Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 9 de Maio de 2012

"CONDENADA"


Há livros que nos chocam... ao ler a sinopse desta obra era fácil perceber que a história seria dura, trágica, triste, mas ao mesmo tempo uma história de coragem pelo facto de alguém, que foi vítima de abusos durante tantos anos, ter a coragem de expor a sua vida em livro, sabendo que a sua história vai passar a ser conhecida por milhares de pessoas.
Alguém que mata para se defender ou para defender um familiar deve ser condenado? Matar é sempre crime punível com pena de prisão?
Não somos ninguém para julgar os outros, mas com certeza que aprendemos algo com a leitura deste livro..
A 4 de Julho de 1990, Stacey Lannert, de dezoito anos, matou o pai. Ele abusava sexualmente dela desde os oito anos. Até então, Stacey sofrera em silêncio. Tudo mudou nessa noite, quando percebeu que a sua adorada irmã mais nova acabara de ser vítima do mesmo crime.
Sem qualquer compaixão, o tribunal condenou-a a prisão perpétua. Stacey sente-se agora suficientemente forte para contar a história da sua infância arrepiante, durante a qual manteve a sanidade mental graças ao amor e ao instinto protector que sentia pela irmã. Num tom comovente e digno, relata-nos também o que aconteceu quando deu entrada na prisão, esse momento de violência brutal que, inesperadamente, a fortaleceu e fez dela uma pessoa melhor. Decidida a não se vitimizar, Stacey encontrou em si mesma a força necessária para crescer e descobriu a importância e o poder curativo do amor.
Quase dezanove anos depois, a 10 de Janeiro de 2009, o governador do Missouri fez finalmente justiça.
Passados seis dias, ela era uma mulher livre.
Notas sobre a autora:
Stacey Lannert nasceu em St. Louis, no Missouri, em 1972. Em 1992, foi condenada por homicídio premeditado e sentenciada a prisão perpétua.
A 10 de Janeiro de 2009, a sua pena foi comutada, e Stacey foi libertada. Vive e trabalha actualmente em St. Louis, onde treina cães, dá aulas de aeróbica e fundou a Healing Sisters, uma organização sem fins lucrativos que se dedica a sensibilizar as pessoas para o problema dos abusos sexuais e ajuda mulheres a apoiarem-se umas às outras.