Sugestões para oferecer ou para ler...


sábado, 27 de Junho de 2009

PÃEZINHOS COM MASSA DE PIZZA

Pois é... mais uma receita na máquina do pão, fiel aliada das nossas cozinhas... lol!
O que inicialmente era para ser uma pizza transformou-se nuns pãezinhos deliciosos, para um lanche ajantarado nestas tardes de Junho que já começaram a aquecer.
Deixei os ingredientes na cuba da máquina para preparar massa de pizza, mas quando chegou a "hora da verdade" alterei os planos e preparei este pitéu:
240ml de água
1 colher de sopa de azeite
1 colher de café de sal
480gr de farinha de trigo
1 colher de sobremesa de Fermipan
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina e seleccionar o ciclo "Amassar".
No final do ciclo retirar a massa e sová-la um pouco sobre a bancada enfarinhada.
Estender com a ajuda do rolo da massa e cortar a massa em rectângulos.
Colocar no meio de cada um uma salsicha, enrolar e fechar apertando bem as extremidades da massa.
Para variar o formato e o sabor, noutros rectângulos colocar uma fatia de queijo e uma fatia de fiambre, enrolar como se fosse uma torta e cortar em rodelas.
Pode ainda fazer-se em formato maior, dobrando apenas o rectângulo ao meio (depois de recheado) e fechando as extremidades.
Pincelar os pãezinhos com leite, polivilhar com sementes de sésamo e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 25 minutos.
Fazem um lanche perfeito, não fazem? Peçam uma bebida para acompanhar que terei todo o gosto em servir-vos...

sexta-feira, 26 de Junho de 2009

GELADO DE MORANGO

Morangos é fruta muito apreciada cá em casa, especialmente pela Risonha Júnior.
Gelados são apreciados por todos.. eh eh eh.
Por isso assim que vi esta receita de gelado de morango no blog da Alegna e notei que era tão simples de fazer nem pensei 2 vezes: nada como um gelado caseiro, sem corantes, conservantes ou aditivos que fazem mal à saúde.
250gr de morangos maduros
1 pacote de natas
3 gemas de ovo
100gr de açucar

Lavar os morangos, retirar-lhes os cabinhos e reduzi-los a puré.
Bater as natas com a batedeira até que estejam durinhas e reservar.
Bater as gemas de ovo com o açucar até obter uma mistura suave e esponjosa.
Juntar o puré de morangos e misturar bem, de modo a que fique bem incorporado.
Juntar as natas batidas e com a ajuda de um batedor de varas misturar bem todos os ingredientes de modo a que as natas não baixem.
Colocar esta mistura num tupperware e levar ao congelador de um dia para o outro.
Para servir retirei a caixa do congelador alguns minutos antes e passei a colher de gelados por água quente, para que fosse mais fácil moldar as bolas.
Foi servido ao natural para mim e para o Sr. Risonho e com topping de caramelo para a Risonha Júnior.
Obrigado Alegna por partilhares esta delícia.
P.S.: hoje é dia de comprar cerejas a bom preço, já estou a imaginar este gelado na versão cereja... eh eh eh!

quinta-feira, 25 de Junho de 2009

PÃO DE CENTEIO COM SEMENTES

Se há coisa que me irrita é começar a ver na despensa e armários pacotes com restinhos disto e daquilo. Gosto é de ver os pacotes cheios.. lol.
Andava com um pacote de farinha de centeio mesmo no fim, uma porção de farinha que não dava para nada. Pesei o pacote e com a quantidade que tinha, misturando mais uns ingredientes preparei este pão, que ficou uma delícia para o meu pequeno-almoço.
210ml de água
1 colher de café de sal
1 colher de sobremesa de açucar
200gr de farinha de trigo
160gr de farinha de centeio
1 colher de sobremesa de Fermipan
1 colher de sopa de sementes de papoila
1,5 colher de sopa de sementes de linhaça
0,5 colher de sopa de sementes de girassol
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina, com excepção das sementes.
Seleccionar programa "Pão Integral", peso 500gr, tostagem média.
Após o bip adicionar as sementes.
Querem provar um bocadinho?
Há um ano atrás falei-vos de: Bolo de limão com nozes

quarta-feira, 24 de Junho de 2009

CLAFOUTIS DE MAÇÃ REINETA

Se no outro dia apresentei o clafoutis de cereja, hoje venho mostrar-vos o clafoutis de maçã reineta, fruta que muita gente insiste em comer apenas assada mas que proporciona umas sobremesas deliciosas.
A receita é da revista "Saúde à Mesa" de Fevereiro de 2008 e foi a Risonha Júnior que, não tendo nada que fazer, andou a folhear revistas antigas, deu com a receita e me pediu para fazer.
4 maçãs reinetas
2 ovos
1 gema
3 colheres de sopa de adoçante
50gr de amido de milho Maizena
1 colher de chá de baunilha líquida
4,5dl de leite magro
100gr de miolo de avelã moído (acrescentei eu)

Descasque as maçãs, corte-as ao meio e descaroce-as. Corte-as em gomos grossos e disponha-os num prato de forno. Ligue o forno a 180º.
Num recipiente misture os ovos com a gema e o adoçante. Depois adicione o amido de milho, o miolo de avelã, a baunilha e o leite em fio, mexendo sempre até obter uma mistura lisa.
Deite a mistura sobre as maçãs e leve ao forno durante 50 minutos.
Retire, deixe arrefecer um pouco e sirva o clafoutis morno ou frio (polvilhei levemente com canela antes de servir).
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 5 pessoas
Calorias: 241 Kcal por dose
Interesse Nutricional: rica em antioxidantes

domingo, 21 de Junho de 2009

CREME AVELUDADO DE GALINHA - "WHITE DAY"

E pronto... mais um dia da cor promovido pela nossa Mary, que agora criou um novo blog "Delícias e Talentos" para colocar todo o arco-irís super colorido que já correu a blogosfera e que já se tornou famoso entre todos nós.
Pensei no que havia de postar... ponderei escolher um doce, algo feito com côco ou com iogurte, para ficar branquinho.
Mas pensei melhor e conclui: se das coisas que eu mais gosto de fazer e comer é sopa, porque não postar uma sopa?
A receita foi tirada de uma revista do Lidl, é maravilhosa e tanto pode ser servida quente ou fria.
1,5l de água
2 peitos de frango sem pele
2 caldos de galinha
2 colheres de sopa de farinha de arroz
2 ovos
2dl de natas
sal
1 raminho de hortelã
Leve ao lume um tacho com a água até levantar fervura.
Junte os peitos de frango e os caldos e deixe cozinhar durante 20 minutos. Reserve 3dl do caldo.
Retire os peitos de frango e deixe arrefecer. Depois desfie-os e leve novamente ao lume no tacho até ferver.
Dissolva a farinha de arroz no caldo que retirou (que deverá estar morno) e deite no tacho.
Mexa bem até borbulhar. Junte as natas e continue a mexer até ferver.
Bata os ovos como se fosse para uma omelete e junte-os em fio ao tacho, mexendo sempre.
Verifique o sal e sirva decorado com um raminho de hortelã.
E já sabem.... let's think white!!!

sábado, 20 de Junho de 2009

MUFFINS COM CHOCOLATE

Muffins... adoro... e a minha filha nem se fala. Se há coisa que ela gosta é, quando chega da escola, ter uma fornada de muffins acabados de sair do forno para o lanche.
E quando sei que vêm algumas colegas com ela gosto sempre de lhes preparar uns miminhos.
Inspirei-me nesta receita da Karla mas adaptei-a ao que tinha em casa, pois queria dar fim a uma tabelete de chocolate que estava no armário a olhar para mim todos os dias (ultimamente ninguém come chcolates cá em casa)...
1,5 chávena de farinha com fermento
1 pitada de sal
1 ovo
1 chávena de leite, onde se deve bater o ovo (usei leite de soja)
2 colheres de sopa de açucar light
1 tablete de chocolate com amêndoas
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml

Misturar tudo com um garfo sem preocupação de mexer muito, de modo a que fique uma massa com grumos.
Colocar a massa em formas de muffins (usei formas de silicone previamente untadas com óleo) e no meio de cada muffin colocar um quadrado da tabelete de chocolate, enterrando ligeiramente na massa.
Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 20 minutos.
Querem ficar com um para o lanche? Mas só um... o resto são para nós!

sexta-feira, 19 de Junho de 2009

PÃO DE QUATRO FARINHAS

Finalmente dei uso ao pacote de farinha de espelta que a Mary carinhosamente me tinha enviado.
Estava muito curiosa para saber como ficaria um pão feito com esta farinha... fica simplesmente delicioso, daqueles pães com o miolo esburacado como eu gosto.
A receita é do livro 100% Sabor da Larousse "Aprender a fazer pão" e é tão simples que não tem nada que enganar:
200gr de farinha de trigo
150gr de farinha integral
100gr de farinha de espelta
50gr de farinha de arroz
310ml de água
2 colheres de café de sal
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de azeite
1/2 iogurte natural
2 colheres de café de Fermipan

Colocar a água na cuba da máquina , juntar o sal, o mel, o azeite, o iogurte e as farinhas. Por fim juntar o fermento.
Seleccionar o programa "Pão integral", peso de 750gr e tostagem média.
Querem vir tomar o pequeno-almoço comigo???
Aproveito para vos mostrar mais uma das minhas manualidades: uma caixa que fiz para mim (finalmente alguma coisa para mim... lol) para guardar os frascos de verniz para as unhas, pois estava farta de os ter "atravancados" no armário.
Ficou gira, não ficou?

quinta-feira, 18 de Junho de 2009

QUEQUES DE CHOURIÇÃO E QUEIJO

Estes queques nasceram de um desastre culinário...
Eu passo a explicar: a minha intenção era fazer estas lagartas de salsicha que tinha visto no blog La Pasta. Mas o que se passou para umas lagartas se transformarem em queques?
É que a vossa amiga Risonha deixou tudo preparado na cuba da máquina de pão (inclusivé regulado no programa amassar) e pedi à minha mãe para me ligar a máquina a meio da tarde.
Entretanto falha a luz durante mais de 2 horas (e como no meu trabalho temos gerador, eu nem me apercebi) e claro que quando a luz volta a máquina já não está programada onde deveria estar, estando sim no programa 1 - ciclo básico.
Mamã Risonha liga a máquina à hora marcada e lá começa ela a amassar, levedar... e falta a luz por mais uns minutos. Volta a luz, a máquina recomeça a trabalhar... e falta a luz novamente.
Resumindo... quando eu cheguei a casa a massa estava parecida com tudo, menos com o que deveria estar. E só nessa altura é que eu me apercebi que a luz tinha estado com falhas durante toda a tarde.
Recusei-me a deitar a massa para o lixo e improvisei estes queques:
300ml de água quente
110gr de açucar
20gr de leite em pó
600gr de farinha
15gr de fermento fresco dissolvido em água morna
1 ovo
60gr de manteiga à temperatura ambiente

Colocar tudo na cuba da máquina e seleccionar o ciclo "amassar" - para fazer as lagartas seguir a receita da Sushibaby.
Se tiverem a pouca sorte da luz falhar e a massa ficar muito mole, como a minha ficou, façam o seguinte:
tentando remediar o caso deitei toda a massa numa taça, adicionei cubos de chourição e cubinhos de queijo flamengo.
Deitei em formas de queques previamente untadas, polvilhei com oregãos e levei ao forno, pré-aquecido a 180º, durante cerca de 20 minutos.
Não tem nada a ver com a receita original, mas foi o que se conseguiu arranjar.
Nada se perde, tudo se transforma... mas ainda não desisti de fazer as abençoadas lagartas.
Um beijinho muito grande para a minha mãe que completa hoje mais um aniversário... é bom chegar à idade de 68 anos e ter saúde (tirando as artroses, reumático e osteoporose, típicas da idade), ter um esírito divertido e acima de tudo ter sempre um sorriso para dar a quem está à sua volta. Ainda bem que a tenho sempre ao meu lado...
Por isso hoje é dia de dar acção de graças pelo dom da vida por mais um aniversário que a minha mãe completa.

quarta-feira, 17 de Junho de 2009

CLAFOUTIS DE CEREJA

Na semana passda comprei um belo "carregamento" de cerejas por um bom preço (esta semana estou a pensar comprar mais... eh eh eh) e andei a pensar o que fazer com tanta cereja, pois dividi com algumas pessoas amigas e mesmo assim ainda tinha bastantes em casa.
Até que me lembrei
desta receita que tinha visto no blog da Elvira e pus mãos à obra.
O mais difícil foi convencer a família que a receita pedia que não se tirasse os caroços às cerejas, pois toda a gente me perguntava "Esqueceste-te de tirar os caroços?"... até que eu tive que ir imprimir a receita para que se calassem e vissem que é mesmo assim... LOL.
Esta foi eleita pela Risonha Júnior como uma das melhores sobremesas que já fiz.
Acham que é preciso dizer mais alguma coisa?!?
180gr de açucar (mais um pouco para polvilhar)
2 colheres de sopa bem cheias de amido de milho Maizena
100gr de miolo de amêndoa moído (sem pele)
4 ovos + 2 gemas
6 colheres de sopa de natas espessas
600gr de cerejas*
açucar em pó para polvilhar
manteiga para untar
* a tradição manda que as cerejas não sejam descaroçadas, pois são os caroços que dão todo o aroma à massa do clafoutis

Pré-aquecer o forno a 180º. Untar uma forma redonda ou uma assadeira com manteiga e polvilhar com um pouco de açucar. Reservar.
Misturar muito bem o açucar com o amido de milho e as amêndoas moídas numa tigela grande. Juntar os ovos e as gemas, previamente batidos. Adicionar as natas e bater com uma vara de arames até a massa ficar ligada e homegénea.
Espalhar as cerejas pela forma. Verter delicadamente a massa sobre as cerejas.
Levar ao meio do forno por 20-25 minutos.
Retirar o clafoutis do forno e polvilhar com um pouco de açucar em pó.
Servir ligeiramente morno ou frio na própria forma.
Daqui a 2 dias, assim que comprar cerejas, estou a pensar repetir a dose...
Lembram-se dos meus cachorrinhos? Pois é.. fizeram ontem 2 meses e já foram todos entregues aos respectivos donos (custou-me muito ter que me desfazer deles, mas teve que ser).
Restou apenas o que ficou para nós, o Pintas... olhem só como ele está crescido e já faz pose para a foto.

terça-feira, 16 de Junho de 2009

"TUDO POR AMOR"

Mais um contributo da minha parte para a Academia dos Livros, da qual sou sócia praticamente desde o início...
Este é um daqueles livros que se lê de um fôlego e que nos faz pensar até onde uma mãe é capaz de ir para defender e proteger um filho.
Uma boa leitura para as tardes quentes de praia...
No seu dia-a-dia de trabalho, Nina Frost, a ambiciosa delegada adjunta do Ministério Público, acusa pedófilos e trabalha afincadamente para garantir que um sistema legal com demasiadas lacunas mantenha estes criminosos atrás das grades.
Mas quando o seu próprio filho de cinco anos, Nathaniel, fica traumatizado devido a abuso sexual, Nina e o seu marido, Caleb, um pedreiro reservado e metódico, ficam destroçados, dilacerados por um sistema legal ineficiente que Nina conhece demasiado bem.
Num piscar de olhos, as verdades absolutas e as convicções de Nina desmoronam-se e esta lança-se num plano para fazer justiça pelas próprias mãos - independentemente das consequências, qualquer que seja o sacrifício.
Notas sobre a autora:
Jodi Picoult é licenciada em Escrita Criativa pela Universidade de Princeton e tem um mestrado em Educação da Universidade de Harvard.
Galardoada com o New England Book Award em 2003 pela totalidade da sua obra, é autora de doze romances, todos bestsellers. Vive em New Hampshire com o marido e os três filhos.
Outros títulos da autora publicados entre nós: Para a Minha Irmã em Novembro de 2005, Memórias Esquecidas em Abril de 2006, O Décimo Círculo em Outubro de 2006 e Dezanove Minutos em Outubro de 2007.

sábado, 13 de Junho de 2009

OVOS ENCAPOTADOS

Uma tarde destas, quando vim trabalhar, combinei com a Risonha Júnior que ela tinha que dar uma arrumação às dezenas de livros que tem no quarto dela (nesse aspecto sai à mãe - adora ler e tem montes de livros dos mais variados temas), aproveitando para pôr de parte alguns que fossem infantis para idade dela, ou alguns que já não quisesse, para que os pudéssemos dar a uma instituição.
Quando cheguei a casa estava ela toda entusiasmada, pois tinha descoberto num dos livros uma receita muito fácil de fazer, chamada ovos encapotados, em que era necessário apenas ovos, pão de forma e margarina.
Acham que ela se calava enquanto eu não testasse o que ela tinha descoberto? Aproveitei que tinha sopa feita e preparei os ovos encapotados para comermos ao jantar com a sopa.
Não me perguntem em que livro ela viu isto, não faço ideia... os livros já estavam todos separados e arrumados. Aqui fica a receita tal e qual ela me mandou fazer:
Com a boca de um copo ou de uma chávena cortar um buraco no centro de uma fatia de pão de forma.
Derreter um pouco de margarina numa frigideira e fritar a rodela de pão que se cortou, virando para dourar dos dois lados.
Retirar, derreter mais um pouco de margarina e fritar a fatia de pão de forma de um dos lados.
Virar, partir um ovo e colocá-lo no buraco ao centro da fatia do pão de forma, deixando cozinhar até que o ovo esteja passado ao gosto de cada um.
Colocar no prato juntamente com a rodela de pão que se fritou anteriormente e petiscar...
Esta míuda lembra-se de cada uma!!!

sexta-feira, 12 de Junho de 2009

RATATOUILLE DO MAR

Adoro ratatouille... para além de me fazer lembrar do divertido filme que fez as delícias de tanta gente, é um prato que tem vetegais, por isso aprovado por mim.
Esta receita veio parar à minha caixa de correio, entregue pelo carteiro juntamente com a restante correspondência.
Era um folheto da Pescanova, em que trazia várias receitas com os produtos da marca e uma das receitas era a que vou postar de seguida:
1 embalagem de pérolas do mar (300gr)
1 pimento encarnado
1 pimento verde
1 beringela
50gr de abóbora (usei cenoura)
2 tomates
1 curgette
2 dentes de alho
azeite q.b.
1,5 chávena de couscous (usei bulgur)

Comece por cortar todos os legumes em pequenos pedaços irregulares.
Numa frigideira (usei o wok) salteie-os no azeite e tempere-os com sal.
Em simultâneo e à parte salteie também as pérolas do mar, depois de descongeladas, em azeite bem quente e junte-as aos legumes.
De seguida prepare o couscous (no meu caso o bulgur) seguindo as instruções da embalagem.
Tempere com sal, cominhos e envolva com a mistura de legumes e pérolas do mar.
Não vos parece uma refeição óptima para os dias quentes que se aproximam?

Há um ano atrás mostrei-vos: Super Pizza

quinta-feira, 11 de Junho de 2009

PANQUECAS DE MAÇÃ

Rendi-me às panquecas... LOL! Algum dia tinha que ser...
Há muito tempo que via panquecas espalhadas pela blogosfera e o meu comentário era sempre o mesmo "nunca fiz panquecas".
Até que pensei que esta falha tinha obrigação de ser reparada e assim, dando volta a várias receitas e tentando aproveitar as maçãs que tinha em casa, preparei estas panquecas que foram aprovadas e rapidamente devoradas pela Risonha Júnior.
Para 6 panquecas:
100gr de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
2 ovos
3 colheres de sopa de açucar
25gr de manteiga derretida
1dl de vinho do Porto
2 maçãs
manteiga para untar
açucar e canela para polvilhar
Numa taça deitar a farinha, o fermento, os ovos, o vinho do Porto e a manteiga derretida, mexendo bem até obter uma massa homogénea.
Descascar as maçãs, retirar os caroços e com a ajuda do ralador de legumes, ralá-las em juliana fina, misturando à massa anterior.
Untar uma frigideira anti-aderente com um pouco de margarina, deitar uma colherada de massa e assim que estive cozinhada virar com cuidado para cozinhar do outro lado.
Retirar e repetir a operação até que se acabe a massa, untando a frigideira sempre que necessário.
À medida que se vão colocando as panquecas no prato deve polvilhar-se com açucar e canela.
Ficaram deliciosas com o sabor da maçã. A Risonha Júnior comeu as dela com doce de morango (e nem me deu tempo de tirar uma foto) mas eu prefiro comé-las assim simples...

quarta-feira, 10 de Junho de 2009

PÃO DE CENOURA

Há quase 2 meses que eu não publicava um pão no blog. Que falta imperdoável, não é?
Mas não julguem que a "ausência de pães" é porque a máquina de pão tem estado parada. Nada disso!!!
O que acontece é que na maioria das vezes tenho feito receitas repetidas, que já postei aqui anteriormente. Mas desta vez resolvi-me por esta receita que tinha tirado do blog Pão, Bolos e Cia.
Sempre tive curiosidade com este pão de cenoura e agora cheguei a uma conclusão muito simples: já o devia ter feito há mais tempo...
320ml de água
30gr de manteiga
20gr de sal
20gr de açucar
200gr de cenoura ralada
600gr de farinha
2 colheres de chá de Fermipan

Colocar pela ordem indicada todos os ingredientes na cuba da máquina.
Seleccionar programa Básico, peso de 1kg e tostagem média.
Nem vos consigo descrever o quão saboroso e nutritivo é este pão. Só mesmo provando...
Não sei se se lembram mas há bastante tempo atrás (há mais de 2 meses) a simpática Ana Maria do blog Mão na Massa lançou um desafio em que, após as nossas inscrições e após o sorteio feito pela própria Ana Maria, iriam ser encontrados pares para uma troca culinária (aqui estavam os pares) em que cada participante enviaria ao outro o que quisesse, desde que tivesse a ver com culinária.
Calhou-me em sorte (e muito bem) a amorosa Mary (a mentora dos desafios das cores) do blog
Chá, Canela e Chocolate e, como tanto eu como ela somos umas tontas que andamos sempre sem tempo, só na passada semana é que conseguimos cumprir a nossa troca.
Aqui fica o que a Mary me enviou:

Uma carta muito simpática, um caixa com pacotinhos de chá de camomila (eu adoro todo o tipo de chás), um pacote de massa com um formato muito engraçado e a tão falada farinha de espelta, que eu não conseguia encontrar em lado nenhum... é tão bom receber estes miminhos, nãoé?
Obrigado Mary... a farinha vai ser usada ainda hoje e prometo que vou arranjar uma receita bem saborosa para usar estas massas tão giras.