Sugestões para oferecer ou para ler...


sábado, 31 de Julho de 2010

"A CASA DOS ESPÍRITOS"

Não sou muito apologista de ler o mesmo livro duas vezes (embora haja livros que já os tenha lido de segunda e até de terceira vez), mas esta obra de Isabel Allende foi um destes casos.
Há alguns anos atrás vi o filme "A Casa dos Espíritos", com a magnífica interpretação de Jeremy Irons e Meryl Streep e gostei bastante de o ver. Após ver o filme li o livro e nessa altura achei-o uma seca.
Agora, bastantes anos mais tarde, resolvi pegar outra vez nesta obra e, talvez seja por já estar mais "madura", adorei a obra.
Aqui fica mais uma sugestão da minha parte para a Academia dos Livros.
Clássico indiscutível da literatura contemporânea, este romance relata a turbolenta história de uma poderosa família de latifundiários, os Trueba, ao longo de quase cem anos. A dura realidade da terra e o mundo espiritual e mágico entrelaçam-se através de diferentes gerações do romance, forjado à volta do forte carácter do patriarca, Esteban Trueba, e da sensibilidade de Clara, capaz de tocar o mundo dos espíritos com a sua mente.
Envolvidos numas dramáticas relações familiares, as personagens encarnam as tensões sociais e espirituais da sua época até configurar uma espécie de parábola sobre o destino colectivo da América Latina.
Notas sobre a autora:
Isabel Allende, de nacionalidade chilena, nasceu em Lima, no Perú, em 1942.
Jornalista desde os dezassete anos, iniciou em 1982, com A Casa dos Espíritos, uma brilhante carreira que a converteu na romancista latino-americana mais lida do mundo.
Entre as suas obras destaca-se, além da citada, De Amor e Sombra, Eva Luna, Os Contos de Eva Luna, O Plano Infinito, Paula, Afrodite, A Filha da Fortuna, Retrato a Sépia, O Meu País Inventado, Zorro e Inês de minha alma.
Mas informações sobre a autora e as suas obras poderão ser encontradas no seu site oficial.

sexta-feira, 30 de Julho de 2010

ATÉ BREVE...

Partiste António Feio...
Obrigado pela grande herança que nos deixaste a nível cultural e por todas as gargalhadas que proporcionaste a todos nós.
Que encontres agora a paz e o descanso que tanto procuravas e merecias.
Encontramo-nos em breve...

sábado, 24 de Julho de 2010

SALADA DE FRANGO COM ANANÁS

Bem... hoje nesta pontinha do Algarve está um calor daqueles que raramente temos, pois esta zona é muito ventosa.
Calor - Verão - está mesmo a pedir uma bela salada para o almoço.
Fresca, leve, nutritiva, dá uma refeição excelente e ainda por cima serve para manter a linha, preocupação que a maioria das pessoas tem, especialmente nesta época do ano...
Neste dia quero ainda deixar um grande beijinho de parabéns aos amigos blogueiros Belinha Gulosa e Cupido, pois ambos celebram hoje mais um aniversário. Beijinhos enormes para vocês dois...
1/2 peito de frango cozido e desfiado
alface
couve roxa
cenoura ralada
tomate cereja
milho
uma rodela grossa de ananás em cubos
2 fatias de queijo flamengo
oregãos
maionese

Disponha todos os ingredientes numa saladeira ao seu gosto.
Polvilhe com os oregãos e tempere com a maionese.
Sirva bem fresca e... bom apetite!!!
Há um ano atrás falei-vos de: Bolinhos de amêndoa

quarta-feira, 21 de Julho de 2010

BOLO DE IOGURTE E MOSCATEL COM SEMENTES DE PAPOILA

A receita não é minha, vi aqui no blog da Lídia e como tinha em casa uma garrafa com um restinho de Moscatel resolvi experimentar.
E como gosto muito de andar sempre a inventar, achei por bem acrescentar algumas sementes de papoila. Talvez tenha sido isso que fez com que o bolo ficasse ligeiramente seco, por isso para a próxima vou preparar uma calda para aromatizá-lo e humedecé-lo.
Fiz o dobro da receita que a Lídia apresentou e ficou um bolo bastante grande.
2 ovos
1/2 copo de óleo
2 copos de açucar
4 copos de farinha
2 copos de iogurte
6 colheres de sopa de vinho moscatel
2 colheres de chá de fermento
2 colheres de sopa de sementes de papoila

Misturar todos os ingredientes batendo bem, de modo a obter uma mistura homogénea.
Colocar em forma untada e polvilhada com farinha e levar ao forno, pré-aquecido a 170º, durante 50 minutos.
Desenformar depois de frio

sábado, 17 de Julho de 2010

FRANGO COM CREME DE LIMÃO

Mais uma receita com frango. Abundam muitas receitas desta ave neste blog porque é uma carne muito versátil, que pode ser cozinhada de variadíssimas formas.
Desta vez foi feita com um creme que tem o toque ácido do limão e que dá ao "bicharoco" um sabor muito agradável e fresco.
1 frango
1 cenoura
60gr de manteiga
1dl de vinho branco
1 cebola picada
1 cubo de caldo de galinha
sal e pimenta
20gr de amido de milho Maizena
1 gema
1 pacote de natas
sumo de um limão

Corte o frango em pedaços. Descasque a cenoura e corte-a em cubos.
Leve ao lume um tacho com a manteiga e quando derreter junte os pedaços de frango, deixando cozinhar em lume brando até alourarem.
Adicione depois o vinho, a cebola picada, a cenoura aos cubos, o cubo de caldo de galinha e tempere com sal e pimenta.
Acrescente água até cobrir o frango e deixe cozinhar durante 40 minutos.
Decorrido esse tempo retire os pedaços de frango do tacho e reserve-os.
Coe o caldo e deite meio litro para um tacho. Dissolva o amido de milho em 2 colheres de sopa de água fria e junte ao caldo anterior. Leve ao lume e deixe ferver, mexendo sempre até obter um molho aveludado.
Misture a gema com as natas e o sumo de limão e junte ao preparado anterior. Mexa bem e rectifique os temperos.
Sirva o frango regado com este molho.
Há um ano atrás falei-vos de: Lombinho em Lascas com Molho de Queijo

quinta-feira, 15 de Julho de 2010

ESPETADAS DE TINTUREIRA COM MOLHO DE POEJOS

O blog Figo Lampo, da minha conterrânea algarvia, a Margarida, está a preparar a sua festa de aniversário e todos somos convidados a participar com uma receita.
Ora como a Margarida é moça dos "algarves" tal como eu, e apreciadora de peixe, resolvi presenteá-la com estas espetadas, que sabem muito bem ao final de um dia de calor na nossa província.
Aromatizadas com o doce perfume dos poejos, são de comer e chorar por mais...
Margarida, espero que gostes!
2 postas grandes de tintureira
camarões
tomate cereja
pimento verde
cebola
azeite
poejos
vinagre balsâmico
sumo de um limão
sal

Cortar o peixe em cubos e intercalá-los em paus de espetadas com quadrados de pimento, cebola, tomate cereja e camarão. Salpicar com um pouco de sal, regar com o sumo de limão e deixar tomar gosto por algumas horas.
Numa taça colocar 4 colheres de sopa de azeite, 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico e algumas folhas de poejos. Deixar tomar gosto por uma hora, para que o azeite fique aromatizado.
Pincelar as espetadas com a mistura de azeite e levá-las a grelhar lentamente, virando-as constantemente enquanto as pincela com o azeite aromatizado.
Servir acompanhadas de legumes.
Há um ano atrás falei-vos de: Mousse de Côco

terça-feira, 13 de Julho de 2010

PÃO-DE-LÓ DE CANELA

Não é segredo para ninguém que eu adoro o aroma da canela.
Para quem como eu gosta desta especiaria, aqui fica a receita de um pão-de-ló, daqueles que ficam super fofinhos, cujas fatias quase se desfazem ao partir.
Para acompanhar um café ou um chá é do melhor...
4 ovos
2 gemas
200gr de açucar
170gr de farinha
1 colher de chá de fermento
1 colher de chá de canela em pó

Untar uma forma com margarina e polvilhar com farinha. Ligar o forno a 180º.
Bater os ovos com as gemas, o açucar e a canela na potência máxima durante 5 minutos.
Peneirar a farinha, juntar o fermento e envolver suavemente na massa.
Colocar na forma e levar ao forno durante 25 minutos.
Desenformar depois de frio.

sexta-feira, 9 de Julho de 2010

"ARTISTA DE CIRCO"

Há mais de um ano que eu tinha este livro em casa e ainda não o tinha lido (o que faz isto é ter um monte de livros em fila de espera na estante... eh eh eh). Comprei-o por um bom preço numa feira do livro em Lagos (creio que me custou 5€) e finalmente decidi-me a tirá-lo da estante e levá-lo para a praia.
O livro é uma compilação de histórias publicadas pela autora no Jornal de Notícias.
São histórias leves, fáceis de ler e há sempre uma ou outra com a qual nos identificamos a 100%. Aqui deixo mais uma contribuição para a Academia dos Livros.
"Nunca vi um homem dividir o que fosse com uma mulher, se calhar tive azar, se o meu pai não tivesse desaparecido no rasto branco de um avião do outro lado do mar, talvez a vida me tivesse preparado de outra forma, mas quando à noite a minha mãe me lia os contos de Grimm que acabavam sempre da mesma forma, eu apertava os dedos uns contra os outros e apetecia-me rasgar o livro por me mentir tanto."

Uma trapezista, uma rapariga à espera, um cego, uma executiva, um poeta, uma menina rica, um estudante de Biologia, um fotógrafo, uma avó dedicada, uma mãe que tem uma caravana, uma hospedeira, um comandante, um condutor de eléctricos, uma quiromante, um rapaz tímido, uma actriz, um amigo para toda a vida, um actor que nunca sabe qual é o papel dele, uma irmã com asma, uma mãe, uma avó doida por bolos, um avô austero e um filho adorável, são algumas das personagens que povoam as histórias orgulhosamente publicadas nas últimas páginas de domingo no Jornal de Notícias entre 2000 e 2002.
Uma viagem alucinante ao mundo do imaginário onde cada um de nós acaba por se encontrar mesmo que não queira.
Notas sobre a autora:
Margarida Rebelo Pinto licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas na Universidade Clássica de Lisboa e iniciou a actividade de jornalista em várias publicações como: O Independente, Se7e, Marie Claire e Diário de Notícias. Enquanto escritora, escreveu seis romances, quatro livros de crónicas, um livro para crianças e uma biografia.
O seu primeiro livro, Sei lá, publicado em 1999, foi um dos maiores sucessos de vendas em Portugal, atingindo números de vendas pouco usuais para o país. Mais tarde, com os seus títulos seguintes, rapidamente alcançou um êxito similar. Actualmente, as suas obras encontram-se traduzidas na Espanha, Brasil, Países Baixos, Bélgica, Alemanha e Lituânia.
Paralelamente à escrita, Margarida dedicou-se também ao cinema, sendo a autora do telefilme da SIC "Um Passeio no Parque" e, mais recentemente, às peças de teatro.
Para mais informações consultar o site oficial da autora.

quarta-feira, 7 de Julho de 2010

SALMÃO NO FORNO COM MANJERICÃO

Salmão é daqueles peixes que é adorado por muitos e detestado por outros... mas na minha casa é sempre muito bem vindo. Até a minha mãe, que achava que este era um peixe com uma "cor esquisita" é fã de salmão.
Este é um peixe que devia ser consumido por toda a gente, devido ao seu alto teor em Ómega 3.
Desta vez resolvi prepará-lo no forno, socorrendo-me de um vasinho de manjericão que tinha no quintal.
700gr de salmão
200ml de água
80gr de manteiga
folhas de manjericão
sal
pimenta
sumo de limão

Temperar o salmão com o sumo de limão, sal e pimenta e deixar tomar gosto por 2 horas.
Untar um tabuleiro com margarina, colocar as postas de salmão escorridas, barrar com a manteiga, regar com o líquido da marinada e a água e levar ao forno (pré-aquecido a 200º) a assar.
Passados 10 minutos salpicar com as folhas de manjericão picadas e deixar acabar de assar por mais 20 minutos.
Acompanhamos com as batatas a murro do post anterior e legumes cozidos.
Há um ano atrás falei-vos de: Gelado de Cereja

sábado, 3 de Julho de 2010

BATATAS A MURRO NO MICROONDAS

Eis uma forma muito fácil e rápida de confeccionar as batatas a murro, acompanhamento típico da nossa gastronomia. A receita foi-me ensinada há vários anos por uma prima minha e desde então nunca mais confeccionei batatas a murro de outra forma.
Quem ache que o microondas serve apenas para aquecer a comida desengane-se... e experimente a confeccionar este acompanhamento delicioso.
700gr de batatas pequenas
2dl de azeite
sal
alhos

Lavar e secar bem as batatas, mantendo a pele.
Picar as batatas em volta com um garfo, dispondo de seguida numa assadeira (ou em recipiente próprio para microondas) de modo a que não fiquem sobrepostas. Salpicar abundantemente com sal grosso.
Tapar o recipiente com película aderente, fazendo alguns furos na película com um garfo, de modo a que o vapor possa sair.
Entretanto laminar alguns dentes de alho e colocar de infusão numa taça com o azeite.
Levar o recipiente das batatas ao microondas entre 18 a 20 minutos.
Retirar a película (cuidado com o vapor que se liberta), despejar as batatas em cima da bancada e com a ajuda de um pano (para proteger as mãos, pois as batatas estão muito quentes) dar um pequeno murro nas batatas, de forma a esborrachá-las um pouco.
Colocá-las na travessa de servir. Levar ao microondas a taça com a infusão de azeite e alhos e deixar aquecer cerca de 3 minutos.
Despejar o azeite quente por cima das batatas. Et voilá... pronto a servir.
Mais fácil e prático não pode haver. Acompanham na perfeição um peixe grelhado ou no forno, ou ainda bacalhau assado na brasa.
Há um ano atrás falei-vos de: Rolinhos de Curgette

quinta-feira, 1 de Julho de 2010

FEBRAS SABICHONAS

Nem me perguntem porque é que a receita se chama assim, que eu não faço a mínima ideia... lol.
Retirei a receita da "Bíblia de Cozinha" que toda a gente deveria ter - o livro Pantagruel - mas a receita original chama-se costoletas de porco sabichonas (receita nr. 1756).. será que foi algum ser armado em sabichão que as inventou?
Não sei... o que sei é que como não havia costoletas confeccionei a receita com febras e o resultado foi este...
4 febras grandes
1/2 cubo de caldo de carne
2 colheres de sopa de vinagre
margarina
óleo
ovo
farinha
pão ralado
sal e pimenta
água

Batem-se as febras, esfregam-se com pouquíssimo sal, passam-se por farinha, depois por ovo batido e a seguir por pão ralado.
Cozinham-se, em lume muito brando, em margarina e um fio de óleo.
Conservam-se em sítio quente.
Coa-se a gordura da fritura, deita-se num tachinho com uma colher de chá de farinha, desfeita em 2dl de água, o meio cubo de caldo, o vinagre e pimenta a gosto.
Depois de fervilhar alguns minutos para cozer a farinha, verte-se sobre as febras já dispostas numa travessa de servir.
Para acompanhar servi um arroz de legumes. O vinagre dá um toque ácido ao molho que fica muito agradável.
Deixo-vos mais uma das minhas manualidades:
uma vela decorada com guardanapo que, depois de embalada, dá um miminho muito bonito.
Há um ano atrás falei-vos de: Sopa Light de Batata e Cebolinho