Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 25 de Agosto de 2010

"O PACTO"

Embora o meu estado de espírito não seja dos melhores, ainda vou arranjando alguns momentos para a leitura que me ajudam a distrair um pouco, por isso aqui deixo o último livro que acabei de ler e que é mais um contributo para a Academia dos Livros.
Jodi Picoult é uma escritora excelente, que consegue prender a nossa atenção até ao final da história e consegue sempre surpreender-nos, mostrando-nos uma conclusão que quase sempre é muito diferente da que imaginamos.
Os Harte e os Gold vivem lado a lado há dezoito anos, partilhando tudo, desde a comida chinesa e a varicela, até à boleia dos filhos para a escola. Pais e filhos são os melhores amigos por isso o namoro entre Chris e Emily no liceu não foi nenhuma surpresa. São almas gémeas desde que nasceram.
Quando recebem o telefonema do hospital, ninguém está preparadao para a chocante verdade: Emily, de apenas dezassete anos, morreu com um tiro na cabeça, aparentemente resultado de um pacto suicida. Chris diz à polícia que a bala que resta na arma lhe era destinada, mas uma detective local tem dúvidas.
Num único momento aterrador, os Harte e os Gold enfrentam o maior medo de um pai: será que conhecemos verdadeiramente os nossos filhos?
Notas sobre a autora:
Jodi Picoult é licenciada em Escrita Criativa pela Universidade de Princeton e tem um mestrado em Educação pela Universidade de Harvard. Galardoada com o New England Book Award em 2003 pela totalidade da sua obra, é autora de catorze romances, todos bestsellers.
Vive em New Hampshire com o marido e os três filhos.
Entre as obras da autora publicadas no nosso país destacam-se: Para a Minha Irmã (2005), Memórias Esquecidas (2006), O Décimo Círculo (2006), Tudo por Amor (2007), Dezanove Minutos (2007), Uma Questão de Fé (2008) e Em Troca de Um Coração (2008).

quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

... O que fazer?

... O que fazer quando se sabe que uma pessoa de quem gostamos muito está a ser assolada por uma doença terrível chamada cancro?
... O que fazer quando essa pessoa ainda nem tem consciência do grave problema que tem?
... O que fazer quando se sabe que esta luta contra a doença é, à partida, uma batalha perdida?
... O que fazer quando sentimos que nos faltam as forças para animar e encorajar a pessoa que está doente?

sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

"A VILLA"

É verdade que este é o mês em que tenho mais trabalho e que este cantinho do Algarve está a abarrotar de gente. Mas não é menos verdade que, por mais ocupada que ande, tenho que arranjar sempre tempo para a leitura, nem que seja a altas horas da madrugada.
Este livro é simplesmente Nora Roberts no seu melhor. A intriga prende-nos da primeira à última página, tendo um final deveras surpreendente.
Um bom livro para vos servir de companhia na praia e mais uma sugestão para a Academia dos Livros.
Sophia é a herdeira do negócio de vinhos da próspera família Giambelli. Sob ordens da sua avó, ela tem de aprender todas as etapas da produção de vinho. O seu tutor, Tyler MacMillan, é um jovem atraente com uma grande paixão pelas vinhas, mas apenas desprezo pelo mundo dos negócios.
À partida, esta promete ser uma parceria difícil, mas quando a reputação dos vinhos Giambelli começa a ser misteriosamente atacada, a díficil relação torna-se num inesperado romance.
Infelizmente alguém ambiciona destruir mais do que o negócio de vinhos. Mas só quando o pai de Sophia é morto e os membros da família se tornam suspeitos, é que a verdadeira dimensão da ameaça é revelada.
Será que a própria família Giambelli está em risco? E o que pode um frágil amor perante tamanha teia de manipulação?
O talento de Nora Roberts melhora com a idade - tal como o bom vinho - e poderá ser devidamente apreciado nesta história de amor e intriga, sobre a luta de uma família para encontrar a paz. Notas sobre a autora:
Com mais de 400 milhões de cópias vendidos em todo o mundo, mais de 60 bestsellers na lista do New York Times, Nora Roberts é uma das autoras mais lidas, acarinhadas e respeitadas do mundo. Foi a primeira autora a ser convidada para o Romance Writers of America Hall of Fame.
Nascida em Silver Spring, Maryland, Nora Roberts é a mais nova de cinco filhos. Vive em Keedysville onde continua a escrever.

quarta-feira, 11 de Agosto de 2010

TARTE GELADA DE CAFÉ

Os dias de calor continuam e parece que nem tão cedo se irão embora.
Até nesta pontinha, que não é costume estar mais do que 2 ou 3 dias de calor, desta vez temos sido brindados com um calor digno do Verão e do mês de Agosto.
Por isso, para nos refrescarmos nos momentos mais quentes, aqui fica uma tarte bem fresquinha, cuja receita retirei de um dos suplementos da revista "TV 7Dias". Vou particpar com esta receita no desafio "Delícias Geladas - Verão 2010" do blog já tão bem nosso conhecido Delícias e Talentos.
Massa:
150gr de bolacha maria
125gr de manteiga
1 gema
125gr de chocolate em pó
80gr de açucar
50gr de nozes picadas (usei avelãs moídas)

Creme:
5 folhas de gelatina
2dl de leite condensado
1dl de café expresso
2dl de natas

Unte uma tarteira com manteiga. Parta as bolachas grosseiramente. Misture a manteiga, a gema, o chocolate em pó, o açucar e as avelãs moídas, até obter uma massa maleável. Disponha o preparado na tarteira, formando uma parede. Polvilhe com bolacha triturada e reserve.
Prepare o creme: demolhe as folhas de gelatina em água fria. Misture o leite condensado e o café. Bata as natas e envolva-as no preparado anterior, reservando 2 colheres de sopa para derreter, em banho-maria, a gelatina.
Junte ao creme inicial e verta o preparado na tarteira. Leve a tarte ao congelador até solidificar.
Desenforme com cuidado e sirva decorada a gosto.
Para os verdadeiros amantes de café é uma verdadeira delícia...
Há um ano atrás falei-vos de: Panquecas de Alfarroba

sábado, 7 de Agosto de 2010

"UM GRITO DE AMOR DESDE O CENTRO DO MUNDO"

Acabei de ler mais um livro e este para mim foi uma agradável surpresa, pois nunca tinha lido nenhum livro de um autor japonês.
Ganhei este livro num passatempo do blog Páginas Desfolhadas. Confesso que quando o comecei a ler não achei nada de especial, mas a certo ponto a narrativa prendeu-me até ao final.
Fala da história de uma história de amor pura e inocente, entre dois adolescentes e do processo de luto quando um deles morre vítima de leucemia.
Uma história emocionante que quero sugerir para a Academia dos Livros.
Uma comovente história de amor que apaixonou milhões de leitores em todo o mundo.
Sakutarô e Aki conhecem-se na escola de uma pequena cidade japonesa.
Ele é um adolescente engenhoso e sarcástico. Ela é inteligente, bonita e popular.
Tornam-se amigos inseparáveis até que, um dia, Sakutarô começa a ver Aki com outros olhos.
A amizade cúmplice transforma-se numa paixão arrebatadora.
Juntos vivem uma história capaz de transformar os sentidos e apagar as fronteiras entre a vida e a morte.
"Um grito de amor desde o centro do mundo" é o romance japonês mais lido de todos os tempos. Inspirou uma versão cinematográfica, uma série televisiva e foi adaptado a mangá (histórias em quadradinhos feitas no Japão).
Notas sobre o autor:
Kyoichi Katayama naseu em Ehime Prefecture, no Japão, em 1959. Iniciou o seu percurso literário em 1986, com Kehai, galardoado com o Bungakkai Newcomers Award. Seguiran-se John Lennon o Shinjru na, Mangetsu no Yoru, Moby Dick ga e Moshimo Watashi ga, Soko ni Irunaraba. Mas o romance que o consagrou foi, sem dúvida, Um grito de amor desde o centro do mundo.
Vendeu mais de três milhões e meio de exemplares no Japão e já foi traduzido em vários países, sendo um grande êxito de vendas.

quinta-feira, 5 de Agosto de 2010

CHAMBÃO COM BATATAS E CENOURA

Pode parecer-vos uma receita algo "quente" para esta época do ano, mas apesar de ser Verão e de as temperaturas estarem altas, durante a noite por aqui a temperatura desce e faz-se sentir um vento fresco, o que nos faz apetecer comidinhas deste género.
É o que eu chamo uma refeição que conforta o corpo e a alma...
800gr de carne de vaca (chambão)
1dl de azeite
1 cebola
3 cenouras
3 dentes de alho
2 cravinhos
2dl de vinho branco
3dl de água
1 cubo de caldo de carne
2 colheres de sopa de polpa de tomate
sal e pimenta
800gr de batatas

Corte a carne aos cubos e coloque-a na panela de pressão, alourando no azeite bem quente.
Adicione a cebola e as cenouras, ambas às rodelas e os alhos picados, deixando corar um pouco.
Tempere com os cravinhos e regue com o vinho. Deixe ferver e adicione a água, o cubo de caldo de carne e a polpa de tomate.
Tempere com sal e pimenta, tape a panela e cozinhe na pressão durante 15 minutos.
Entretanto descasque as batatas e corte-as aos pedaços. Acrescente-as ao preparado de carne e aguarde que cozinhe por mais 10 minutos.
Rectifique os temperos e sirva sobre fatias de pão torrado.
Mais uma das manualidades que faço de vez em quando (embora ultimamente ande muito preguiçosa e não tenha feito nada....)
Uns sabonetes decorados para decorar a casa de banho ou simplesmente para perfumar as gavetas. Há um ano atrás falei-vos de: Pão-de-ló de Nozes