Sugestões para oferecer ou para ler...


sexta-feira, 31 de Julho de 2009

CAMARÕES À AMEIXINHA

Nem podia chamar outra coisa a estes camarões, pois a receita foi tirada do blog da nossa querida e divertida Ameixa Seca.
Tinha eu uns camarões grandes em casa e andava a pensar na maneira mais gulosa de confeccioná-los, apetecia-me assim algo que ficasse com molho para ensopar o pão (que é óptimo para o "castrol" e coisas afins... lol) e ao vaguear pela blogosfera encontrei a receita a Ameixa: camarão à Moçambique.
Resolvi confeccioná-los e baptizá-los com o nome de camarões à Ameixinha... mas vocês chamem-lhes o que quiserem... mas façam este petisco e acompanhem com um bom pão caseiro e com uma cerveja fresca, que é do melhor que há para as tardes de Verão.
1kg de camarão grande
6 dentes de alho
um pouco de piri-piri
sal q.b.
margarina q.b. (mais ou menos 5 colheres de sopa)
2 colheres de sopa de whisky
sumo de 2 limões

Na picadora colocar os alhos, o piri-piri, o sal, a margarina e o whisky e picar até formar uma pasta.
Abrir os camarões com um golpe e colocar num pirex.
Deitar por cima a pasta e regar com o sumo de limão.
Levar ao forno a 200º, por cerca de 30 minutos, regando de vez em quando com o próprio molho, até os camarões estarem tenros.
Ao tirar do forno regar com mais um pouco de sumo de limão e servir de seguida.
Não ficam com um ar irresistível?
Há um ano atrás mostrei-vos: Camarões Fritos

quinta-feira, 30 de Julho de 2009

CARACÓIS DE SALAME

Tinha um pic-nic a aproximar-se e eu sem saber ainda o que fazer para levar... andei a cuscar nos meus folhetos de receitas que retiro da revista "TV 7Dias" encontrei uma bela receita super fácil de fazer: caracóis de presunto.
Pronto!!! Estava escolhido um dos pitéus para o pic-nic... esqueci-me foi de ver se tinha todos os ingredientes em casa.
Adivinhem... não tinha presunto... mas tinha salame. Tratei de fazer a substituição e fiquei com um petisco maravilhoso.
300gr de massa folhada
2 colheres de sopa de ketchup
150gr de salame fatiado (presunto na receita original)
farinha q.b.
água q.b.

Ligue o forno a 180º. Estenda a massa folhada sobre uma superfície polvilhada com farinha, até obter uma espessura fina, com a forma de um rectângulo.
Pincele a massa com o ketchup, deixando um rebordo em volta. Sobreponha-lhe as fatias de salame e pincele o rebordo da massa com água.
Enrole como se fosse uma torta e corte em fatias. Transfira-as para um tabuleiro, polvilhado com farinha e leve a meio do forno, durante 25 minutos.
Sirva quente ou morno... ou frio, pois estes foram comidos frios e estavam deliciosos.

quarta-feira, 29 de Julho de 2009

SOPA DE ARROZ E ESPINAFRES

Mais uma sopa para a colecção, certo?
Pode parecer-vos estranho sopa mesmo no Verão, mas as noites por aqui estão sempre muito ventosas e frias - só para terem uma ideia, ainda ontem à noite, para dar uma caminhada a pé, tivemos que vestir blusas polares, daquelas que se vestem no Outono.
Por isso a sopa sabe sempre bem e constitui sempre uma refeição saudável.
100gr de espinafres congelados
2 cebolas
2 dentes de alho
2 cenouras
1dl de azeite
2 curgettes
200gr de abóbora
80gr de arroz
1,2l de água
sal q.b.

Cortar a cebola, os alhos e a cenoura em pedaços e refogar no azeite.
Adicionar a curgette e a abóbora em pedaços, juntar a água, temperar de sal e deixar cozer.
Triturar a sopa com a varinha mágica, acrescentar mais um pouco de água se necessário e após levantar fervura deitar os espinafres e o arroz.
Deixar cozer por cerca de 15 minuto, rectificar os temperos e servir.

terça-feira, 28 de Julho de 2009

MORANGOS EM CALDA DE HORTELÃ

Eu acho que daqui a algum tempo a Elvira me coloca um processo em cima (LOL) pois eu ando sempro a "gamar" receitas do blog dela, mas digam-me a verdade: o blog da Elvira não é uma delícia?
E acham que alguém conseguia resistir a esta receita de morangos, tão simples quanto deliciosa?
Desculpem mas eu não consegui mesmo resistir...
500gr de morangos
3 colheres de sopa de açucar granulado
3 colheres de sopa de hortelã fresca picada
1 colher de chá de amido de milho Maizena
folhas de hortelã fresca

Colocar 300ml de água num tacho pequeno juntamente com o açucar e a hortelã picada. Levar a ferver, mexendo para dissolver o açucar.
Retirar o tacho do lume e deixar repousar por 4 a 5 minutos. Filtrar a calda e deixar arrefecer um pouco. Adicionar o amido de milho, batendo até este se dissolver na calda.
Lavar os morangos e eliminar os caules, escorrer. Cortar os maiores em metades.
Colocar os morangos numa tigela grande ou distribuir por taças individuais.
Regar com a calda de hortelã e cobrir com película aderente. Reservar durante pelo menos 2 horas no frigorífico (os meus estiveram menos tempo, daí a calda estar com uma côr clara).
Servir bem fresco decorado com folhas de hortelã.
Obrigado Elvira por mais uma receita fácil e super saborosa!
Há um ano atrás falei-vos de: Creme de Bolachas

segunda-feira, 27 de Julho de 2009

"NUNCA ME ESQUEÇAS"

Deixo aqui mais uma contribuição para a Academia dos Livros, da qual, como não me canso de repetir, tenho muito orgulho de fazer parte.
Este livro é simplesmente lindo... confesso que quando o comecei a ler e vi que a acção era passada no século XVIII achei que não iria gostar... mas enganei-me redondamente.
A história é envolvente, relata a vida de uma mulher muito corajosa, que por amor aos filhos e aos amigos consegue vencer todas as adversidades da vida.
Dei por mim muitas vezes com uma lágrima ao canto do olho ao ler o livro... talvez por andar muito sensível, pois tenho tido uma das minhas melhores amigas internada no IPO, e muitas vezes comparei a coragem da heroína do livro com a coragem da minha amiga.
Carma, para ti um beijinho muito especial... és uma lutadora e sei que vais vencer.
Mas vamos ao que interessa: ao livro! Têm que lê-lo para saberem do que falo....
Num dia...
Com um gesto apenas...
A vida de Maruy mudou para sempre.

Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary - filha de humildes pescadores da Cornualha - traçou o seu destino ao roubar um chapéu.
O seu castigo: a forca.
A única alternativa: recomeçar tudo de novo no outro lado do mundo.
Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido... como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História.
Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse - a rainha do romance inglês - apresenta-nos Mary Board e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis.
Notas sobre a autora:
Uma das escritoras preferidas das leitoras inglesas , Lesley Pearse é a autora de uma vasta obra já traduzida para mais de 30 línguas, tendo vendido cerca de 3 milhões de exemplares.
A própria vida da escritora é uma grande fonte de material para os seus romances, quer esteja a escrever sobre a dor do primeiro amor, crianças indesejadas e maltratadas, adopção, rejeição, pobreza ou vingança, uma vez que conheceu tudo isto em primeira mão.
Ela é uma lutadora, e a estabilidade e o sucesso que atingiu na vida deve-os à escrita.
Com o apoio da editora Penguin criou o Woman of Courage Award para distinguir mulheres comuns dotadas de uma coragem extraordinária.

sábado, 25 de Julho de 2009

TARTE COLORIDA DE LEGUMES

À semelhança do que acontece com muita gente, quando chega a minha casa o jornal "Dica", pertencente à cadeia de supermercados Lidl, corro para ver qual é a sugestão de receita dessa semana. Se a coisa me agrada (o que acontece quase sempre), rasgo a página e guardo.
Depois, quando me lembro, vou dar-lhes volto e resolvo que receita experimentar. Desta vez decidi-me por esta tarte de legumes... parece complicada de fazer pela quantidade de ingredientes que leva, mas no fundo é super simples.
1 rolo de massa folhada
1 emabalgem de cogumelos frescos (300gr)
1 curgette
1 pimento verde
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de azeite
4 ovos
3 iogurtes naturais
2,5dl de leite
2 colheres de sopa de farinha
1 pitada de noz-moscada
salsa
sal e pimenta q.b.

Descasque a cebola e os alhos, corte a cebola em rodelas e pique finamente os alhos. Lave a curgette e corte-a em rodelas não muito finas. Corte o pimento ao meio, retire-lhe as peles brancas e as pevides e corte-o em tiras. Deite todos os ingredientes para uma frigideira. Junte o azeite e leve ao lume.
Adicione depois os cogumelos lavados e laminados e deixe cozinhar até os legumes ficarem bem secos. Tempere com sal e pimenta e misture bem, retire do lume e deixe arrefecer. Ligue o forno a 180º. Forre uma forma de tarte com a massa folhada, pique o fundo com um garfo e espalhe a mistura dos legumes.
Numa tigela misture os iogurtes, os ovos, o leite e a farinha, tempere com sal, pimenta e uma pitada de noz-moscada, junte a salsa, mexa bem e verta por cima dos legumes na tarte.
Leve ao forno durante 35 minutos, retire, deixe arrefecer um pouco, desenforme e sirva morna ou fria.Mostro-vos agora mais algumas das minhas manualidades:
uma travessa feita em decoupage - guardanapo e papel de arroz, que foi imediatamente vendida.
Umas velas que fiz para oferecerer para uma venda de beneficiência... gosto particularmente da vela com a gaivota...

sexta-feira, 24 de Julho de 2009

BOLINHOS DE AMÊNDOA

Nunca vos aconteceu estarem a fazer uma receita retirada de uma revista e o aspecto final ser completamente diferente daquele que vem nas fotografias? Já, pois já?
E isso não vos dá uma neura tremenda?!!? É que eu fico fula da vida!!!
Foi o que me aconteceu com estes bolinhos de amêndoa: a receita vinha na revista "TV 7Dias" e pelo aspecto da foto os bolos pareciam quase os famosos arrepiados de amêndoa.
Mas quem se arrepiou fui eu quando tirei o tabuleiro do forno: tinham-se esparramado todos e estavam todos unidos... mas eu não me atrapalhei: cortei em tiras e depois cortei-os em quadrados.
Quem comeu não sabia como deveria ser a forma original e adorou o sabor...
3 claras
250gr de açucar
75gr de pão ralado
125gr de miolo de amêndoa
manteiga q.b.
1 colher de sopa de canela (acrescentei eu)

Batas as claras em castelo. Adicione aos poucos, e mexendo sempre, o açucar, o pão ralado e a canela. Acrescente a amêndoa, grosseiramente picada, e envolva bem. Ligue o forno a 180º.
Unte um tabuleiro com manteiga e forre-o com papel vegetal, que também deve untar.
Distribua a massa sobre o tabuleiro, em pequenas quantidades, e com espaço suficiente entre elas.
Leve a meio do forno e deixe cozer cerca de 20 minutos. Deixe arrefecer os bolinhos antes de retirá-los do tabuleiro e sirva.
Podem não ter grande aspecto, mas levei-os para um pic-nic e desapareceram num ápice...
Há um ano atrás falei-vos de : Leite-creme da Paula

quinta-feira, 23 de Julho de 2009

TORTILHA DE TOMATE E CURGETTE

Decididamente não consigo fazer uma tortilha apresentavel, já cheguei a essa conclusão...
Nutro uma profunda admiração por quem consegue fazer umas tortilhas e/ou omeletes perfeitas, virando-as sem que se partam e no final se apresentem com um ar de capa de revista.
As minhas ficam sempre uma desgraceira autêntica... de aspecto... porque de sabor têm ficado muito boas.
Esta receita foi ligeiramente adaptada de uma revista que tenho em casa há muitos anos, e que já nem existe a vender, chamada "Cozinha Saudável" - alguém se lembra?
3 colheres de sopa de polpa de tomate
3 ovos
40gr de bacon em cubos
1 curgette
2 colheres de sopa de azeite

Aquecer o azeite numa frigideira anti-aderente, adicionar a polpa de tomate e deixar refogar.
Descascar a curgette, cortar em cubos e incorporar ao refogado. Mexer bem e deixar cozinhar por 2 minutos, juntando o bacon.
Bater os ovos e deitar no preparado, mexendo e deixando cozinhar até a tortilha ganhar forma.
Dar a volta para cozinhar do outro lado e servir decorada a gosto.
Uma refeição leve para 2 pessoas, ideal para o fim de um dia de praia...

quarta-feira, 22 de Julho de 2009

DOCE DE MORANGO E MELOA

Isto tem sido uma alegria a comprar fruta barata... lol!
Duas vezes por semana consigo comprar morangos, meloas, cerejas e melancias a um preço formidável, mas por vezes compro tal quantidade de fruta que depois nem sei bem o que fazer com ela.
Desta vez, para gastar alguma da fruta que tinha em casa, fiz este doce, usando a máquina de pão... usei adoçante em vez de açucar porque, como queria oferecer um frasco a um casal amigo, e como sei que eles, por questões de saúde, não podem abusar dos doces, era o ideal para eles...
E para nós também, que podemos comer este doce numa torrada ao pequeno-almoço sem ficar com um peso enorme na consciência.
450gr de morangos
300gr de meloa
5 colheres de sopa de adoçante
1 colher de sobremesa de Kirsch (ou ginjinha)

Cortar as frutas em pedaços e colocar na cuba da máquina de pão, juntamente com os restantes ingredientes. Seleccionar o programa "Doces e Geleias".
No final do programa juntar ao doce uma colher de sobremesa de alga agar-agar, mexer e aguardar 20 minutos.
Após arrefecer colocar o doce em frascos esterelizados.
Nota: a dica da alga agar-agar foi retirada do blog da Mary.

sábado, 18 de Julho de 2009

PATA-ROXA COM ERVILHAS

Não há dúvida que eu sou uma pessoa priveligiada por ter uma horta em casa e poder colher produtos frescos e de qualidade, como é o caso das ervilhas.
Como nunca conseguimos dar "vazão" à produção de ervilhas, pois quando começam a dar nunca mais acabam, optamos por congelar, pois se forem congeladas logo na altura da colheita ficam óptimas para utilizações posteriores.
Foi o que aconteceu neste prato... com uma bela pata-roxa que tinham dado ao meu marido (para quem não sabe que peixe é este pode encontrar mais informações aqui) e com as ervilhas que tinha congeladas, fiz um almoço de categoria... este é um peixe muito apreciado cá em casa e óptimo para as crianças, pois não tem espinhas.
Fiz um refogado com 1 cebola grande, 3 dentes de alho, 1 tomate grande maduro (também produção da nossa horta), 1/2 pimento verde, sal, pimenta, cravinho moído, azeite, margarina e vinho branco.
Depois do refogado bem apurado passei tudo com a varinha mágica, acrescentei um pouco de água e quando retomou fervura juntei as postas de pata-roxa.
Deixei cozer cerca de 5 minutos e juntei as ervilhas e batatas em cubos.
Deixei em lume brando até as batatas e as ervilhas estarem tenras, rectifiquei os temperos e servi de seguida.
(Para quem gostar pode juntar um pouco de picante durante a confeccção... eu, por causa da minha filha, opto por não colocar. Este prato fica igualmente bom com tamboril ou cação.)
Há um ano atrás falei-vos de: Empada da Nani

sexta-feira, 17 de Julho de 2009

LOMBINHO EM LASCAS COM MOLHO DE QUEIJO

Havia um lombinho de porco no frogorífico e eu sem saber como confeccioná-lo... dei volta às minhas revistas e livros de receitas mas não encontrei nada que me agradasse.
A hora do jantar aproximava-se a passos largos e eu tinha que decidir o que fazer.. resolvi dar asas à minha imaginação...
Cortar um lombinho de porco com cerca de 500gr em lascas finas e de tamanho regular.
Temperar com sal, pimenta e sumo de limão e deixar tomar gosto durante pelo menos 2 horas.
Derreter uma porção de margarina numa frigideira larga e cozinhar as lascas de carne, de modo a que não se sobreponham umas às outras e virando-as regularmente para cozinharem por igual.
Quando já estiverem cozinhadas (o que é rápido) juntar 1 pacote de natas e 1 ovo cozido, préviamente picado.
Deixar ferver durante 2 minutos, adicionar 2 colheres de sopa de queijo ralado e mexer até que o queijo derreta juntamente com o molho de natas.
Antes de servir polvilhar com uma pitada de paprika e acompanhar com massa.
E então? Gostaram do meu improviso???

quinta-feira, 16 de Julho de 2009

SOPA DE GRÃO COM AGRIÕES

Mais uma sopa directamente da Cozinha da Risonha para os vossos lares... eh eh eh!!!
Sr. Risonho gosta muito de comprar molhos de agriões para consumi-los crús em saladas, mas eu gosto mesmo do agrião é na sopa.
Por isso faço sempre um "desfalque" nas aquisições dele e aproveito para preparar uma sopa reconfortante para as noites frescas que ainda se fazem sentir por aqui...
1 cebola grande
2 dentes de alho
400gr de abóbora
1 lata de grão de bico
1/2 molho de agriões
massa pevide q.b.
água, sal e azeite q.b.

Colocar na panela a cebola, os alhos e a abóbora tudo cortado em pedaços. Acrescentar 1/2 lata de grão, cobrir de água, temperar com sal e um fiozinho de azeite e levar ao lume até que os legumes estejam cozidos.
Enquanto isso lavar e arranjar o molho de agriões.
Triturar a sopa até reduzi-la a puré, acrescentar mais um pouco de água se necessário e adicionar o resto da lata de grão, os agriões e uma mão cheia de massa pevide (ou outra massa míuda).
Deixar ao lume até que a massa esteja cozida, rectificar os temperos e servir de seguida.
Alguém quer???
Vejam só que crescido está o canídeo mais jovem cá do sítio: o Pintas faz hoje 3 meses... está um autêntico rufia, só quer é morder tudo e fazer asneiras... mas quando me vê arregalar os olhos e levantar a mão para ralhar com ele, faz esta cara de inocente...

Como é um cão algarvio, e como bom algarvio que se preze, gosta de praia... mas proteje-se sempre com óculos de sol e boné... ó pra ele tão jeitoso a dormir na praia.

quarta-feira, 15 de Julho de 2009

MOUSSE DE CÔCO

Andei na dúvida se deveria apresentar esta receita no "Dia Branco" mas depois acabei por me decidir por uma sopa... mas o que é certo é que esta receita não me saía da cabeça... nem da minha nem da cabeça da Risonha Júnior, que também ficou bastante gulosa para provar esta mousse.
A receita veio de uma das minhas revistas "Saúde à Mesa" e foi preparada num dia em que fui almoçar a casa da minha sogra. Para quem gosta do sabor do côco uma mousse a experimentar: deliciosa e com poucas calorias.
6 folhas de gelatina
2dl de leite de côco
1 iogurte de côco
4 claras
50gr de açucar light

Coloque a gelatina a demolhar em água fria. Coloque o leite de côco numa tigela.
Escorra a gelatina e leve-a a derreter em banho-maria ou no microondas, mas sem deixar ferver.
Incorpore a gelatina derretida no leite de côco, mexa bem, junte o iogurte e mexa.
Bata as claras em castelo, junte-lhes o açucar aos poucos, batendo sempre até ficarem bem firmes. Envolva-as delicadamente com a mistura de côco.
Coloque em taças e leve ao frio até ficar solidificada.
Decore a gosto e sirva bem fresca.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 5 pessoas
Calorias por dose: 195Kcal
Interesse Nutricional: o côco e nomeadamente o seu leite são ricos em hidratos de carbono, vitamina C e em potássio.
Há um ano atrás falei-vos de: Pudim de Tapioca

terça-feira, 14 de Julho de 2009

BATIDO DE CEREJA

Esta é uma receita hiper-difícil... nem devia constar do blog pois não sei se alguém tem capacidade para confeccioná-la... lol.
Estou a brincar... é um mero batido, mas quando o fiz a minha filha perguntou logo "Mãe, não pões no blog?"
Claro que ponho... 6ª feira é sempre dia de comprar cerejas baratas. E com as cerejas é a altura certa de fazer um belo batido para o meu pequeno-almoço.
Querem ver?
150gr de cerejas descaroçadas
200ml de leite de soja
1 colher de sobremesa de adoçante

Agora a parte mais complicada (Mentira!!!! A parte mais complicada continua a ser tirar os caroços às cerejas sem o descaroçador.... ): colocar tudo no liquidificador, bater durante alguns minutos até que fique homogéneo, colocar em copo alto e servir.
Um pequeno-almoço carregadinho de vitaminas!!!
Mais uma das minhas manualidades: uma pequena caixa para a minha amiga do norte, a Paula.
Como ela tem a casa-de-banho decorada com as cores preto e branco, achei que esta caixa ia ficar lá muito bem...

sábado, 11 de Julho de 2009

PÃO DE PASSAS E AMEIXAS

Andei montes de tempo a queixar-me que por aqui não encontrava os preparados de farinha da Nacional para a máquina de pão... e é verdade: não encontrava e não encontro.
Até que um dia, numa troca de presentes, a Moranguita enviou-me dois pacotes... obrigado Moranguita.
E com um desses pacotes fiz este pão que ficou enorme... cresceu tanto que mais um pouco tinha que ir buscá-lo a casa das vizinhas... eh eh eh!
Fiquem com a receita:
350ml de água
2 colheres de sopa de leite
1 colher de sopa de açucar amarelo
2 colheres de sopa de óleo
500gr de farinha Nacional "Pão Rústico"
50gr de passas brancas
50gr de ameixas secas descaroçadas

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina (excepto as passas e as ameixas), seleciconar ciclo normal, peso de 750gr e tostagem média.
Quando soar o "bip" adicionar as passas e as ameixas.
Fica um pão enorme e delicioso para o pequeno-almoço ou lanche.