Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 29 de Novembro de 2011

ESPINAFRES COM OVO NO MICROONDAS


Gosto bastante de espinafres, além de ser um alimento muito saudável é rico em ferro, o que é óptimo para toda a gente, e em especial para quem é dador de sangue, como eu.
Além disso encantam-me as receitas feitas no microondas, pela sua simplicidade e rapidez. Por isso gostei muito desta receita que encontrei na revista "Saúde à Mesa" de Setembro de 2009.
500gr de espinafres congelados
3 dentes de alho
2 colheres de sopa de leite magro
1 ovo
2 claras de ovo
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de café de sal

Coloque o azeite num recipiente próprio para o microondas, juntamente com os alhos picados e leve ao microondas durante 3 minutos na potência máxima. Reserve.
Descongele os espinafres e deixe cozer no microondas durante 10 minutos na potência máxima; pique e tempere.
Adicione os espinafres ao refogado anterior, misture e leve por mais 5 minutos ao microondas.
Bata o ovo inteiro e as claras com o leite, tempere com sal e deite sobre os espinafres; mexa e leve ao microondas durante mais dois minutos. Repita a operação até o ovo estar coalhado e envolvido nos espinafres, mas sem deixar que fique demasiado cozido.
Simples e delicioso...
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 4 pessoas
Calorias por dose: 210 Kcal
Interesse Nutricional: os espinafres são um importante vegetal pois apresentam um baixo valor calórico e um elevado teor vitamínico e mineral. Destacam-se as vitamina A, C e K. É o vegetal que apresenta maior teor em ferro.

quinta-feira, 24 de Novembro de 2011

CRUMBLE DE MAÇÃ

Há algum tempo atrás, numa revista "Maria" que apanhei na sala de espera de um consultório médico, havia um artigo sobre a enxaqueca, em que vinham 3 receitas que, segundo os especialistas, dizia assim: "Verduras, feijão, fruta, arroz e alguns frutos secos também combatem a dor, para além de alimentar. Espreite as receitas que reunimos e previna aquela sensação de estarem a fazer obras na sua cabeça":
Como quem não quer a coisa, discretamente, arranquei a página da revista, pois a receita de crumble de maçã chamou-me a atenção. E um destes dias pensei "Deixa-me fazer de conta que estou com enxaqueca e vamos lá preparar este crumble"... eh eh eh
4 maçãs reinetas
80gr de açucar amarelo
sumo de meio limão
120gr de farinha
70gr de manteiga
50gr de açucar branco
50gr de amêndoas picadas
açucar baunilhado q.b.
margarina q.b.

Descasque e corte em cubos as maçãs, polvilhe-as com o açucar amarelo e o sumo de limão. Reserve. Ligue o forno a 180º.
Misture a farinha com a manteiga e o açucar, de modo a ficar com uma massa esfarelada.
Coloque as maçãs num recipiente untado com margarina e polvilhado com açucar baunilhado. Coloque por cima as amêndoas. Sobreponha a massa de crumble que preparou anteriormente. Leve ao forno entre 25 e 30 minutos. Retire e sirva o doce morno ou frio.
Confesso... não me doía a cabeça, não sei se a receita resulta ou não na enxaqueca, mas que é um "medicamento" muito doce e saboroso, lá isso é...
Há um ano atrás falei-vos de: Tarte de Chocolate

terça-feira, 22 de Novembro de 2011

GRÃO COM ATUM E OVOS ESCALFADOS

Confesso que muitas vezes as receitas do jornal "Dica da Semana" me passam completamente desapercebidas, mas o pessoal cá de casa, quando vê alguma receita que lhe agrada, trata logo de a guardar e, oportunamente, me dar para ser confeccionada.
Foi o que aconteceu com esta receita, que se revelou um prato diferente mas muito saboroso e saciante.
2 frascos de grão de bico cozido
2 latas de atum
5 ovos (usei 4)
1 lata de tomate pelado
1 cebola
2 dentes de alho
5 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de vinagre
sal, pimenta moída na altura e salsa picada q.b.

Descasque a cebola e os alhos. Pique tudo muito fino e deite para um tacho. Junte o azeite e leve ao lume, deixando cozinhar até a cebola ficar dourada. De seguida adicione o tomate picado com o molho, mexa e deixe cozinhar em lume brando durante 10 minutos.
Entretanto escorra o atum. No tacho, adicione o grão, misture e deixe ferver. Junte o atum escorrido e deixe ferver. Verifique o sal e junte uma pitada de pimenta. Tape e deixe cozinhar em lume brando durante 10 minutos.
Leve ao lume um tacho com 4dl de água, o vinagre e deixe ferver. Abra um ovo de cada vez para uma tigela e junte-os à água a ferver deixando-os escalfar durante 5 minutos. Depois retire-os e deixe-os escorrer em cima de um pano ou papel de cozinha. Sirva o grão com o ovo escalfado, regue com o molho e sirva polvilhado com salsa picada.

segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

"MISTER GREGORY"

Maravilhoso! Empolgante! Envolvente!
Mais palavras poderia ainda arranjar para descrever este livro de Sveva Casati Modignani, que as minhas colegas me ofereceram no meu aniversário, mas acho que com estas três palavras já disse tudo.
Pela primeira vez a autora escolheu um homem para protagonista de uma obra sua, mas a sua forma de escrita é tão envolvente e fácil de ler, que o protagonista pode ser homem ou mulher, que a história é sempre deliciosa... Leiam e não se arrependerão!
Aos oitenta e cinco anos, Gregorio Caccialupi passa em revista uma vida intensa marcada por contrariedades e vitórias. Para trás ficam as recordações de uma infância pobre na Itália dos anos 1930 e uma decisão que mudou para sempre a sua vida - emigrar para a América em busca de um futuro melhor.
Ambicioso e determinado, colecciona sucesso atrás de sucesso e uma série de mulheres procuram conquistar o seu coração - Florencia, o seu primeiro amor, Nostalgia, com quem se casou, e Erminia, a sua derradeira paixão. Com o decorrer do tempo,Gregorio Caccialupi torna-se Mister Gregory, dono de uma importante cadeia de hotéis, um homem rico e influente. Porém, um investimento mal calculado leva-o à ruína. Conformado com a sua vida discreta num lar de idosos, está longe de saber que um encontro inesperado lhe trará uma revelação surpreendente e a possibilidade de retomar as rédeas do seu destino.
Mister Gregory é um magnífico romance de Sveva Casati Modnigani, que pela primeira vez elege como protagonista um homem: complexo, terno e fiel aos seus princípios, sedutor, esquivo e sempre irresistível.
Notas sobre a autora:
Sveva Casati Modignani é reconhecida como a grande signora do bestseller italiano, como 11 milhões de exemplares vendidos. Está traduzida em 20 países e é hoje uma das autoras mais populares em Portugal, onde figuram já os seus romances Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida e A Siciliana.

quinta-feira, 17 de Novembro de 2011

SOPA DE GRÃO COM NABO E HORTELÃ

Mais uma sopinha para aquecer as noites que já começaram a ficar frias. Por vezes falta-me a imaginação para as sopas por isso recorro às revistas que tenho em casa.
Esta receita veio de uma revista "Saúde à Mesa" e só vos digo que fica uma sopa deliciosa, que aconchega o estômago e nos faz sentir confortavelmente saciadas.
250gr de grão de bico cozido
1 cebola
2 colheres de sopa de azeite
1/2 couve lombarda
2 cenouras
2 nabos
1 colher de café de sal
1 ramo de hortelã

Coloque numa panela o grão e a cebola cortada aos pedaços. Junte água até meio da panela e uma colher de sopa de azeite e leve a cozer. Quando tudo estiver bem cozido, triture.
Corte a couve aos pedaços e as cenouras e os nabos aos cubinhos.
Leve de novo o creme de grão ao lume, adicionando mais um pouco de água se necessário, e deixe ferver. Tempere de sal. Junte a hortaliça arranjada e deixe cozer cerca de 15 minutos.
2 minutos antes de acabar a cozedura regue com o resto do azeite e adicione o ramo de hortelã.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 4 pessoas
Calorias por dose: 259 Kcal
Interesse Nutricional: O grão de bico é uma excelente fonte de hidratos de carbono, sendo o amido mais abundante. Além disso, tem um importante teor de proteínas de origem vegetal. Como a digestão do amido é complexa, produz um efeito lento e progressivo na glicemia, possibilitando uma resposta mais adequada do organismo. Assim, o grão de bico é uma óptima opção para consumir hidratos de carbono, mantendo o controlo da glicemia, nomeadamente para os diabéticos.

terça-feira, 15 de Novembro de 2011

"AS QUATRO ÚLTIMAS COISAS"

Tinha mesmo que ter este livro na minha biblioteca, pois é a continuação da história do livro "O Braço Esquerdo de Deus" que tinha lido no ano passado. A minha filhota, ao saber que eu gostava de continuar a ler a história, fez o favor de me oferecer este livro no passado mês, quando completei mais um aniversário.
A história continua a ser muito boa, se bem que este livro é para ser lido com muita atenção e concentração, pois tem grandes partes de descrição. Mas quem leu o primeiro deve mesmo ler este, para se surpreender com as reviravoltas que a história tem.
Agora... se me dão licença, vou arrumar este livro na estante e começar o seguinte...
Morte, Juízo, Paraíso e Inferno.
As Quatro Últimas Coisas que nos reserva o Destino.
Agora há uma Quinta. O seu nome é Thomas Cale.
De regresso ao Santuário dos Redentores, Thomas Cale parece aceitar o papel que lhe é atribuído: o destino escolheu-o como o Braço Esquerdo de Deus, o Anjo da Morte. O poder absoluto está agora ao seu alcance; o terrível zelo e domínio militar dos Redentores é uma arma nas suas mãos e ele está pronto para cumprir o objectivo supremo da Única e Verdadeira Fé - a destruição da Humanidade.
Mas talvez o sombrio poder dos Redentores sobre Cale não seja suficiente - ele vai do amor ao ódio num abrir e fechar de olhos, da bondade à mais brutal violência num segundo. A aniquilação que os Redentores porcuram pode estar nas mãos de Cale - mas a sua alma é muito mais estranha do que alguma vez poderão imaginar...
Notas sobre o autor:
Escritor e argumentista britânico, Paul Hoffman colaborou durante algum tempo com o organismo responsável pela classificação de filmes no Reino Unido. Escreveu o argumento de três filmes, em coautoria, e trabalhou, entre outros, com Francis Ford Coppola.
O seu primeiro romance, The Wisdom of Crocodiles, deu origem a um filme protagonizado por Jude Law e Timothy Spall. Seguiu-se The Golden Age of Censorship, uma comédia negra publicada em 2007.
Em Portugal figura já O Braço Esquerdo de Deus, o primeiro volume da trilogia que agora continua com As Últimas Quatro Coisas.

sexta-feira, 11 de Novembro de 2011

PUDIM DE BERINGELAS

Hoje é dia de S. Martinho e como tal ainda pensei em trazer uma receita com castanhas. Mas como eu gosto de fugir do habitual, trouxe uma receita com beringelas, pois este ano, pela primeira vez, tive beringelas na minha horta.
A receita foi retirada da revista "Saúde à Mesa" de Abril de 2010 e é um belo prato para quem gosta de seguir um regime alimentar vegetariano.
2 cebolas
4 dentes de alho
1kg de beringelas
1 colher de sopa de oregãos secos
1dl de azeite
3 ovos
2 claras
1dl de natas de soja
1 colher de café de sal
pimenta q.b.
3 colheres de sopa de pão ralado
salsa picada q.b.
azeite para untar

Ligue o forno a 180º. Descasque as cebolas e os alhos e pique tudo. Lave as beringelas e corte-as em rodelas médias. Barre o tabuleiro do forno com azeite.
Coloque no tabuleiro camadas de beringela, cebola e alhos picados e os oregãos. Regue tudo com o azeite e leve ao forno durante 30 minutos. Retire do forno e deixe arrefecer.
Barre um tabuleiro de pirex com azeite e encha-o com as beringelas bem acondicionadas.
Bata os ovos com as claras e as natas Tempere com sal e pimenta e bata bem. Verta sobre as beringelas, polvilhe com pão ralado e leve ao forno durante 30 minutos. Retire e sirva o pudim quente, polvilhado com salsa picada.
Como sobrou bastante, coloquei em caixinhas e congelei. Depois de descongelado e aquecido fica como se tivesse sido feito na hora.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Quantidades para 5 pessoas
Calorias por dose: 290 Kcal
Interesse Nutricional: 90% do peso das beringelas é constituído por água e apresentam somente 10 calorias por cada 100gr, pelo que permitem tornar uma refeição mais substancial em volume e fibras, sem aumentar o seu valor calórico.

terça-feira, 8 de Novembro de 2011

BOLO DE PREGUIÇOSO

O frio chegou... para ficar... quer nos custe, quer não, é altura dele. Mas confesso que o frio chegou há meia dúzia de dias e eu já estou morta de saudades do calor. Decididamente não gosto do Inverno.
É então altura de ligar o forno e preparar apetitosos bolos para o lanche. A receita deste veio do site Umbigo no Fogão e é óptimo para quem se aborrece estar a pesar ingredientes.
O meu só teve um senão - como sou apressada desenformei o bolo antes de arrefecer completamente, o que fez com que ficasse um pouco desfeito em cima. Mas resolvi o problema tapando a "asneira" com uma calda de chocolate...
3 ovos
1/2 chávena de óleo
1/2 chávena de amido de milho
1,5 chávena de açucar
1,5 chávena de farinha
1/2 chávena de leite
1 colher de sobremesa de aroma de baunilha
1 colher de sopa de fermento em pó
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml

Para a cobertura:
1 tabelete de chocolate de culinária
1/2 pacote de natas
Bater todos os ingredientes do bolo no liquidificador e colocar em forma untada e enfarinhada.
Levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 25 minutos (fazer o teste do palito de modo a verificar se está cozido). Desenformar depois de frio.
Para a calda levar ao lume o chocolate e as natas, mexendo até obter uma mistura uniforme. Cobrir o bolo e decorar com missangas coloridas.
Agora perguntam vocês "E o bolo ficou bom?".... bem, esta fatia desapareceu num instante... lol!

quarta-feira, 2 de Novembro de 2011

LASANHA DE SALSICHAS FRESCAS

Para quem estava com saudades do Inverno, eis que ele chegou em toda a sua pujança... os dias já estão mais frios, já são mais pequenos, a chuva parece que agora veio mesmo para ficar... é a altura ideal para ligar o forno e preparar esta lasanha que vinha num dos fascículos da revista "TV 7Dias", à qual fiz apenas a "gentileza" de juntar uma lata de cogumelos.
1 cebola grande
3 dentes de alho
0,5dl de azeite
500gr de salsichas frescas
150gr de tomate triturado
1dl de vinho branco
200gr de folhas de lasanha fresca
1 lata de cogumelos laminados
100gr de queijo ralado
sal e pimenta q.b.

Pique a cebola e os dentes de alho e refogue-os no azeite. Junte-lhes as salsichas sem a pele e os cogumelos, mexendo bem. Tempere com sal e pimenta. Envolva-lhes, de seguida, o tomate e depois o vinho. Deixe cozinhar por 15 minutos e reserve.
Num tabuleiro refractário, coloque uma folha de massa, cubra com uma camada de carne e polvilhe com uma porção de queijo ralado.
Repita a operação até todos os ingredientes acabarem. Leve ao forno, previamente aquecido a 180º, cerca de 25 minutos. Retire e sirva quente.
A minha foi servida acompanhada de umas rodelas de beringela no forno...
Há um ano atrás falei-vos de: Rabo de Boi Estufado