou* um prato dourado com motivos de natal, que neste momento está na minha mesa da sala, decorado com uma vela e umas pinhasAcho que qualquer dia deixo os tachos e as panelas e dedico-me de vez ao artesanato... LOL!

sábado, 13 de Dezembro de 2008

BOLINHAS DE PEIXE

"Senhoras e senhores, meninos e meninas, tomem os vossos lugares e apertem os cintos (como se o nosso país não andasse já com o cinto mais que apertado... lol!) que vamos iniciar viagem, para mais uma saga da cozinha da Risonha: aproveitar o que sobra de outras refeições."
É verdade: vocês já sabem que eu nunca deito nada para o lixo e tinha em casa restos de peixe cozido e algumas batatas que me tinham sobrado da véspera.
Tratei de reciclar o "material" e fiz estas bolinhas que ficaram com um sabor muito agradável e que tanto podem servir de entrada como de refeição, desde que devidamente acompanhadas.
Ok... são um género de pataniscas, mas eu resolvi chamar-lhes bolinhas, porque quem está a pilotar a cozinha sou eu... eh eh eh!
2 postas de peixe cozido
2 batatas grandes cozidas
1 colher de sopa de leite
alho e cebola picada q.b.
coentros picados q.b.
2 gemas
1 colher de sopa de pão ralado
sal, pimenta e noz moscada q.b.

Desfiei o peixe e levei a saltear num pouco de azeite, juntando o alho e a cebola picados muito miudinhos.
Esmaguei as batatas com a ajuda de um garfo, juntei o leite, envolvi bem e juntei à mistura do peixe. Temperei com sal, pimenta e noz moscada.
Juntei os coentros picados e o pão ralado e mexi bem. Fora do lume adicionei as gemas, envolvendo bem de modo a ficar uma mistura homogénea (se for necessário pode acrescentar-se mais um pouco de pão ralado até dar liga).
Moldei em formato de bolinhas e fritei em óleo bem quente, escorrendo a seguir sobre papel absorvente.
Servi acompanhado com arroz de cenoura e salada de tomate.
E então? Valeu a pena mais esta viagem na cozinha da Risonha???

sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

MUFFINS DE IOGURTE E CHOCOLATE BRANCO

Há vários dias que a minha filha me andava a pedir para eu fazer um bolo ou uns "bolinhos pikis", como ela chama aos bolos pequenos. E pediu-me logo que, se possível, levasse chocolate junto aos ingredientes.
Tinha ficado vidrada nestes muffins do recente blog da Butterfly e ao fim da tarde pus mãos à obra. Mas quando já tinha tudo em cima da bancada para começar é que reparei que não tinha pepitas de chocolate em casa. Nem chocolate de culinária tinha... que desgraça!
Boa!!! E agora??? Tive que tomar de assalto a casa da minha mãe e "roubar-lhe" uma barra de chocolate branco que ela lá tinha... e nasceram estes muffins que ficaram igualmente deliciosos (mas juro que ainda irei fazer a versão original).
1 iogurte de qualquer aroma (usei de morango)
2 ovos
180gr de açucar
150gr de farinha
1/2 copo de iogurte de óleo
pepitas de chocolate q.b. (usei cerca de 100gr de chocolate branco partido em pedaços)

Num recipiente bater os ovos inteiros e o açucar até ficar uma massa cremosa. Juntar o iogurte e bater mais um pouco.
Adicionar a farinha alternada com o óleo. Colocar o chocolate e envolver bem na massa.
Deitar colheradas em forminhas de muffins e levar ao forno pré-aquecido, a 180º, durante 30 minutos.
Rendeu 13 muffins muito saborosos (sim, na foto só estão 12... a Risonha Júnior roubou um assim que os tirei do forno). O sabor do chocolate branco com o iogurte de morango resultou numa combinação perfeita.

quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

BERINGELA EM CONSERVA

Beringela é um dos legumes que eu adoro e tenho quase sempre em casa (se bem que sou a única que aprecia o seu sabor).
Ando sempre em busca de novas receitas para confeccionar este legume e no outro dia encontrei esta receita da Dani para fazer conserva de beringelas... nem precisei procurar mais: estava encontrada a maneira de cozinhar as beringelas que andavam no meu frigorífico.
2 beringelas grandes
1 pimento verde pequeno picadinho
50gr de passas de uva
1 cebola média picadinha
salsa e cebolinho picados (usei apenas coentros)
sal a gosto
vinagre (usei vinagre balsâmico de Modena)
azeitonas verdes e pretas picadas (não usei)
azeite q.b.
2 dentes de alho picados (acrescentei eu)
pimenta e mostarda em pó (acrescentei eu)
Lavar bem as beringelas e cortar em cubinhos (deixar a casca). Numa panela com água deixar ferver até começar a amolecer (a água vai ficar escura). Escorrer, deixar secar e arrefecer por alguns minutos.
Numa vasilha despejar a beringela e juntar os outros ingredientes. Mexer bem e acertar o tempero a gosto (se quiser pode adicionar outros ingredientes que ache adequados).
Colocar em frascos de vidro e conservar no frigorífico (aguenta-se até 2 semanas).
Servir com torradas, pão, tostas, etc...
Uma maravilha para servir como entrada.

quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

ARROZ DE TAMBORIL COM MARISCO

Os amigos fazem parte da nossa existência e quando são amigos verdadeiros, são das melhores coisas que temos.
Há um casal meu amigo que, embora estejamos separados por mais de 600km de distância, mantemos sempre o contacto e a amizade vai-se sempre fortalecendo ao longo dos anos. Já vos falei deles aqui, aqui e aqui: o casal Paula e Sérgio Andrade. São daqueles amigos que, se eu precisar, sei que posso contar sempre com eles.
Temos passado muitos bons momentos juntos e cada vez que nos encontramos é uma alegria.
Na semana passada recebi a visita destes amigos do peito. Embora tenha sido uma visita de médico, não quis deixar de presenteá-los com uma bela refeição, e como sei que o Sérgio adora estes petiscos, servi-lhes um belo arroz de tamboril com marisco.O meu amigo fez questão de escolher o vinho e o jantar foi deveras agradável... o que não é de admirar, pois entre amigos qualquer refeição sabe sempre bem.
Preparei um refogado com 2 cebolas grandes e 3 dentes de alho picados, 3 tomates maduros em pedaços, um pimento verde em tiras, sal, pimenta, louro, noz moscada, vinho branco, azeite e um pouco de margarina. Deixei apurar tudo muito bem e triturei com a varinha mágica.
Juntei um pouco de água e quando começou a ferver adicionei 1kg de mistura de marisco congelado.
Dissolvi meio pacote de creme de marisco em 2,5dl de água, juntei ao tacho e quando retomou fervura acrescentei o arroz e 2 lombos de tamboril partidos em pedaços.
Reduzi o lume e deixei cozinhar lentamente até o arroz estar cozido. No final rectifiquei os temperos e acrescentei algumas delícias do mar em pedaços.
Ao servir polvilhei com coentros picados.
Aqui está o meu amigo deliciado com o arroz..
Um belíssimo jantar em muito boa companhia. Paula e Sérgio, obrigado por serem nossos amigos.