Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 31 de Julho de 2012

EMPADA DE SOJA

Para nos despedirmos do mês de Julho em beleza deixo-vos uma receita ideal para esta altura do ano, que se pode comer quente ou fria, pois é deliciosa de ambas as formas. Este é daqueles petiscos que eu gosto de preparar à hora do almoço, para que se possa comer no final de um dia de praia.
Encontramos esta receita na revista "Saúde à Mesa" de Novembro de 2009 e tanto eu como a minha filha ficamos de imediato curiosas para saber qual seria o resultado...
Pois posso dizer-vos que o resultado é uma empada deliciosa, que parece recheada de carne e que é uma boa opção para quem segue um regime vegetariano.
Para a massa:
360gr de farinha
1 pitada de sal fino
60gr de margarina vegetal
1 gema de ovo
2dl de água gelada
Para o recheio:
300gr de soja moída
1 cebola
2 dentes de alho
3 colheres de sopa de azeite
3 tomates maduros
1 colher de sopa de oregãos
1 colher de chá de caril em pó
1 colher de café de sal
pimenta acabada de moer q.b.
1 iogurte natural magro
1 ovo batido
ovo batido para pincelar

Coloque a soja a demolhar em água fria. Prepare a massa: coloque a farinha sobre a bancada e abra uma cavidade no centro, colocando aí o sal, a margarina, a gema e a água. Misture bem e trabalhe a massa até ficar lisa. Forme uma bola, coloque-a numa taça e deixe repousar durante 20 minutos.
Prepare o recheio: leve ao lume um tacho com a cebola, os alhos picados e o azeite e deixe saltear. Junte os tomates picados, sem pele e sementes, os oregãos e o caril e mexa. Acrescente a soja, previamente escorrida, tempere com sal e pimenta e mexa. Tape e deixe cozinhar durante 20 minutos, mexendo de vez em quando.
Misture o iogurte com o ovo batido, junte a mistura de soja e mexa bem. Retire do lume e deixe arrefecer. Ligue o forno a 180º.
Divida a massa em duas partes e estenda-a com o rolo. Forre uma tarteira com uma parte da massa, encha-a com a mistura de soja, pincele os bordos da massa com ovo batido e cubra com a restante massa, unindo bem os bordos. Pincele a massa com mais ovo e leve ao forno durante 40 minutos.
Retire e sirva quente ou fria.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 6 pessoas
Calorias por dose: 175 Kcal
Interesse Nutricional: pobre em calorias

domingo, 29 de Julho de 2012

"UMA PROMESSA PARA TODA A VIDA"

Este é daqueles autores que nunca nos decepcionam e já sei que pegar num livro de Nicholas Sparks é lê-lo quase "de tacada", pois as histórias são sempre empolgantes e não nos deixam indiferentes.
Esta obra, acima de outras coisas, fala-nos de como uma simples e estúpida coincidência pode abalar a confiança entre duas pessoas que se amam e pode até acabar com a sua relação... ou não...
Mas para saberem o resto dou-vos apenas um conselho: leiam este livro... tenho a certeza que vão gostar!
Durante dois anos, Miles Ryan e o seu filho pequeno coraram a perda da mulher e mãe, que morreu atropelada por um condutor que se pôs em fuga.
Quando Sarah Andrews entrou na vida de ambos, Miles começa a sentir-se novamente bem e a alegria regressa ao rosto de Jonah.
Mas quando uma dolorosa coincidência lhes bloqueia o caminho da felicidade, o coração de Miles enfrenta desafios que ele nunca poderia ter imaginado.
Notas sobre o autor:
Nicholas Sparks é um contador de histórias inspirado e um profundo conhecedor dos segredos do coração humano. Todos os seus livros se tornaram bestsellers internacionais, estão traduzidos em mais de quarenta línguas e ultrapassaram os 50 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. De entre as quinze obras que já escreveu, seis deram origem a grandes produções cinematográficas - As Palavras Que Nunca Te Direi, Um Momento Inesquecível, O Diário da Nossa Paixão, O Sorriso das Estrelas, Juntos ao Luar e A Melodia do Adeus.
Mais informações sobre o autor podem ser consultados no site oficial www.nicholassparks.com

quinta-feira, 26 de Julho de 2012

CANJA DE COELHO COM LEGUMES

Esta receita tem uma história engraçada: certa tarde fui lanchar à cafetaria do Intermarché com os meus padrinhos, a minha mãe e a minha filha. Antes de lanchar fui comprar a revista "Teleculinária Robot de Cozinha" do mês de Março... ao passar os olhos pela revista enquanto degustava um croissant e uma meia de leite encontrei esta receita e disse para os meus padrinhos "Fiquem para jantar comigo que eu vou preparar uma canja de coelho"... o meu padrinho franziu o nariz mas resolveu arriscar e disse que ficava.
Entrei no supermercado, dirigi-me ao talho, comprei o coelho... cheguei a casa, agarrei na Mycook, preparei o jantar... depois foi só colocar num tacho na hora de servir... 
Sim... porque se eu dissesse ao meu padrinho que esta magnífica canja tinha sido feita na "maquineta estranha" (como ele lhe chama) acho que ele nem provava... lol
600gr de coelho
60gr de massa pevide
1 cenoura grande
1 alho francês
1 cebola
50gr de azeite
1,200kg de água
um ramo de hortelã
sal e pimenta q.b.

Descasque e lave a cebola, corte-a em pedaços pequenos, deite-os no copo do robot e ligue 6 segundos na velocidade 6. Passe a espátula, junte o azeite e programe 5 minutos, 120º, velocidade 2.
Junte depois a água e programe 10 minutos, 120º velocidade 2.
Arranje e lave o coelho, junte-o ao copo, tempere com sal e pimenta e programe 35 minutos, 120º, velocidade 2. Retire depois o coelho do copo, deixe-o amornar, rejeite-lhe os ossos, desfie-o e junte novamente ao copo.
Descasque e lave a cenoura e rale-a. Arranje e lave o alho francês e corte-o em rodelas finas. Adicione estes legumes ao copo, junte também a massa pevide e o ramo de  hortelã e programe 20 minutos, 100º, velocidade 2.
Mexa de vez em quando com a espátula para que a massa não fique no fundo, rectifique os temperos, coloque num tacho e sirva de seguida.

quarta-feira, 25 de Julho de 2012

"UMA ALIANÇA FEITA NO INFERNO"

Confesso que não sou muito fã de livros que abordem o tema guerra mas este chamou-me a atenção por ser um caso verídico, contado na primeira pessoa, por alguém que passou pelos horrores da guerra enquanto ainda era criança e que teve a desventura de ter nascido judeu, tendo que suportar todas as consequências que essa condição lhe trouxe no decorrer da sua vida.
Não se pode dizer que seja uma leitura agradável, mas é uma leitura que nos faz recordar as atrocidades que se cometeram em tempo de guerra.
A guerra tem muitas vicissitudes, até a de proporcionar parcerias impensáveis noutras condições de vida.
Esta história verídica relata-nos a origem e o desenvolvimento de uma aliança improvável entre dois desconhecidos, uma criança e um adulto pouco recomendável, que proporciona a ambos condições de sobrevivência na clandestinidade, assim como uma forma de colaborarem nas operações secretas de sabotagem contra os invasores alemães.
Notas sobre o autor:
Nascido a 08 de setembro de 1942 em Milwaukee, Larry Stillman formou-se na Universidade de Minnesota com um bacharelado em Publicidade e Psicologia, em 1964. Vive com a esposa, Loraine, em Vernon Hills. Têm dois filhos e quatro netos.
Esta é uma história de aventura verídica, obtida através da entrevista que o autor fez a Morris Goldner (que viveu na pele este drama) e que dramatiza as experiências da vida real de um sobrevivente do Holocausto que, como um adolescente na Polónia, foi resgatado e tutelado por um notório criminoso que se transformou em mercenário.

terça-feira, 24 de Julho de 2012

BOLO DE CHOCOLATE SEM OVOS

Esta receita é especialmente para aquelas pessoas que têm alergias alimentares e que não podem consumir ovos.
Tenho um caso desses na família - um primo meu não pode comer nada que tenha origem no mar (peixe, marisco, etc) nem ovos, e como ele está prestes a chegar de férias para passar um mês na minha casa, assim que vi este bolo na revista "Cozinha Maravilha" do passado mês de Abril, resolvi experimentar a ver como ficava.
Pois bem... fica uma delícia, ninguém diria que este bolo não leva ovos. Receita testada e aprovada - um bolo muito fofo mas com um leve toque de humidade... assim que o meu primo chegar já o posso brindar com um bolo mesmo adequado a ele. Quem é amiga, quem é???

360gr de farinha
250gr de açucar
1 colher de sopa de fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
45gr de cacau em pó
2dl de óleo
2 colheres de sopa de vinagre
4dl de água
óleo para untar
farinha para polvilhar

Barre uma forma com óleo e polvilhe-a com farinha. Ligue o forno a 180º.
Numa tigela misture a farinha com o açucar, o fermento, o bicarbonato e o cacau em pó. Junte o óleo, o vinagre e a água e bata muito bem.
Verta na forma e leve ao forno durante 40 minutos.
Retire do forno, deixe arrefecer, desenforme e sirva cortado em fatias, decorando com açucar em pó ou, se preferir, fruta.
A partir de agora não ter ovos em casa já não é desculpa para deixar de fazer um bolo, não é verdade?

quinta-feira, 19 de Julho de 2012

SOPA DE CEBOLA

Gosto de alimentos de sabor forte, tais como o alho e a cebola, por isso assim que vi esta receita na revista "Teleculinária Robot de Cozinha" do mês de Janeiro de 2009, e aproveitando o facto da minha horta estar a dar uma boa produção de cebolas, achei que esta seria a sopa indicada para mim.
De salientar que o resto da "tropa" cá de casa não são muito adeptos de sopa, e esta, por ser de cebola, ninguém se atreveu a provar.
Ficou toda para mim.... "ó prá minha cara de preocupada!"... LOL!
2 cebolas grandes
3 dentes de alho
1l de leite
50gr de farinha
30gr de azeite
1 cubo de caldo de legumes
cubinhos de pão q.b.
cebolinho picado q.b.
sal q.b.

Descasque e lave as cebolas e os dentes de alho, corte as cebolas em quartos, deite tudo para o copo do robot e ligue 5 segundos na velocidade 5. Passe depois a espátula pelo copo, junte o azeite e programe 5 minutos, 100º, velocidade 2.
Adicione o leite, o caldo de legumes e a farinha e programe 8 minutos, 100º velocidade 3.
Rectifique os temperos, retire do copo, deite para os pratos e sirva polvilhado com cebolinho picado e cubinhos de pão torrado.

terça-feira, 17 de Julho de 2012

BOLO DE CANELA COM METADE DAS CALORIAS

Por norma todas as mulheres são gulosas mas, quando chega esta altura do ano, praticamente todas elas se preocupam com a linha e não querem que o bikini na praia revele as gordurinhas extra.
Ora nada melhor para essas mulheres (eu incluída - sou gulosa e tenho bastante gordurinha extra... LOL) se aparecer um bolo para matar a gulodice, mas que esse mesmo bolo tenha metade das calorias... é um sonho, não é?
Pois neste momento, e com esta receita retirada do Sapo Mulher, o sonho tornou-se realidade.
Um bolo que é uma fofura de sabor!!!
7 claras
4 gemas
90gr de açucar
150gr de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 colher de sopa de canela
2 maçãs (cerca de 200gr)
5 nozes (usei 2 colheres de sopa de amêndoa palitada)
açucar e canela q.b.

Comece por triturar as maçãs (de preferência com casca, depois de devidamente bem lavadas).
Misture as gemas e o açucar ao preparado anterior. Mexa vigorosamente de modo a obter uma mistura homogénea.
Acrescente ao preparado a farinha, as amêndoas, o fermento e a canela. Bata as claras em castelo e acrescente ao preparado.
Deite a massa numa forma, previamente untada e polvilhada com farinha, e leve ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 20 a 30 minutos.
Depois de pronto e ainda quente desenforme e corte. Sirva polvilhado com açucar e canela.
Valor calórico por porção (60gr): 63 Kcal

"SEGUNDA OPORTUNIDADE"

Várias horas passadas a apanhar sol junto a uma piscina são mais do que suficientes para pôr a leitura em dia... 
Este livro é muito interessante - aborda o tema da criação de uma vacina que proporciona a cura do cancro (que bom que seria que a ficção passasse a realidade e que esta vacina existisse mesmo) e dos estratagemas que daí surgem para registar a patente da vacina.
Uma leitura interessante... um bom livro é sempre uma boa companhia para as tardes de Verão!
Nicholas Spencer, o carismático líder do Gen-stone, firma de investigação médica, desaparece subitamente.
Será um embusteiro que resolveu desaparecer antes de ser descoberta a sua falsa cura para o cancro? Ou um herói que se viu enredado num jogo sujo?
A jornalista de investigação Carley DeCarlo tenta descobrir a verdade, mas a sua tentativa transforma-a no alvo de um grupo perigoso que tem um estratagema sinistro.
Notas sobre a autora:
Mary Higgins Clark é autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito assinalável, tendo vendido mais de 80 milhões de livros em todo o mundo. O facto de ter sido criada no Bronx e a morte prematura do pai não auguravam boas perspectivas de carreira, mas a autora soube vencer todas as adversidades. Trabalhou como secretária e depois como hospedeira, e depois de se casar dedicou-se à escrita. Com a morte prematura do marido, que a deixou com cinco crianças pequenas para sustentar, a autora investiu na escrita de guiões para rádio, e depois nos romances. Rapidamente tornou-se num dos grandes nomes da literatura de suspense, conquistando os tops de vendas, a crítica e os fãs. Mary Higgins Clark escreve igualmente em parceria com a filha, a escritora Carol Higgins Clark.

sábado, 14 de Julho de 2012

"DESISTIR NÃO É OPÇÃO"

Há uma regra que impus a mim própria, há muito tempo, quanto à leitura dos livros, que é nunca ler dois livros ao mesmo tempo nem interromper um para começar outro (a não ser que seja para o colocar definitivamente de parte).
Mas quebrei a regra graças à minha amiga J., que comprou este livro e, ao terminar de lê-lo, falou dele de uma forma tão emocionada, que eu não resisti e tive que lhe pedir emprestado para o ler de seguida.
É uma história de coragem que se lê de um fôlego... nenhum pai deveria conhecer a morte de um filho, é contra a natureza, mas infelizmente é um facto que acontece muitas vezes... aqui está presente a forma corajosa como este pai fala e enfrenta a morte do filho, que tão precocemente lhe foi "levado".
Certo dia na praia, quando um casal de desconhecidos lhe perguntou a idade, o Paulinho disparou apressado: "Tenho sete anos." Mas não tinha, era uma mentira inocente de criança, que a um mês do aniversário queria impressionar... Ao lado, o pai fingiu não ouvir, com um sorriso nos lábios. Naquele momento, debaixo de um sol radioso, ao ouvir o barulho das ondas, Paulo Sousa Costa desfrutava apenas do despreocupado amor pelo filho, no último dia de praia que passariam juntos.
O Paulo não sabia, nunca poderia imaginar, que o seu filho não chegaria a fazer sete anos. Ao anjinho louro, de cabelo encaracolado, sobravam apenas 15 dias de vida. Num dia estava bom, no outro tinha sido levado por uma leucemia fulminante.

Desistir Não é Opção é uma história de amor. De um menino que foi amado desde o dia em que foi concebido, a milhares de quilómetros de distância, numa Nova Iorque de sonho. É a aventura de um pai e de um filho que cresceram juntos, e se separaram abruptamente. E é o caminho que fizeram até se despedirem, os passos que deram, a vontade que os unia de subir até ao ramo mais alto da árvore, de vencer a próxima corrida de karts. E de nunca, mas nunca desistir.
O que o Paulo ensinou ao filho foi o que ele teve de aprender da pior maneira possível. Teve de obrigar-se a superar a dor indizível de perder um filho. E, em memória do anjinho louro, o pai assinou a sua própria "sentença de vida", prometeu a si próprio levantar-se e viver. Porque, como costumava dizer ao Paulinho sempre que ele enfrentava um obstáculo, Desistir Não é Opção.
Notas sobre o autor:
Paulo Sousa Costa nasceu em Angola, tendo-se mudado na altura da descolonização para o Brasil, onde viveu durante quatro anos. Estudou Direito e Marketing mas foi ao jornalismo que dedicou grande parte da sua vida profissional. Trabalhou em diversas publicações e foi o director fundador da edição portuguesa da revista Men's Health, onde trabalhou durante oito anos. Nesse período acumulou as funções de editor residente no departamento Internacional do grupo norte-americano Rodale, razão que o levou a viver nos Estados Unidos da América. Depois de ter tido uma primeira experiência em televisão como um dos apresentadores do programa Eles Sobre Elas na SIC Mulher, tem colaborado frequentemente com o mesmo canal, sendo o autor e apresentador da rubrica Faça Como Eu, exibida no programa Mais Mulher.
Iniciou-se no teatro na equipa de produção do musical Os Produtores de Mel Brooks e é neste momento o produtor das peças Os 39 Degraus e A Verdadeira História da Cigarra e da Formiga. Actualmente vive no Estoril.

quinta-feira, 12 de Julho de 2012

CREME DE CENOURA E FEIJÃO VERDE

Mais uma vez afirmo que sou apologista de sopa em qualquer altura do ano. Uma das razões benéficas para o consumo de sopa é que o nosso organismo necessita de água, sendo que esta pode facilmente ser consumida através da água presente nos legumes e vegetais.
E há forma mais simples de comer legumes e vegetais do que em sopa? Esta receita foi retirada ao Fórum Bimby e foi preparada com a ajuda da Mycook
4 cenouras médias
8 cubos de abóbora
1 dente de alho
1 cebola grande
35gr de azeite
800gr de água
1 molho de feijão verde
sal q.b.

Colocar a água no copo com 3 cenouras cortadas, a abóbora, 3/4 do feijão verde, a cebola, o alho e o sal.
No tabuleiro para cozinhar a vapor coloque a última cenoura cortada em triângulos pequeninos e o feijão verde em tirinhas. Tape e programe 25 minutos, 120º velocidade 2.
Findo esse tempo dar uns toques de turbo (segurando a tampa com um pano grosso) de modo a que a sopa fique com a consistência desejada.
Juntar o azeite e os legumes que se cozeram no tabuleiro e programar 1 minuto, velocidade 2.
Servir de seguida.
Fica uma sopa cremosa, mesmo como eu gosto!

domingo, 8 de Julho de 2012

"NUNCA DIGAS ADEUS"

Gosto do Verão.... gosto de dias inteiros passados na praia, na companhia do meu marido e filha, com o meu Ipod carregado de boas músicas, com uma garrafa de sumo fresco e uma "sandocha" e com um bom livro para ler.
Hoje foi dia de praia... e foi dia de terminar o livro que tinha entre mãos. Nem vou falar muito sobre a obra, apenas dizer que, tal como já aconteceu com todos os outros livros da autora, fiquei encantada.
Quem já conhece as obras de Lesley Pearse, não perca a oportunidade de ler mais esta - é tão boa como as anteriores.
Quem não conhece a autora aproveite... e compre este livro, garanto que vão gostar!
Num chuvoso dia de Outono Susan Wright entrou numa clínica, matou duas pessoas a sangue-frio e aguardou que a polícia chegasse. Terá sido um acto de loucura? Uma vingança planeada? Susan não parece interessada em defender-se e recusa falar. O seu silêncio estende-se a Beth Powell, a advogada a quem é atribuído o caso. Beth é uma mulher de sucesso com uma carreira brilhante mas nada a prepara para o momento em que identifica a autora daquele crime tão bárbaro.
Quando eram crianças Beth e Susan juraram ser amigas para sempre. Vinte e nove anos depois, mal se reconhecem. Mas as memórias dos Verões felizes das suas infâncias são suficientemente poderosas para as unir de novo. Enquanto as provas contra Susan se acumulam, elas partilham recordações e revelam os segredos que ditaram o rumo das suas vidas.
A amizade entre as duas mulheres torna-se cada vez mais forte mas sobre uma delas pende a implacável mão do destino...
Notas sobre a autora: 
Lesley Pearse é autora de uma vasta obra publicada em todo o mundo e uma das escritoras preferidas do público português. Os seus livros venderam mais de três milhões de exemplares até à data. A própria vida da escritora é uma grande fonte de inspiração para os seus romances. Quer esteja a escrever sobre a dor do primeiro amor, crianças indesejadas e maltratadas, adopção, pobreza ou ambição, ela viveu tudo isto em primeira mão. Lesley é uma lutadora, e a estabilidade e sucesso que atingiu na sua vida deve-os à escrita.
Com o apoio da editora Penguin, criou o Women of Courage Award para distinguir mulheres comuns dotadas de uma coragem extraordinária. Para além de Nunca Digas Adeus, estão já publicados no nosso país, com grande sucesso, os seus romances Nunca Me Esqueças, Procuro-te, Segue o Coração e A Melodia do Amor (todos eles já publicados aqui no blog).

quinta-feira, 5 de Julho de 2012

ATUM DE CEBOLADA

Esta é mais uma receita que fui "raptar" ao blog da Lúcia, pois assim que tive a minha Mycook procurei blogs onde estivessem receitas que pudesse confeccionar na minha "ajudante de cozinha" e o blog da Lúcia está repleto delas, pois ela também tem Mycook.
No dia em que fiz este atum um colega da minha filha veio jantar cá a casa (até foi ele que tirou as fotos), e o seu comentário no final do jantar foi "isto está tão bom que até parece carne"... sei que, um comentário destes vindo dele, é um mega elogio.
Por isso arrisquem e preparem esta receita que tem mesmo cara de Algarve e sabor a Verão...
1 cebola descascada em quartos
2 dentes de alho
50gr de azeite
3 cebolas descascadas e cortadas em rodelas bem finas
200gr de tomate em pedaços e sem pele
800gr de bifes de atum cortados em quadrados
100gr de vinho branco
150gr de água
1 folha de louro
1 caldo de peixe
sal e pimenta

Tempere os bifes com sumo de limão, coloque a escorrer no cesto e reserve.
No jarro coloque a cebola em quartos, os alhos, o tomate e o azeite e programe 7 minutos, 120º, velocidade 1.
Juntar a cebola em rodelas finas - 8 minutos, 120º, velocidade 2.
Adicionar o atum em pedaços e escorrido, o caldo de peixe, o vinho branco, o louro e a água. Temperar com sal e pimenta e programar 15 minutos, 110º, velocidade 2.
Acompanhar com batata cozida.

terça-feira, 3 de Julho de 2012

ICED TEA DE LIMÃO

Nada melhor num dia de calor do que uma bebida bem fresquinha, de preferência algo cítrico e pouco doce.
Iced tea é uma bebida apreciada cá em casa, mas há algum tempo que deixei de comprar, pois se lermos com atenção os rótulos dos pacotes/garrafas de refrigerantes até nos assustamos com a quantidade de açucar e aditivos que contêm.
Mas... e se prepararmos o Iced Tea em casa? Com a ajuda da Mycook é num instante, não dá trabalho nenhum e o resultado final é uma bebida gelada e saudável, sem aditivos e conservantes "estranhos" que só fazem mal à saúde. E... para além de mais saudável, é muito mais barato.
A receita é veio do Mundo de Receitas Bimby e é daquelas que convém fixar, pois de certeza que durante o Verão temos que a fazer muitas vezes...
1500gr de água
50gr de açucar (usei frutose)
casca de 2 limões
3 saquetas de chá preto

Coloque no copo 1500gr de água, o açucar, o cesto com as cascas do limão e programe 10 minutos, 120º, velocidade 3.
Adicione através do bocal da tampa as saquetas do chá e programe 1 minuto, 100º, velocidade 3.
Deixe descansar cerca de 5 minutos, coe e deixe arrefecer.
Sirva com gelo e com rodelas de limão.
Na hora do calor ou no final de um dia de praia, é do melhor que há....