Sugestões para oferecer ou para ler...


sábado, 28 de Março de 2009

TORTILHA DE FRANGO E SALSICHA

Dei por mim com uns restos de frango assado no frigorífico e perguntei à minha filha "O que é que eu faço com isto?" Resposta dela "Quiche!!!"
Mas nesse dia não estava para aí virada, não tinha massa folhada em casa nem me apetecia estar a preparar massa para a base.
Então a minha Risonha Júnior, muito carinhosamente, disse "Mãe, inventa qualquer coisa!!!"
E eu inventei.. saíu esta tortilha que, quanto a mim, ficou muito boa.
Bem sei que, por norma, as tortilhas levam batata, mas a minha não leva... batata tem muita caloria e, como se diz na minha terra, batata dá sono... LOL!
Numa frigideira coloquei a derreter um pouco de margarina e juntei 1/2 cebola picada, os restos do frango assado desfiado, 1 lata de cogumelos laminados, 1/2 lata de milho, 1 lata de salsichas em rodelas e cebolinho picado.
Deixei saltear tudo durante alguns minutos, mexendo sempre e temperando com uma pitadinha de sal e noz moscada.
À parte bati 4 ovos com 2 colheres de sopa de leite. Deitei por cima do preparado e deixei os ovos cozinharem durante alguns minutos, até que a parte de baixo estivesse com um aspecto compacto.
Com a ajuda de um prato virei a tortilha, deixando cozinhar do outro lado e polvilhando a parte de cima com queijo ralado.
Retirei para o prato de servir, deixei arrefecer um pouco e depois foi só atacar.
Comentário da Risonha Júnior: "Está bom, mas tinha preferido uma quiche!"
Mulheres... sempre difíceis de agradar.

sexta-feira, 27 de Março de 2009

BOLO DE MAÇÃ E CHOCOLATE

Lembram-se do bolo de cenoura e chocolate que eu tinha feito há cerca de um mês?
Na revista de onde tirei a receita vinha uma nota que dizia que, se preferissemos, podíamos substituir a cenoura por maçã.
Essa ideia nunca mais me saíu da cabeça... acham que eu resistia a não testar a receita?
Claro que não! Cá está ela... fica um bolo delicioso, um pouco húmido no interior devido à maçã, cujo sabor conjuga lindamente com o chocolate.
Não vos sei dizer se gostei mais desta versão ou da anterior. Aconselho-vos a experimentar as duas.
1 iogurte (usei com aroma de côco)
3 copos de açucar
3 ovos
1 copo de óleo
3 copos de farinha
1 colher de café de fermento
1 maçã reineta grande
2 colheres de sopa de chocolate em pó
* o copo utilizado como medida foi o copo do próprio iogurte

Untar uma forma rectangular e ligar o forno a 180º.
Bater os ovos com o açucar e o iogurte.
Juntar a farinha, o óleo e o fermento.
Dividir a massa em duas partes iguais, numa juntar o chocolate e na outra juntar a maçã ralada.
Deitar as massas alternadamente na forma e levar ao forno durante 1 hora.
Querem um café e uma fatia de bolo?

quarta-feira, 25 de Março de 2009

SOPA DE PEIXE

Duas postas de pescada perdidas no congelador e que foram encontradas, sem saber bem que destino iriam ter.
Um apetite enorme por comer sopa (bem, isso é sempre... já sabem que eu sou fã de sopas).
Toca a dar volta à imaginação, volta às revistas e livros de culinária que habitam na minha moradia.
Inspiração daqui, ideia dali... nasceu uma sopa de peixe. E há coisa mais "algarvia" que uma bela sopa de peixe???
2 postas de pescada
1,2l de água
sal q.b.
1 cebola
2 dentes de alho
1dl de azeite
1 colher de chá de colorau em pó
2 tomates maduros
2 cenouras
100gr de massa a gosto
1 ramo de coentros

Cozer o peixe na água temperada com sal por cerca de 5 minutos. Retirar o peixe com uma escumadeira e reservar o caldo.
À parte refogar a cebola e os alhos, ambos picados, no azeite. Juntar o colorau e o tomate aos pedaços (sem pele nem sementes) e deixar refogar até ficar macio.
Acrescentar as cenouras cortadas aos cubos e regar com o caldo da cozedura do peixe.
Passados 10 minutos após ter levantado fervura adicionar a massa.
Deixar cozer mais 10 minutos e no final acrescentar o peixe, sem espinhas e previamente desfiado.
Rectificar os temperos e servir polvilhado com os coentros picados.
Aproveito para vos mostrar mais uma das minhas "habilidades": uma caixa de chá que fiz para oferecer a uma antiga colega minha. Acham que ficou bonita?

terça-feira, 24 de Março de 2009

PIZZA COM FARINHEIRA

Não sei se sabem o que é farinheira, pois não faço ideia se na vossa zona se chama assim. Por cá chama-se farinheira ou morcela de farinha e é um enchido delicioso, que tanto se pode comer crú como frito, cortado em rodelas fininhas (podem ver mais informação aqui).
Tinha um pedaço de farinheira no frigorífico que me tinham oferecido e como não me apetecia consumi-la em nenhumas destas formas, resolvi colocá-la numa pizza.
Para a massa:
240ml de água
1 colher de sopa de azeite
1 colher de café de sal
480gr de farinha
1/2 pacote de Fermipan
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina do pão e seleccionar o programa "amassar".
No final do programa retirar a massa da cuba e sová-la uns minutos em cima da bancada.
Estender a massa e colocar num tabuleiro untado com óleo.
Cobrir com molho de tomate, polvilhar com oregãos e cobrir com algum queijo ralado.
Dispôr rodelas de farinheira, cubos de fiambre e cogumelos laminados.
Voltar a polvilhar com oregãos e cobrir com queijo ralado a gosto.
Levar ao forno a 180º durante 20-25 minutos.

sábado, 21 de Março de 2009

ESPUMA DE MARMELO

Um dia, estava eu a visitar as cozinhas das minhas colegas blogueiras, quando encontrei esta receita da Vina. A minha filha ficou logo de olho arregalado, pois adora doce de marmelo.
Eu achei a receita interessante, pois não é muito calórica, visto que o único açucar que leva é proveniente da marmelada. Além disso sempre dava para gastar algumas das claras que tenho congeladas.
Na semana passada, como a Risonha Júnior ia receber uma colega para fazerem um trabalho para a escola, e como a tarde estava quente, resolvi preparar esta receita para elas provarem ao lanche, bem fresquinha...
1 chávena de chá de marmelada
2 iogurtes naturais (usei de aroma de banana)
3 claras
canela em pó para polvilhar
Coloque a marmelada numa taça e mexa-a bem com uma vara de arames. Junte-lhe o iogurte, envolvendo delicadamente.
Bata as claras em castelo e junte ao preparado anterior. Distribua por taças e leve ao frigorífico.
Antes de servir polvilhe com canela em pó.
A marota da Canela lançou-me um desafio que já vem a circular do blog Mirepoix: o Super Desafio 6, que consiste no seguinte:
* Vá a sua pasta de fotos no computador
*Vá ao sexto arquivo de fotos, procure a sexta foto
*Coloque essa foto no blog e escreva alguma coisa sobre ela
*Convide 6 amigas para participar e publicarem suas fotos
Como estou no trabalho neste momento, seguindo estas regras, a foto que encontrei foi a seguinte:
Esta foto é da autoria de Aguinaldo Vera-Cruz, um grande profissional da fotografia, que tirou todas as fotos que estão expostas no sítio onde trabalho (os nossos apartamentos, ao invés de quadros nas paredes, têm fotos da nossa zona).
Esta foto retrata o pôr-do-sol mais bonito do mundo: o pôr-do-sol visto no Cabo de S. Vicente.
(aproveitem e visitem o site do Aguinaldo, onde podem ver fotos lindas).
Deveria passar este desfio a 6 pessoas, mas como não sei a quem passar, convido a responder as primeiras 6 pessoas que comentarem este post.

sexta-feira, 20 de Março de 2009

MARUCA COM TOMATE

Não sei como são os costumes na vossa casa, mas por aqui nunca se come carne nas sexta-feiras de Quaresma. É um costume que está instalado na minha família há muitos anos e que eu faço questão e muito gosto em respeitar.
Por isso, para quem seguir estes costumes, aqui fica uma sugestão para o jantar de hoje: um prato com cara de Alentejo, pois tem muito tomate (como eu gosto) e serve-se sobre fatias de pão (se for pão alentejano, ainda melhor).
5 postas de maruca
600gr de tomate maduro
1 cebola
2 dentes de alho
1dl de azeite
1dl de vinho branco
1 colher de chá de oregãos
1 folha de louro
batatinhas cozidas com a pele
sal, pimenta e sumo de limão q.b.

Temperar as postas de peixe com o sal, pimenta e o sumo de limão e deixar tomar gosto por cerca de 2 horas.
Levar ao lume um tacho com o azeite e o alho picado, deixar aquecer, juntar a cebola cortada em rodelas finas e mexer até começar a alourar.
Misturar o tomate, também cortado em rodelas finas, os oregãos, o louro e o vinho e deixar refogar por 5 minutos, temperando de sal e pimenta.
Deitar metade do preparado num tabuleiro, colocar por cima o peixe e dispôr em volta as batatas cozidas.
Cobrir com o restante molho e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 25 minutos.
Servir quente sobre fatias de pão alentejano (ou pão duro que se tenha da véspera).
Nota: a receita pode ser confeccionada com qualquer outro peixe à escolha.

quinta-feira, 19 de Março de 2009

BOLO DE NOZ, CENOURA E ANANÁS

Ontem, ao falar com uma grande amiga minha (mais que amiga, para mim é uma irmã) perguntava-me ela que bolo é que eu ia fazer para celebrar o Dia do Pai, ao que eu respondi que não faria nada doce, pois cometemos muitos "excessos gastronómicos" no passado fim de semana, ao que ela de imediato me respondeu: "Eu não acredito que tu não vais fazer um bolo para comemorarem o Dia do Pai! Isso nem parece teu!!!"
Enquanto falávamos foi-me enviando livros de receitas e, como se não bastasse, ao meu lado tinha a Risonha Júnior que lá ia cuscando tudo, quando de repente... alto e pára o baile!!!
A Risonha Júnior fixou-se numa receita que foi a escolhida para o bolo... receita enviada por uma amiga do coração, escolhida pela minha filha linda para celebrar Dia do Pai, só podia ser um sucesso, certo?
2 chávenas de farinha
1,5 chávena de açucar
1/2chávena de óleo
1 chávena de cenoura ralada (2 cenouras médias)
1 chávena de ananás cortado aos pedaços (4 rodelas)
2 chávenas de nozes trituradas
4 ovos
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela em pó
6 colheres de sopa da calda do ananás (isto acrescentei eu)
* a chávena usada tem a capacidade de 200ml

Misturar os ovos inteiros com o açucar. Juntar o óleo, a cenoura, o ananás e as nozes mexendo tudo muito bem. Adicionar a canela, o bicarbonato e por fim a farinha.
Colocar numa forma untada e polvilhada (usei uma forma de silicone pincelada com óleo) e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 45-50 minutos.
Após retirar do forno e com o bolo ainda quente, piquei-o com um palito e deitei por cima a calda do ananás. Deixei arrefecer e desenformei.
É um bolo delicioso e a mistura de sabores das nozes, do ananás e da cenoura resulta muito bem.
Obrigado amiga do coração pela receita.
Tenho pena de neste dia já não poder ter o meu pai presente, junto a mim, para que eu lhe pudesse dar um beijinho, mas tenho a certeza que, esteja ele onde estiver, sabe que eu o amo muito.
A todos os pais do mundo um dia super feliz junto dos seus filhos. Como não podia deixar de ser, a Risonha Júnior também fez questão de dar uma beijoca muito repenicada ao pai.

quarta-feira, 18 de Março de 2009

"SEGREDOS"

Uma vez mais venho deixar o meu contributo para a Academia Literária, desa feita com um livro de Danielle Steel. Não sei se já vos disse, mas esta é pura e simplesmente a minha autora favorita, tenho mais de 40 livros da sua autoria e ainda não houve nem um que não gostasse de ter lido (estou agora a fazer uma colecção de DVDs de filmes baseados nos seus livros). Este que acabei de ler ontem à noite é também muito interessante, pois narra a história dos bastidores de uma série de televisão e os segredos que giram em torno dos seus actores.
Mel Wechsler, um talentoso produtor de televisão, quer transformar a série Manhattan num êxito estrondoso, e dispõe-se a reunir, para o efeito, um elenco fabuloso:
Sabina Quarles, uma estrela de cinema de Holliwood em decadência, que ambiciona readquirir o protagonismo e a segurança financeira a que estava habituada;
Jane Adams, uma actriz dedicada aos filhos, dominada por um marido abusivo e violento, que descobre que o seu papel em Manhattan lhe proporciona tudo o que mais lhe interessa;
Zack Taylor, o actor principal e modelo de profissionalismo, cuja simpatia, boa aparência e encanto próprio de um homem solteiro escondem um enigma;
Gabrielle Thornton-Smith, uma actriz bela, talentosa e à beira do sucesso aos vinte e cinco anos, que parece esconder algo;
Bill Warwick, um jovem actor em ascensão meteórica, que mentiu em relação ao seu passado, o que poderá pôr em risco a continuação da série quando tiver que enfrentar publicamente as consequências dos seus actos.
Conseguirá o elenco e a equipa técnica de Manhattan levar a série a ser o êxito televisivo que desejam enquanto lidam com as suas tragédias pessoais, novos amores e acontecimentos dramáticos?

Notas sobre a autora:
Danielle Steel nasceu en Nova Iorque a 14 de Agosto de 1947 e os seus livros estão entre os mais vendidos do mundo. Já vendeu mais de 560 milhões de cópias, traduzidos em 28 línguas e vendidos em 47 países, sendo que 22 das suas obras foram adaptadas para televisão.
Viveu grande parte da sua infãncia em França, tendo retornado aos Estados Unidos para completar a sua formação.
Foi casada por cinco vezes e é mãe de 9 filhos. Já viveu períodos de grande agitação sentimental, entre eles o suicídio do seu filho Nick, aos 19 anos, após lhe ter sido diagnosticado uma doença mental (sobre isso publicou o livro "O Meu Filho Nick".

terça-feira, 17 de Março de 2009

CREME DE COUVES-DE-BRUXELAS

Pessoas lindas do meu coração... vocês nem imaginam a ventania que está hoje aqui em Sagres.
O vento sopra a mais de 70km por hora, parece que vamos levantar vôo a qualquer momento.
Há momentos passou na minha frente uma gaivota que ia quase depenada de tanto lutar contra o vento... LOL!
E a temperatura baixou um pouco: ontem à noite esteve frio e esta noite acredito que vá ser também bastante fresca. Por isso vem mesmo a calhar uma sopinha, não é verdade?
A receita vinha num dos fascículos da "TV 7Dias" e, como sempre, substitui as batatas tendo usado chuchus. A receita pedia também queijo ralado, mas eu decidi usar queijo em fatias.
Querem ver como ficou?
500gr de couves de bruxelas
1 cebola
2 dentes de alho
1 alho francês
1 colher de sopa de manteiga
2 chuchus
100gr de pão de forma
4 fatias de queijo flamengo
sal q.b.

Arranje as couves de bruxelas: lave-as, corte-as em metades e reserve-as. Descasque a cebola e os alhos e pique-os.
Arranje o alho francês, lave-o muito bem e corte-o em rodelas. Refogue tudo isto na manteiga.
Descasque os chuchus, corte-os igualmente em pedaços e junte-os ao refogado, assim como as couves-de-bruxelas. Tempere com sal, deixe saltear um pouco e regue com 1,2l de água. Deixe cozer durante sensivelmente 20 minutos.
Entretanto corte o pão em cubos, torre-os e reserve-os. Triture a sopa e rectifique-lhe os temperos. Distribua o creme pelos pratos e sirva com uma fatia de queijo em cada prato e os cubos de pão.

segunda-feira, 16 de Março de 2009

PAPAS DE AVEIA COM PURÉ DE MAÇÃ E CHOCOLATE

Depois de um fim de semana maravilhoso passado no Hotel Monte Rio, de algumas escorregadelas na neve no cimo da Serra da Estrela e de uma tarde muito tranquila passada em Fátima, estou de volta com uma coisa em que eu estou a ficar viciada: papas de aveia.
Gosto delas de manhã ao pequeno-almoço, ao lanche ou ao jantar, quando não estou com paciência para fazer mais nada.
Como dá sempre para fazer algumas variações, dependendo da fruta ou outros ingredientes que se adicionem, aqui ficam as últimas papas de aveia que fiz:

1 chávena de leite de soja
2,5 colheres de sopa de flocos de aveia
1 colher de sobremesa de adoçante
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de sopa de puré de maçã (usei este da "Diese")
1 colher de sobremesa de chocolate em pó

Levar a lume brando o leite, os flocos de aveia, o adoçante e a canela.
Ir mexendo até que os flocos vão ficando cozinhados e as papas estejam cremosas, com uma consistência idêntica à do arroz doce.
Deitar as papas numa taça, colocar por cima o puré de maçã e salpicar com o chocolate em pó.
Só vos posso garantir que é uma verdadeira delícia...

sexta-feira, 13 de Março de 2009

SCONES

Risonha Júnior chega da escola com trabalhos de casa para fazer. Risonha Mãe (euzinha...) estava em casa pronta para dar uma ajuda nos trabalhos.
TPC de Inglês... olho no livro, outro olho no caderno quando de repente a Risonha Júnior diz.
"Mãe, vem uma receita de scones no meu livro de Inglês!"
E não é que vinha mesmo?? E se experimentássemos a fazer para ver como ficavam?
Vamos a isto!!!
Não ficaram nada de especial: segui as quantidades que vinham indicadas no livro mas a massa ficou muito líquida, tive que juntar mais farinha (cerca de 4 colheres de sopa) e mesmo assim os scones ficaram todos esparramados (acho que deveria ter juntado ainda mais farinha).
E eu, como estava a espreitá-los enquanto coziam e já estava a ver o "caso mal parado" nem os deixei corar muito, ou seja, ficaram esbranquiçados.
Mas pensam que a Risonha Júnior se importou? Estava era toda vaidosa por comer uns scones feitos a partir de uma receita que vinha no seu livro de Inglês, receita essa que ela tratou de traduzir.
Verdade seja dita: os scones tinham um ar "palerma" mas de sabor até estavam bons, servidos com doce sabiam mesmo bem!!!
250gr de farinha
1 ovo
250ml de leite
2 colheres de sopa de Pó Royal
2 colheres de sopa de açucar
2 colheres de sopa de manteiga
1 pitada de sal

Misturar a farinha, o fermento, o sal, o açucar e a manteiga.
Adicionar o ovo e o leite.
Envolver bem toda a mistura e formar pequenas bolas (esta quantidade rendeu-me 15 scones).
Colocá-los num tabuleiro untado (forrei o tabuleiro com papel vegetal) e levar ao forno a 180º por 15 minutos (é melhor deixarem mais um pouco para ficarem mais coradinhos).
Cortar cada scone ao meio e barrá-los com manteiga ou doce.
Aproveito para deixar imagens de 2 caixinhas que fiz para oferecer às minhas colegas. Temos que mimar quem nos trata bem e eu, graças a Deus, tenho umas colegas que são 5 estrelas. Cada qual com o seu feitio mas damo-nos todas bem, por isso de vez em quando gostamos de trocar miminhos umas com as outras.

E já agora uma pergunta: há alguma menina blogueira da zona de Penacova, Mortágua ou Santa Comba Dão? É que este fim de semana vou estar na Barragem da Aguieira, que fica nessa zona...

quinta-feira, 12 de Março de 2009

MIGAS DE FEIJÃO FRADE COM CALDO VERDE

Esta receita saíu já há bastante tempo no jornal "Dica da Semana" do Lidl mas confesso que eu nem lhe liguei muita importância, de tal maneira que nem guardei o jornal.
Mas a minha mãe fez o favor de guardar a página onde vinha a receita e um dia, estando a dar volta às papeladas dela, encontrou o papel e disse-me:
"Olha lá, tu és capaz de gostar disto!"
E não é que nesse dia fiquei curiosa e resolvi experimentar? É um acompanhamento óptimo para peixe frito ou para carne grelhada.
Cuidado não se queimem, que as migas ainda estão a fumegar...
1 frasco de feijão frade
150gr de couves cortadas para caldo verde
150gr de miolo de pão
4 colheres de sopa de azeite
3 dentes de alho
sal q.b.
pimenta branca moída q.b.

Comece por cozer as couves já cortadas em tiras finas em água a ferver, temperada com sal, durante cerca de oito minutos. Depois escorra-as e passe-as por água fria, escorrendo-as novamente.
Entretanto, escorra também o feijão frade, descasque e pique os dentes de alho para de seguida os levar ao lume com o azeite, até ficarem douradinhos.
Nessa altura junte o feijão e as couves bem escorridas e misture delicadamente com um garfo o miolo de pão esfarelado, temperando com um pouco de pimenta.
Sirva de seguida.
Nota: as receitas já estão online aqui para quem quiser consultar.

quarta-feira, 11 de Março de 2009

PÃO DE PASSAS E NOZES

Mais um pão fantástico que saíu da minha máquina. A receita vi no blog da STA e fiquei logo com ela debaixo de olho, pois passas e nozes, para mim, fazem uma combinação perfeita.
Este pão levou-me de volta aos meus tempos de estudante em Lagos, pois havia uma padaria perto da escola que vendia uns pãezinhos parecidos com este, e nós adorávamos ir comprá-los para o lanche.
Fiquem com a receita e experimentem que não se vão arrepender...
250ml de água morna
2 colheres de sopa de açucar amarelo
1 colher de chá de sal
1 colher de café de canela
400gr de farinha
1/2 saqueta de Fermipan
60gr de passas
60gr de nozes

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina, excepto os frutos secos.
Seleccionar programa "Pão ultra-rápido" (na minha máquina é o programa 8), peso 750gr e tostagem média.
Após o bip adicionar as passas e as nozes.
Tem um aspecto apetitoso, não tem?

domingo, 8 de Março de 2009

FRICASSÉ DE BACALHAU

Como o Sr. Risonho adora bacalhau eu ando sempre em busca de novas receitas para confeccionar este nosso fiel amigo (se bem que o posso servir simplesmente cozido e acompanhado de verduras que o meu marido fica contente na mesma).
Dando volta às "milhentas" revistas de culinária que tenho em casa (já fiz uma redução drástica nas revistas - agora compro apenas 2 revistas por mês) encontrei na "Ementa da Semana" esta receita de bacalhau que me pareceu muito interessante. À primeira vista pareceu-me algo trabalhosa, mas afinal não custa nada a fazer:
1kg de batatas (usei menos)
3 postas de bacalhau demolhado
50gr de farinha
2 ovos
2dl de azeite
2 cebolas (usei apenas 1)
4 dentes de alho
2dl de vinho branco
pimenta
2 gemas
1 ramo de salsa (usei coentros)
sumo de 1/2 limão

Coza as batatas com a pele, em água fervente temperada com sal, durante cerca de 35 minutos.
Em simultâneo, corte as postas de bacalhau aos pedaços e elimine as espinhas. Passe o bacalhau por farinha e pelos ovos batidos e, posteriormente, core-o no azeite quente.
Na mesma gordura refogue a cebola cortada em rodelas e os alhos picados. Adicione depois o vinho branco e deixe ferver.
Junte as batatas peladas e cortadas às rodelas grossas, envolva-as no refogado e tempere. Por fim acrescente o bacalhau.
Retire todo o refogado para o prato de servir e dissolva as gemas em 0,5dl de água no que resta do molho do preparado.
Mexa bem até obter um molho cremoso, rectificando os temperos e adicionando depois os coentros picados e o sumo de limão. Verta o molho sobre o bacalhau.
Cá em casa foi acompanhado de salada de alface com laranja. Para mim só teve um defeito: deveria ter ficado com mais molho por isso, na próxima vez que fizer este fricassé, duplicarei a quantidade de ingredientes para o molho.
E para todas as minhas visitantes do sexo feminino: MENINAS!!! HOJE É O NOSSO DIA!!
Um feliz Dia Internacional da Mulher para todas vocês, espero que se divirtam muito (atenção, nada de excessos nem figuras rídiculas).
Eu vou jantar com as minhas colegas e algumas amigas, mas não digo onde... ih ih ih! Mas posso dizer que vamos ter a actuar para nós este "mano". Vai ser dançar até fartar!!! Estou muito feliz!!!
Acabei de receber da Argas este selo lindo, que foi repassado a blogs que demonstram atitude ou gratidão. Deveria repassá-lo para 10 pessoas, mas visto que hoje é o Dia da Mulher, vou oferecé-lo a todas as mulheres que passarem por aqui.