Sugestões para oferecer ou para ler...


sábado, 28 de Fevereiro de 2009

ROLINHOS DE ESPARGUETE

Quando compro revistas de culinária a Risonha Júnior faz sempre questão de as percorrer de uma ponta à outra para ver se têm alguma coisa que lhe desperte a atenção. Quando encontra alguma receita do seu agrado, trata de marcar a página para me mostrar e perguntar se eu posso fazer.
Foi o que aconteceu com esta receita que vinha na revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Janeiro - tinha massa, tinha fiambre, ia ao forno a gratinar... tinha tudo para ser um sucesso.
Fiz-lhe a vontade e preparei a receita. Não é nada de fantástico, mas fica um prato diferente e aposto que todas as crianças gostam.
150gr de esparguete
1 colher de café de sal
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de azeite
2 tomates maduros sem pele
pimenta q.b.
1 colher de sopa de salsa picada
8 fatias de fiambre de perú
1,5dl de molho béchamel
2 colheres de sopa de pão ralado

Coza o esparguete em água temperada com sal, durante 9 minutos, e depois escorra-o.
Descasque e pique os alhos, coloque-os num tacho, junte o azeite e leve ao lume. Deixe cozinhar até o alho ficar douradinho.
Junte o tomate limpo de pele e sementes e picados, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar durante 5 minutos. Adicione o esparguete cozido, polvilhe com a salsa e misture bem.
Ligue o forno a 180º. Divida o esparguete pelas fatias de fiambre de perú e enrole-as. Disponha os rolinhos num prato de forno, regue-o com o béchamel, polvilhe com o pão ralado e leve ao forno durante 15 minutos.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Quantidades para 4 pessoas
Calorias por dose: 420 Kcal
Interesse nutricional: rica em amido, proteínas, ferro e cálcio.Aproveito para vos mostrar mais um pouco das minhas manualidades: um porta lápis feito com a técnica de decoupage, que fiz para enviar à minha amiga Nelinha. Ficou muito fofinho, não ficou?

sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

SOPA DE FEIJÃO COM COUVE

Se o meu pai fosse vivo, ao olhar para este prato de sopa, o seu primeiro comentário seria:
O que eu gosto destas sopas "enfarta-brutos".
Aliás, o meu pai adorava as sopas que eu fazia e dizia que as minhas sopas eram muito melhores do que as da minha mãe (o que me deixava toda babada, claro!!!).
Pois nisso (e em muitas coisas mais) eu puxei ao meu pai: também gosto muito destas sopas de entulho, que por si só servem de refeição.
E como o frio parece que voltou a atacar, vamos comer uma taça de sopa para aquecer...
De véspera salpiquei ossos da espinha de porco e reservei no frigorífico.
Ao confeccionar a sopa sacudi-os para retirar o excesso de sal e coloquei-os na panela de pressão cobertos com água, juntamente com 1/2 cebola em rodelas, 2 dentes de alho picados, 2 cravinhos e um fio de azeite.
Levei ao lume e dexei cozinhar durante 10 minutos a partir do momento em que começou a ferver.
Tirei do lume, retirei a pressão (coloco sempre a panela debaixo de um jacto de água fria) e juntei á panela cenoura em pedaços, couve lombarda cortada grosseiramente, um punhado de massa e algumas rodelas de chouriço e morcela.
Levei novamente á pressão por mais 5 minutos.
Voltei a retirar a pressão, juntei 1 lata grande de feijão manteiga (previamente escorrido), deixei ao lume durante 10 minutos, com a panela destapada, para apurar bem.
Rectifiquei os temperos e servi bem quentinha.
Esta é das poucas sopas que o Sr. Risonho come sem reclamar...

quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

LOMBINHOS DE PORCO COM ANIS ESTRELADO

Nunca tinha usado anis estrelado em pratos salgados, só em doces. Já tenho visto algumas receitas mas confesso que nunca me tinha atrevido a experimentar, com receio que o sabor do anis não ficasse bem na comida.
Mas quando vi estes lombinhos na revista "Saberes & Sabores" de Abril/2008 não resisti, perdi o medo e resolvi experimentar.
O sabor do anis liga muito bem com a carne de porco e os lombinhos ficaram deliciosos.
Perdi completamente o medo de usar anis estrelado em pratos salgados!
6 dentes de alho
1 colher de sobremesa de colorau
600gr de lombinhos de porco
2 cebolas
60gr de margarina
sal
2 a 3 estrelas de anis
1 folha de louro
2dl de vinho branco
Esborrache os dentes de alho, tire-lhes a pele e deite-os num almofariz. Junte o colorau e esmague muito bem até obter uma pasta. Barre os lombinhos de porco com a pasta obtida.
Descasque as cebolas e corte-as em gomos finos.
Deite a margarina num tacho e leve ao lume. Quando estiver quente, introduza a carne e deixe alourar de todos os lado.
Tempere com sal e junte a cebola, o anis estrelado e a folha de louro. Tape e deixe cozinhar sobre lume brando até a cebola estar mole.
Refresque com o vinho branco e deixe cozinhar, tapado e sobre lume brando, durante cerca de 20 minutos ou até a carne estar macia.
Foi servido com esparguete cozido "al dente" e só vos posso dizer que a carne fica com um molho muito saboroso. No dia seguinte, aquecida, sabe ainda melhor...

CARNAVAL SAGRES 2009

A pedido de várias famílias (rsrsrsrs) aqui fica um "cheirinho" do que foi a nossa tarde de 3ª feira de Carnaval.
O carro deste ano tinha como tema um jardim com uma fonte (de onde corria mesmo água) e os insectos do jardim: as borboletas, as joaninhas e as abelhas... sem faltar um caça-borboletas.
Mas como o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina quer implementar uma lei em que, para mudar o gado de pastagem há que pagar uma licença, resolvemos disfarçar a nossa cabra de borboleta... ao menos assim pode ser que não se pague nada!
Fiquem com as imagens para mais tarde recordar...

quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

EMPADÃO DE PEIXE

E pronto... já lá se foi mais um Carnaval. Pena que passe tão depressa... mas já estamos a pensar nas fantasias do próximo ano, por isso nada de desanimar.
Agora toca mas é a pensar noutras coisas, tais como voltar a dar atenção ao blog e ver o que se passa nos blogs vizinhos.
E falando na vizinhança, já viram o desafio que a Leila lançou no seu blog? Eu vi há dois dias e como nesse desafio também valem os empadões, resolvi concorrer com este empadão de peixe que preparei na outra semana.
Acham que foi uma boa participação???

Fazer puré de batata a gosto.
Num tacho preparar um refogado com cebola e alho picado, 2 tomates maduros cortados em cubos, azeite, um pouco de margarina, sal e pimenta.
Juntar 1/2 copo de vinho branco e 4 medalhões de pescada, deixando cozinhar lentamente, ao mesmo tempo que se vai desfazendo o peixe com a colher de pau.
Adicionar 3 colheres de sopa de milho e 2 fatias de pão (sem côdea) esfarelado.
Deixar apurar bem, temperar com uma pitada de noz moscada e no final envolver 8 delícias do mar em lascas.
Num pirex untado colocar uma camada de puré de batata, por cima o preparado do peixe e salpicar com queijo flamengo em cubos.
Cobrir com o restante puré de batata e com um garfo desenhar alguns riscos à superfície.
Pincelar com ovo batido e levar ao forno a gratinar.
Eis uma boa maneira de fazer com que as crianças mais renitentes comam peixe.
E já agora, em relação ao post das verdades e mentiras, quero elucidar-vos que as minhas mentiras são:
Nr. 2 - a da sardinhada no Verão é mentira, por uma simples razão: sou alérgica a sardinhas e nem posso estar perto do grelhador quando elas estão a assar, quanto mais comê-las.
Nr. 3 - não, não fiz parte de uma equipa de futebol feminina - eu sempre fui uma naba a jogar futebol... LOL!
Nr. 7 - a história de adorar a montanha russa também é mentira: andei uma vez na montanha russa aquática, no
Aquashow, e jurei para nunca mais!!!
Parabéns a quem já me vai conhecendo e que acertou em algumas coisas.

segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

6 VERDADES E 3 MENTIRAS

Já há vários dias que a Misshiva, a Janeca e o Apokalypsus me desafiaram para responder a este desafio e eu ainda não tinha tido tempo de o fazer... mas agora cá vai.
Já correu a blogosfera e como já devem saber consiste em dizer 9 coisas aleatórias a meu respeito, sendo que 6 serão verdade e 3 serão mentiras (vamos a ver se vocês conseguem descobrir as mentiras):
1 - Adoro mar e não consigo ficar muito tempo sem o cheiro da maresia.
2 - Adoro comer uma boa sardinhada assada no Verão.
3 - Na escola fiz parte de uma equipa de futebol feminino.
4 - Gosto muito de cães.
5 - Um dos meus sonhos é ir viver alguns anos para os Açores.
6 - Gosto de conduzir mas prefiro ir no lugar de "pendura".
7 - Adoro andar de montanha russa.
8 - Prefiro, de longe, a praia á piscina.
9 - Gosto muito de faróis e se pudesse vivia num.

Agora as mentiras que eu (acho) que detectei nos meus desafiadores são:
Misshiva - acho que mente quando diz que tem um jacuzzi;
Janeca - acho que mente quando diz que só compra as malas e sapatos em Itália;
Apok@alypsus - acho que mente quando diz que tem duas caturras malucas e um rabo de junco esgroviado.

Não passo o desafio a ninguém pois acho que a maioria das pessoas já o respondeu. Quem ainda não o tiver feito sinta-se desafiado por mim.
E vocês? Já descobriram quais são as minhas mentiras?
Desafio-vos a comentarem para ver se acertam... LOL!

sábado, 21 de Fevereiro de 2009

FLAN DE COGUMELOS

A receita vinha na revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Janeiro e como tinha uns cogumelos em casa a precisarem de ser usados, resolvi arriscar.
Arrisquei bem... este é um bom acompanhamento ou, se preferirem, um prato principal se for acompanhado de uma boa salada.
E chega.... já não falo mais de comida! Eu juro que mal consigo aguentar pela 3ª feira de Carnaval... estou ansiosa por ir pular, saltar, dançar, sambar... fiquem com a música de Martinho da Vila (esta é das minhas músicas favoritas dele) e dancem, sambem, sejam felizes neste Carnaval.
Pena que é já esteja no fim... tanto trabalho para, como diz o grande mestre Martinho da Vila, "Pra tudo se acabar na quarta-feira".... rsrsrs
2 colheres de sopa de azeite
300gr de cogumelos laminados
sumo de 1/2 limão
2 colheres de sopa de farinha (usei integral)
3 ovos
2,5dl de natas de soja
40gr de queijo ralado (usei 80gr)
1 colher de café de sal
pimenta q.b.

Leve ao lume uma frigideira com o azeite e, quando aquecer, junte-lhe os cogumelos laminados e previamente regados com o sumo de limão. Deixe cozinhar até evaporar toda a água e reserve.
Num recipiente misture a farinha com as gemas e mexa bem. Adicione as natas, o queijo ralado, tempere com sal e pimenta e mexa.
Bata as claras em castelo e misture ao preparado anterior, tal como os cogumelos laminados.
Unte uma forma rectangular com azeite, encha-a com o preparado e leve ao forno, a 180º, durante 15 minutos (o meu ficou 25 minutos). Sirva o flan desenformado e acompanhado a gosto.
O meu ficou mais cremoso do que o da revista, pelo facto de ter levado maior quantidade de queijo ralado.
Informação nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Quantidades para 4 pessoas
Calorias por dose: 268 Kcal
Interesse nutricional: rica em proteínas, vitaminas no complexo B e cálcio.

Sugestão da revista: se preferir, pode cozer o flan em formas pequenas individuais.
Nota: voltarei apenas depois do Carnaval, embora vá deixar uma postagem pré-agendada, para responder a um desafio que me lançaram.
Mas "ao vivo e a cores" será só na 4º feira ("Pra tudo se acabar na Quarta-Feira... rsrsrs). Prometo partilhar convosco as fotos do desfile... beijos e divirtam-se muito, porque para triste já basta a situação económica do país!!!

sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

BOLO DE CENOURA E CHOCOLATE

Ontem à noite, em conversa com o meu querido vizinho Joel, fiquei muito surpreendida (e babada também) por ele me ter dito que a sua mãe, que vive em Salir, é uma fiel seguidora do meu blog e que gosta de ver o que eu costumo andar a preparar na minha cozinha.
Por isso minha senhora (que eu nem sei o nome), esta receita é inteiramente dedicada a si... Obrigado por gostar deste cantinho e aproveite para fazer este bolo para a Avó Maria, pois é delicioso.
A receita vinha no fascículo da revista "TV 7 Dias" há duas semanas atrás.
1 iogurte (usei com aroma de côco)
3 copos de açucar
3 ovos
1 copo de óleo
3 copos de farinha
1 colher de café de fermento
1 cenoura média
2 colheres de sopa de chocolate em pó
* o copo utilizado como medida foi o copo do próprio iogurte

Untar uma forma rectangular e ligar o forno a 180º.
Bater os ovos com o iogurte e o açucar.
Juntar o óleo, a farinha e o fermento.
Dividir a massa em duas partes iguais, a uma delas jutar a cenoura ralada e na outra juntar o chocolate.
Deitar as massas alternadamente na forma e levar ao forno por 1 hora.
Digamos que é um bolo de iogurte, em formato mármore, aromatizado com cenoura.
Que posso dizer mais? Desapareceu num instante... a Risonha Júnior classificou-o como um dos melhores bolos que eu já fiz. Acham que é preciso dizer mais alguma coisa?

quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

SALSICHAS BRASILEIRAS COM MOLHO ESPECIAL

Um destes dias, numa das minhas idas às compras encontrei, na secção da carne fresca, uma embalagem de salsichas brasileiras, que me despertaram a atenção por serem mais pequenas e mais "gordinhas" que as tradicionais salsichas frescas.
Acredito que ficassem muito saborosas grelhadas ou feitas no churrasco, mas o tempo não estava para isso, por isso improvisei e criei esta receita:
Num tacho coloquei cebola e alhos picados, azeite, noz moscada, um pouco de margarina, polpa de tomate e vinho branco.
Deixei apurar um pouco e juntei as salsichas brasileiras (cerca de 800gr) e 1 cenoura grande em rodelas. Deixei estufar por alguns minutos.
Dissolvi 1/2 pacote de sopa de cebola em 2dl de vinho do Porto e juntei ao tacho.
Deixei acabar de estufar em lume brando, rectificando os temperos e agitando o tacho de vez em quando.
Servi com esparguete polvilhado com queijo ralado (como não podia deixar de ser... lol)
Aproveito para mostar mais umas coisitas que tenho feito:
* uma tela para a minha colega (que nasceu em África e adora tudo o que seja de inspiração africana)
* uma caixa que ofereci à mesma colega

quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

LULAS ENDIABRADAS

Devem estar a perguntar-se "Endiabradas porquê?".
Porque era como eu me sentia neste dia: completamente endiabrada, com uma neura do tamanho do mundo e cheia de vontade de embirrar com alguma coisa. Por isso achei por bem embirrar com as lulas.
Tinha tirado uma embalagem de lulas do congelador, mas não me apetecia fazê-las nem com arroz, nem fritas, nem sei lá como... lembrei-me de as rechear e durante a tarde, enquanto estive no trabalho (eu mais a minha neura) fui imaginando o que poderia usar no recheio.
Quando cheguei a casa vi que as lulas eram de tamanho bastante mais pequeno do que eu imaginava, mas mesmo assim não desisti e, entre pragas e desatinos, lá preparei as lulas (com a neura a aumentar cada vez mais com a trabalheira que tive a rechear lulas tão pequenas).
Como é que nasceu o nome? É que a Risonha Júnior quando chegou à cozinha disse "Mãe, são lulas recheadas?"
E eu respondi "Não, são lulas endiabradas!!!!!!!!"
Arranjar 1kg de lulas, retirando os tentáculos e reservando.
Cortar os tentáculos em pedaços e misturar com 1 cebola picada, queijo flamengo em cubinhos pequenos, 2 latas de atum (escorrido e desfeito com um garfo), quadradinhos de chouriço e uma pitada de pimenta.
Encher as lulas com o preparado (aqui é que foram elas, nem me quero lembrar!!!) e fechar a abertura com um palito.
Fazer um molho de tomate bem apuradinho, deitar as lulas e, se tiver sobrado recheio, deitar também no tacho. Levar a lume médio até as lulas cozinharem.
Acompanhar com arroz branco (e para o Sr. Risonho juntei também batata doce cozida).
Macacos me mordam se eu volto a encher lulas deste tamanho!!!

terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

CREME DE COUVE FLOR COM ALHO FRANCÊS

A modos que o frio não se quer ir embora. Uns dias chega-se para lá, outros dias chega-se mais para cá, mas continua instalado, especialmente à noite. Por isso continuam a apetecer umas sopinhas.
Esta vinha na revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Janeiro e, como costume, a única alteração que fiz foi substituir as batatas por curgettes.
400gr de curgettes
1 cebola
2 colheres de sopa de azeite
1/2 couve flor
2 alhos franceses
1 colher de café de sal

Descasque e corte as curgettes e a cebola em pedaços. Coloque-os numa panela, junte 1,5l de água quente, leve ao lume, junte o azeite e deixe ferver durante 10 minutos. Adicione depois a couve flor cortada em pequenos raminhos e deixe cozinhar por mais 10 minutos.
Entretanto, limpe os alhos franceses, corte-os em rodelas finas, lave-as e deixe-as escorrer.
Reduza a sopa a puré, junte as rodelas de alho francês, tempere com sal e deixe cozinhar mais 10 minutos. Sirva quente.
Não sei se conseguem perceber pela fotos, mas a sopa ficou super cremosa e aveludada.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Quantidades para 5 pessoas
Calorias por dose: 149Kcal
Interesse Nutricional: rica em vitamina C e fibras alimentares
Nota: minha gente, falta UMA SEMANA para o Carnaval... já temos as nossas fantasias preparadas, agora andamos a ultimar os últimos pormenores (pinturas faciais, sprays, decoração final do carro, etc...).
Estou que nem posso, já sinto um formigueiro na sola do pé, estou aflita para pular e saltar!!!
Por isso a música tem que ser bem carnavalesca... "É na sola da bota, é na palma da mão..."

sábado, 14 de Fevereiro de 2009

A PORTA DO MEU FRIGO...

A Cenoura Maria lançou-me um desafio muito engraçado, que consiste em mostrar a porta do meu frigorífico.
E eu, que não sou pessoa de virar a cara a desafios e que por nada deste mundo queria deixar a minha amiga desiludida, imediatamente obedeci ao seu pedido.
Máquina fotográfica em punho et voilá.... eis o meu frigorífico:

O meu também é um combinado (e nem foi nada "combinado" com a Cenoura) já com vários anos (e graças a Deus tem saído bastante bom e nunca avariou...). Fica mesmo no cantinho da cozinha, encostadinho à parede e tem a porta sempre cheia de ímans e papelada, tais como:
- horário da escola da filhota
- horário dos autocarros (a filhota vai para a escola de autocarro)
- aviso da reunião da escola
- convite para uma festa de aniversário de uma colega da filhota
- aviso de um atelier em que a filhota vai participar
- calendário das marchas-passeio em que costumo participar
- ímans de toda a maneira e feitio: com animais, do Zoomarine, do Aquashow, da Serra Nevada, do Shrek e família, com animais e, como não podia deixar de ser, com faróis.
Na porta de baixo tem um bloco magnético para anotar a lista de compras (que eu nunca uso, vá-se lá saber porquê...)
E então Cenoura? Gostaste do meu frigorífico??
Agora passo este desafio a todas as meninas e meninos que tenham coragem de fotografar a porta do seu frigorífico/geladeira.
Sim, porque não é fácil fotografar uma coisa tão íntima da nossa cozinha... LOL!

BOLO DE NOZES

Hoje é dia de S. Valentim.. dia dos namorados... parabéns para todos os casais apaixonados!
Embora já tenha quase 14 anos de casada, eu e o meu marido nunca deixamos passar esta data em branco. Normalmente, quando os horários de trabalho o permitem, vamos sempre jantar fora (esta noite ainda não sei onde vou, vai ser surpresa...).
Mas também gosto sempre de fazer um doce especial para este dia, para que o possamos comer em conjunto com a nossa filhota. Afinal, se não fosse o facto de termos namorado e casado, ela nunca teria vindo ao mundo, não é?
Como a Risonha Júnior adora bolos com nozes, fui ao Gastronomias escolher a receita para celebrar este dia:
250gr de açucar escuro
6 ovos
250gr de nozes picadas
200gr de chocolate em barra
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sobremesa de fermento em pó (acrescentei eu)
Bombons "Milka" para decorar (acrescentei eu)

Bata as gemas com o açucar e adicione as nozes e o fermento.
Bata as claras em castelo e junte cuidadosamente à mistura anterior.
Unte e enfarinhe uma forma e deite a massa. Leve a forno médio (180º) durante 25 a 30 minutos (o meu ficou cerca de 45 minutos).
Coloque o chocolate a derreter com a manteiga.
Desenforme o bolo depois de frio e cubra com o chocolate derretido. Decore com os bombons Milka.
Sabem quando os bolos ficam tão fofinhos, mas tão fofinhos, que quase se desfazem ao desenformar? É o caso deste bolo.... é simplesmente fofíssimo...e delicioso.
Nota: Espero que gostem da música que escolhi para este dia: era uma das músicas que eu e o meu marido ouvíamos quando começamos a namorar: Vaya com Dios.
O dia de S. Valentim está a passar... agora já ando entusiasmada com os preparativos do Carnaval: eu adoro o Carnaval e participo sempre no desfile... adivinhem do que vou vestida este ano?
Não posso dizer... mas dou pistas: tem as cores vermelho e preto... lol!

sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009

PAPPARDELLE COM ALHEIRA

Esta é mais uma das receitas que já correu vários blogs, mas a ideia saíu do blog da Colher-de-Pau (mais uma que "roubei" do blog dela, qualquer dia a rapariga coloca-me um processo em cima, ou no mínimo dá-me umas vergastadas com a dita colher...).
No original a receita foi feita com lacinhos, mas visto que dá para adaptar qualquer tipo de massa, eu optei pelo "pappardelle", pois como diria a minha filha "é uma massa bué de larga que enche logo o prato".
1 alheira de caça
300gr de massa pappardelle
pimenta q.b.
100ml de leite

Levar a massa a cozer em água temperada com sal até ficar "al dente".
Fazer um golpe superficial em toda a volta da alheira e colocá-la numa frigideira anti-aderente. Num instante a pele soltar-se-à. Quando isso acontecer retire-a e vá desfazendo a alheira com uma colher de pau, de maneira a que cozinhe uniformemente em forma de papa.
Quando a alheira parecer cozinhada junte o leite, tempere com pimenta e mexa bem de modo a obter um creme espesso. Desligue e reserve.
Assim que a massa estiver cozida escorra-a e junte-lhe o creme da alheira, mexendo bem para se incorporar com a massa. Sirva de imediato.
Como não podia deixar de ser, polvilhei com queijo ralado.
Cuidado que ainda está quente, a fumegar...

quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

BOLO COM CHOCOLATE, GINJA E CARDAMOMO

Apetecia-me um bolo... mas é que me apetecia mesmo!
E apetecia-me também gastar o resto de uma barra de chocolate de leite que tinha em casa (parece que agora ninguém anda guloso para comer chocolates).
E apetecia-me usar as sementes de cardamomo que a minha querida Ameixinha gentilmente me enviou há algum tempo atrás.
Mas o que não me apetecia mesmo nada era tirar a batedeira do armário para fazer o bolo... nem me apetecia estar a ter muito trabalho.
Juntando todos os apetites sabem o que deu??? Um bolo feito na máquina do pão...
3 ovos
1,5 colher de sopa de manteiga
1 pitada de sal
170gr de chocolate de leite partido em pedaços
1.5 colher de sopa de licor de ginja
4 sementes de cardamomo
200gr de açucar
320gr de farinha
2 colheres de chá de fermento para bolos
Agora vem a parte mais difícil:
Colocar todos os ingredientes, pela ordem indicada, na cuba da máquina.
Seleccionar o programa "bolo" (na minha máquina é o programa 9).
Enquanto o bolo coze vão pensando que chá preferem para o lanche...
Nota: este bolo foi das coisas mais engraçadas que me aconteceu: fiz o bolo à noite mas resolvi retirá-lo da cuba apenas na manhã seguinte... mas o malvado não queria sair de dentro da cuba! Ficou literalmente colado... eu bem batia no fundo, batia nos lados, praguejava... a ver o tempo a passar e nada de o bolo sair, nem se movia um milímetro.
Quando eu já estava quase disposta a chamar os bombeiros, eis que sua excelência lá resolveu saltar cá para fora e deixar-se fotografar!
Irra!!! Nem vos digo a trabalheira que tive. Mas valeu a pena, pois o bolo ficou delicioso.