Sugestões para oferecer ou para ler...


quinta-feira, 31 de Março de 2011

TORTA SALGADA DE LIQUIDIFICADOR

Esta é uma daquelas receitas que eu adoro fazer quando estou sózinha ao jantar com a minha filha: rápidas, saborosas e que dá para usar os ingredientes que tivermos mais à mão na despensa e/ou frigorífico. A receita veio do blog Manga com Pimenta e como era apenas para mim e para a minha filha fiz apenas metade da dose, que são as quantidades que irei indicar abaixo.
Para a massa:
150ml de leite
50ml de óleo
7 colheres de sopa de farinha de trigo
1/2 colher de sopa de fermento
2 ovos pequenos
um pouco de queijo parmesão ralado

Para o recheio:
1 lata de atum ao natural
1 lata pequena de milho doce
1 lata pequena de cogumelos laminados
3 fatias de chourição

Colocar todos os ingredientes da massa no liquidificador e bater bem. Verificar se necessita de sal, já que o queijo parmesão já é salgado.
Colocar metade da massa numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha, distribuir os ingredientes do recheio e colocar por cima o resto da massa.
Polvilhar levemente com queijo parmesão ralado e levar ao forno, a 180º, durante cerca de 35 minutos. Retirar assim que estiver dourada e servir.
Eu e a minha filha adoramos estes jantares rápidos...

terça-feira, 29 de Março de 2011

PASTA COM ATUM NO FORNO

Ora muito bem... cá estou eu de volta ao trabalho, de volta ao activo e de volta ao blog, com montes de receitas novas para postar. As férias foram bem aproveitadas: muito passeio, muita leitura, muito dormir (lol) e também muitos cozinhados. Para comemorar o meu regresso trago uma receita muito simples e prática de preparar, ideal para os dias em que não nos apetece muita confusão na cozinha. A receita foi retirada do jornal "Dica da Semana" e é uma maravilha para os apreciadores de massa.
3 latas de atum ao natural
500gr de macarrão riscado
150gr de ervilhas cozidas
1 cenoura cozida em rodelas (acrescentei eu)
1 cebola
1 lata pequena de tomate pelado
100gr de queijo ralado
3dl de leite
5 colheres de sopa de maionese
4 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta q.b.

Escorra o atum e ligue o forno a 180º. Coza o macarrão em água temperada com sal durante 9 minutos, depois escorra e reserve.
Descasque a cebola, pique-a muito finamente, deite-a para um tacho, junte o azeite, leve ao lume e deixe cozinhar até ficar macia. Adicione o tomate pelado picado com o molho e deixe cozinhar durante 10 minutos. De seguida, junte o atum, a maionese e o leite, misture bem, tempere com uma pitada de pimenta e rectifique o sal.
Junte depois o macarrão, a cenoura e as ervilhas, previamente escorridas, misture, deite num tabuleiro de louça ou pirex, espalhe em cima o queijo ralado e leve ao forno até ficar douradinho. Retire e sirva quente e decorado a gosto. Muito bom!!!!!!!!!

segunda-feira, 28 de Março de 2011

"NICOLAU BREYNER - É MELHOR SER ALEGRE QUE SER TRISTE"

As férias estão a chegar ao fim e ao mesmo tempo dou mais um livro por terminado. Esta obra não é mais de que a biografia de um dos maiores actores que temos em Portugal, pelo menos na minha opinião. Homem que sempre marcou a sua carreira pela seriedade e profissionalismo, Nicolau Breyner continua ainda hoje, aos 70 anos de idade, a agradar a várias gerações e a fazer muito bem aquilo que gosta: representar. Aqui fica mais uma sugestão para a Academia dos Livros. "NICOLAU BREYNER - É melhor ser alegre que ser triste" conta a vida de um alentejano tirado à terra a quem Deus entregou um outro destino. Português incatalogável, é um actor versátil, com caminho feito no teatro de revista e na comédia, experimentadíssimo nos plateaux de televisão e de cinema, produtor, realizador, e também autor de programas que mudaram a história da televisão e do humor feitos em português. Para além das suas próprias histórias, aqui ficam também contadas partes de várias outras - as do teatro, da televisão, do cinema, mas também algumas de Serpa e de Lisboa. Feito em colaboração com o autor, a obra percorre setenta anos de vida e cinquenta de carreira de um homem conhecido pelas qualidades humanas de quem se construiu em torno dos afectos. Notas sobre a autora: Sarah Adamapoulos nasceu em Roterdão (Holanda) em 1964. Vive em Portugal desde o início dos anos 70, quando o seu pai, músico francês de origem grega, veio integrar a Orquestra Gulbenkian. Iniciou-se no jornalismo de imprensa no final dos anos 80, tendo também trabalhado em rádio e televisão. Como escritora, publica desde 1997 - sobretudo ficção, mas também crónicas de jornalismo literário. Bolseira do programa de apoio à criação literária do então Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, escreveu Fado Menor no ano de 2005. Traduziu do francês Albert Cossery e Boris Vian, e assinou textos dramatúrgicos encenados pelo belga Francis Seleck para a Mostra do Teatro de Almada. Em 2009 publicou Liceu de Camões - 100 Anos, 100 Testemunhos, obra comemorativa do centenário daquela escola de Lisboa. NICOLAU BREYNER - É melhor ser alegre que ser triste é a sua estreia no género biográfico.

quarta-feira, 16 de Março de 2011

"SEGUE O CORAÇÃO"

Uma das coisas boas de estar de férias é poder dormir até mais tarde... o que me leva a que na noite anterior também fique a ler até mais tarde... eh eh eh.
Este livro foi-me oferecido pelos meus padrinhos no Natal e andava mesmo ansiosa por terminá-lo, pois a história é mesmo cativante.
Eu, que tenho a mania que não gosto de romances que retratem a época vivida no século XIX, deixo-me sempre prender com a escrita desta autora.
São quase 800 páginas de pura emoção... mais uma sugestão para a Academia dos Livros.
Londres, 1842. Bastará uma boa acção para levar Matilda Jennings das ruelas lamacentas de Londres às cintilantes luzes da América...
Aquele podia ter sido um dia como tantos outros na vida de Matilda, uma pobre vendedora de flores. Mas aquele é o dia em que Matilda salva a vida de uma criança e recebe a mais preciosa das dádivas: a oportunidade de fugir da miséria e construir uma nova vida. Em breve trocará os bairros degradados de Londres pelos recantos misteriosos de Nova Iorque, as planícies do Oeste Selvagem e a febre do ouro em São Francisco. Munida apenas da sua coragem, beleza e inteligência, a jovem está apostada em ditar o seu destino, nem que para tal tenha que lutar contra tudo e todos.
A sua rebeldia condena-a à solidão. Mas um dia também ela viverá as emoções de um verdadeiro amor. Um amor que terá de suportar a separação, a guerra e os tormentos do nascimento de uma nova nação. Será no Novo Mundo que Matilda vai aprender o que a sua infância não lhe ensinou: que todos nascem iguais, que a coragem e a generosidade são o que de mais nobre pulsa no coração humano, e que, por mais doloroso que seja, a vida tem de continuar e nunca se deve olhar para trás...
Notas sobre a autora:
Lesley Pearse é uma das escritoras preferidas do público português, autora de uma vasta obra já traduzida para mais de trinta línguas, tendo vendido cerca de três milhões de exemplares. A própria vida da escritora é uma grande fonte de material para os seus romances, quer esteja a escrever sobre a dor do primeiro amor, crianças indesejadas e maltratadas, adopção, rejeição, pobreza ou vingança, uma vez que conheceu tudo isto em primeira mão. Ela é uma lutadora, e a estabilidade e sucesso que atingiu na vida deve-os à escrita. Com o apoio da editora Penguin, criou o Women of Courage Award para distinguir mulheres comuns dotadas de uma coragem extraordinária.

sábado, 5 de Março de 2011

BOLO DE CHOCOLATE E CACAU

Faço bolos com muita frequência, uns deles para comermos em casa, outros para oferecer para vendas de solidariedade. Por isso receitas de bolos nunca são demais, se bem que nos dias que estou com pressa tento escolher receitas simples.
Esta receita foi retirada do blog da Marta e só vos digo que, para quem aprecia chocolate, fica um bolo delicioso.
1/2 chávena de óleo
1 chávena de leite
2 chávenas de açucar
2 chávenas de farinha com fermento
6 ovos
65gr de chocolate em pó
65gr de cacau em pó
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml

Unte uma forma com manteiga e polvilhe-a com farinha. Ligue o forno a 170º.
De seguida peneire a farinha, junte o açucar, o chocolate e o cacau em pó.
À parte junte o óleo, o leite o os ovos.
Adicione ao preparado anterior batendo com a batedeira.
Verta para a forma e leve ao forno até cozer (o meu ficou cerca de uma hora).
Pronto... tirem lá uma fatia para o lanche... esta ofereço eu!
E pronto... vou de férias. Chegou a altura do meu descanso. Vou aproveitar para descansar, passear, dormir muito... e ler, claro! Por isso apenas voltarei cá para vos dar conta de algum livro que tenha lido nas férias. Quanto a cozinhados, retomamos o ritmo lá para o fim do mês. Aproveito para vos desejar a todos um excelente Carnaval, um feliz Dia da Mulher e um resto de mês alegre e bem disposto.

Há um ano atrás falei-vos de: Quiche de Fiambre, Paio e Cogumelos

quinta-feira, 3 de Março de 2011

COGUMELOS GRATINADOS

Adoro cogumelos de toda a maneira e feitio, por isso sempre que posso adiciono-os às minhas refeições. Quando comprei um livro de receitas no Lidl (com as receitas que normalmente vêm no jornal Dica da Semana) deparei-me com esta receita de cogumelos gratinados. Nem pensei duas vezes...
1 lata de cogumelos inteiros (usei uma lata de 800gr)
200gr de queijo mozzarella ralado
200gr de toucinho em pedaços (usei bacon)
2 dentes de alho
3 colheres de sopa de azeite
200ml de natas
sal q.b.
pimenta branca moída
1 colher de sopa de salsa picada (usei cebolinho)
pão para acompanhar

Comece por escorrer os cogumelos. Depois descasque os alhos, esmague-os e leve-os ao lume numa frigideira com o azeite. Quando o azeite estiver quente, junte o bacon em pedaços e os cogumelos escorridos e deixe-os cozinhar até ficarem dourados.
De seguida adicione as natas, tempere com sal e pimenta e deixe ferver até atingir um molho cremoso. Nessa altura disponha o preparado num prato próprio para ir ao forno, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno, a 200º, até o queijo ficar derretido.
Por fim sirva o prato polvilhado com o cebolinho picado e acompanhe com fatias de pão.
Lembram-se da receita que postei há dias a pedido da marca de queijo Cabra Palhais?
A receita de
Maruca no Forno com Crosta Saloia?
Pois é... a marca Cabra Palhais gostou da minha receita e ontem, enquanto preparava o jantar, ouvi baterem-me à porta... era um senhor com este lindo cabaz para me entregar.
Escusado será dizer que ontem ao jantar foi uma barrigada de queijo. Obrigado Cabra Palhais!!!
Há um ano atrás falei-vos de: Perna de Perú no Forno

terça-feira, 1 de Março de 2011

SOPA COM SEMENTES DE LINHAÇA

Dizem por aí que vai voltar o frio... não é que me apeteça muito, mas pelos vistos estes dias primaveris que se fazem sentir vão dar lugar a manhãs frescas e noites geladas. Assim sendo o melhor é preparar uma sopa para nos aquecer... A receita é da revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Dezembro. As alterações que fiz foi substitiur as batatas por curgette e o feijão verde por couve.
3 cenouras
2 curgettes
1 cebola grande
2 dentes de alho
sal q.b.
2 nabos
150gr de couve coração
1 colher de sobremesa de sementes de linhaça

Descasque e lave as cenouras, as curgettes, a cebola e os dentes de alho. Corte tudo em pedaços, coloque-os numa panela com 1 litro de água e tempere com sal. Leve ao lume durante 35 minutos.
Descasque e lave os nabos e corte-os em cubos pequenos. Lave a couve e corte-a em tiras finas.
Retire a sopa do lume, triture e rectifique a quantidade de caldo.
Leve novamente ao lume, junte o nabo e a couve e deixe cozinhar até que tudo fique macio.
Retire do lume, polvilhe com as sementes de linhaça e sirva a sopa quente.


Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Quantidades para 4 pessoas
Calorias por dose: 125Kcal
Interesse Nutricional: rica em ácidos gordos, ómega-3, vitamina C e betacaroteno.
Aqui fica mais uma das pequenas "brincadeiras" que faço de vez em quando... desta vez uma tela para quarto de menina, usando a técnica de decoupage e decorada com missangas.
Há um ano atrás falei-vos de: Pêras em Vinho Moscatel