Sugestões para oferecer ou para ler...


domingo, 30 de Setembro de 2012

"A VIDA SECRETA DAS ABELHAS"

Este é um post escrito a muitos quilómetros de casa, mas é a prova de que quando estou de férias os livros me acompanham sempre (se bem que quem me conhece não precisa desta prova, pois sabem que eu sou doida por livros).
Esta obra facilmente nos leva às lágrimas e proporciona-nos um carrocel de emoções. Há coisas que podem marcar para sempre a infãncia e adolescência...
E, digo eu, se conhecéssemos e percebéssemos melhor a forma de vida das abelhas, e se tentássemos ser um pouco como elas, teríamos sem dúvida uma vida muito melhor...
Embora este livro esteja esgotado nas livrarias online, se o descobrirem algures por aí, não percam a oportunidade de o ler.


Lily cresceu na convicção de que, acidentalmente, matou a mãe quando tinha apenas quatro anos. Do que então aconteceu, ela tem não só as suas próprias recordações mas também o relato do pai. Agora, aos catorze anos, tem saudades da mãe, a quem mal conheceu mas de quem recorda a ternura, e sente uma desesperada necessidade de perdão. Vive com o pai, violento e autoritário, numa quinta da Carolina do Sul, e tem apenas uma amiga, Rosaleen, uma criada negra cujo semblante severo esconde um coração doce. Na década de 60, a Carolina do Sul é um sítio onde a segregação é ainda realidade. Quando, ao tentar fazer valer o seu recém-conquistado direito de voto, Rosaleen é presa e espancada, Lily decide agir. Fugidas à justiça e ao pai de Lily, elas seguem o rasto deixado por uma mulher que morreu dez anos antes e encontram refúgio na casa de três excêntricas irmãs apicultoras. Para Lily esta vai ser uma viagem de descoberta, não só do mundo, mas também do mistério que envolve o passado da sua mãe.

Um romance sobre o poder transcendente do amor e da faceta feminina de Deus. Sue Monk Kidd, ao escrever sobre o que é misterioso, e até difícil, na vida, ilumina tudo o que esta tem de maravilhoso. Ela prova que uma família pode ser encontrada nos sítios menos prováveis - talvez não sob o nosso próprio tecto, mas no sítio mágico onde encontramos o amor
Notas sobre a autora:
Sue Monk Kidd é uma aclamada autora de biografias e no seu currículo conta já com vários prémios literários. Dois contos foram seleccionados para a colectânea Best American Short Stories.
O presente romance foi nomeado para o prestigiado Orange Prize, tendo também sido negociados os direitos para cinema.

terça-feira, 25 de Setembro de 2012

"A MECÂNICA DO CORAÇÃO"


Mágico....
Sublime...
Ternurento...
Encantador...
Divinal...
E muitos outros adjectivos, todos eles muito positivos, serviriam para descrever esta obra literária.
Um livro que nos faz sonhar, que nos faz ter vontade de por vezes ter um mecanismo com ponteiros no lugar do coração...
Um livro que deve ser lido em qualquer idade...
Edimburgo, 1874. Jack nasce no dia mais frio de sempre, com o coração... congelado. A Drª Madeleine, a parteira (segundo alguns, uma bruxa) que o trouxe ao mundo, consegue salvar-lhe a vida instalando um mecanismo - um relógio de madeira - no seu peito, para ajudar o coração a funcionar. A prótese resulta e Jack sobrevive, mas com uma contrapartida: terá sempre de se proteger das sobrecargas emocionais. Nada de raiva e, sobretudo, nada de amor. A Drª Madeleine, que o adopta e vela pelo seu mecanismo, avisa: "O amor é perigoso para o teu coraçãozinho."
Mas não há mecânica capaz de fazer frente à vida e, um dia, uma pequena cantora de rua arrebata o coração -  o mecânico e o verdadeiro - de Jack. Disposto a tudo para a conquistar, Jack parte numa peregrinação sentimental até à Andaluzia, a terra natal da sua amada, onde encontrará as delícias do amor... e a sua crueldade.
Um conto de fadas para adultos, ao estilo de Tim Burton ou Lewis Carrol.
Notas sobre o autor:
Mathias Malzieu é vocalista de uma das mais conhecidas bandas de rock francesas, Dionysios. É autor dos contos 38 Mini Westerns e do romance Maintenant qu'Il Fait Tous le Temps Nuit Sur Toi, que conheceu um tremendo sucesso junto do público e da crítica.
A Mecânica do Coração é também o nome do mais recente álbum da banda de Malzieu, que foi Disco de Ouro em 2008.

sábado, 22 de Setembro de 2012

Vou ali e já volto...

É tempo de parar, gozar as merecidas férias, descansar, reequilibrar o sistema e, acima de tudo, ler... ler muito. Passarei por cá para ir deixando as sugestões de leitura dos livros que, entretanto, irão ser devorados nas férias.
Assim sendo despeço-me com um "até já", prometendo voltar aos cozinhados depois das férias.
Vou ter saudades... fiquem bem e sejam felizes!

sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

"SUA ALTEZA REAL"

Mais um livro muito bonito de uma autora que nunca me desilude. Uma história sobre um membro da realeza que tenta a todo o custo levar uma vida dita "normal", fugindo das obrigações e protocolos a que a sua posição obriga e de todas as dificuldades que tem que atravessar ao tomar essa atitude.
Faz-nos reflectir sobre quem somos e o que queremos realmente da vida, bem como certos acontecimentos inesperados podem mudar completamente todos os planos que fizemos...
De calças de ganga e pullover, a princesa Christianna é uma jovem do seu tempo: nasceu na Europa, educada nos Estados Unidos, preocupada com o futuro do mundo em que vive, Christianna é a única filha de um príncipe reinante de uma nação europeia que leva a sério a realeza - e que tem grandes planos para a usa vida, que representam um fardo quase impossível de carregar.
Determinada a fazer a diferença, convence Sua Alteza Real, o seu pai, a trabalhar como voluntária na Cruz Vermelha Internacional na África Oriental. Finalmente livre das exigências da sua vida de realeza, Christianna luta para manter em segredo a sua identidade dos novos amigos e colegas, em especial de Parker Williams, o jovem médico dos "Médicos Sem Fronteiras".
Mas à medida que a violência se aproxima e apodera do Campo, e a pressão da família se intensifica, a luta de Christianna pela liberdade sofre uma reviravolta. Por um capricho do destino, num momento de choque, a vida de Christianna sofre uma mudança inimaginável e para sempre.
Notas sobre a autora:
Danielle Steel nasceu em Nova Iorque em 1949. Passou parte da sua infância em França, e, regressada aos Estados Unidos, estudou Literatura Francesa e Italiana na Universidade de Nova Iorque. Tem sido aclamada como uma das autoras mais populares a nível mundial, traduzida em 28 línguas e publicada em 47 países, com mais de 590 milhões de livros vendidos.
Os seus bestsellers internacionais incluem Mistérios do Sul, Assuntos do Coração, Um Dia de Cada Vez, Grande Mulher, entre outros títulos.

terça-feira, 18 de Setembro de 2012

ECONÓMICO DE CARNE

Esta é daquelas refeições que é apreciada por miúdos e graúdos, muito fácil de fazer recorrendo à ajuda do robot de cozinha Mycook e, depois de confeccionada, podem congelar pequenas doses para terem sempre à mão quando for preciso - eu congelei e garanto que depois de descongelado e aquecido fica como se fosse feito na hora. A receita é da revista "Teleculinária Robot de Cozinha" de Dezembro de 2009 e foi um sucesso cá em casa.
500gr de carne de vaca picada
400gr de batata palha
1 cebola
2 dentes de alho
700gr de leite
70gr de farinha
40gr de azeite
noz moscada q.b.
sal e pimenta q.b.
pão ralado para polvilhar

Descasque e lave a cebola e os dentes de alho, corte a cebola em pedaços e deite tudo para o copo do robot. Junte o azeite e ligue 5 segundos na velocidade 5. Encaixe depois o acessório misturador e programe 100º durante 5 minutos, na velocidade 2.
Adicione a carne picada e programe 100º, 5 minutos, velocidade 2. Junte a farinha e o leite, tempere com noz moscada, sal e pimenta e programe novamente a 100º, 6 minutos na velocidade 3.
Retire a mistura do copo, deite-a para um tigela grande, junte a batata palha, envolva e deite num tabuleiro.
Polvilhe com pão ralado e leve ao forno, a 200º, até que fique bem coradinho.

sexta-feira, 14 de Setembro de 2012

"O CÉU EXISTE MESMO"

Este é um dos livros de que tanto se tem falado ultimamente e eu tinha realmente muita curiosidade em ler.
Uma história simples e ternurenta de uma criança de 4 anos que, ao passar por uma cirurgia delicada, visitou o Céu durante alguns instantes.
Acredito em Deus e acredito no Paraíso, por isso este livro não me surpreendeu pela mensagem que transmite, mas deliciou-me com as imagens do Céu descritas pela inocência de uma criança de tenra idade.
Uma leitura que recomendo a toda a gente.
Colton Burpo tinha quatro anos quando foi operado de urgência. Meses mais tarde, começou a falar daquelas breves horas em que esteve entre a vida e a morte, e da sua extraordinária visita ao céu. O seu relato só agora foi revelado pelos pais. E tornou-se num fenómeno editorial sem precedentes.

Em 2003, numa viagem com a família, o pequeno Colton, sentado na sua cadeirinha no banco de trás do carro, começou a falar sobre os anjos que o tinham visitado durante a operação à apendicite aguda... O pai, sacerdote, nem queria acreditar. Estacionou, respirou fundo, e fez algumas perguntas ao filho. E o miúdo respondeu, sem dar muita importância ao assunto. Falou dos seus encontros com Deus e com Jesus, das visões que teve durante a cirurgia, da mãe e do pai a rezarem enquanto ele foi operado.
Foi apenas o início. Nos anos seguintes, nas alturas mais inesperadas, a criança recordaria a sua breve passagem pelo céu. Vinham-lhe à memória imagens de factos que não conhecia, nem poderia conhecer: como o bisavô, que tinha morrido há mais de 30 anos, ou a "irmãzinha mais nova" - um aborto da mãe mantido há anos em segredo pela família.
Como era possível? Todd Burpo, pai mas também homem da Igreja, encarou a situação com enorme cepticismo. Consultou elementos da sua congregação, investigou sobre o assunto. E aos poucos teve de se render à evidência: o seu filho tinha de facto visitado o céu, e trazia consigo uma importante mensagem para partilhar...
Notas sobre o autor:
Todd Burpo é pastor numa pequena vila no Nebraska. Elemento muito activo da comunidade, dá aulas de luta livre para jovens desfavorecidos e é ainda bombeiro voluntário. A sua mulher é catequista e cuida dos três filhos do casal.
Colton Burpo, o menino que visitou o céu, tem hoje 11 anos, e é uma criança extremamente feliz.

quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

CREME DE BETERRABA

Este ano, pela primeira vez, tive beterrabas na minha horta. Embora não fossem muito grandes, e embora não seja legume muito usado cá em casa, é óptimo para repôr os níveis de ferro no organismo o que, para uma dadora de sangue como eu sou, é sempre bom.
Este creme é agradável, de sabor forte, mas que se come muito bem... uma ideia diferente para uma sopa colorida.
1 cebola
2 dentes de alho
1 curgette grande
2 nabos
3 beterrabas
azeite e sal q.b.

Cortar todos os legumes em pedaços, depois de descascados e levar ao lume numa panela, cobertos de água, temperando com sal e um fio de azeite.
Depois dos legumes cozidos triturar tudo, de modo a que fique com uma consistência cremosa (se for necessário pode acrescentar-se mais água).
Rectificar os temperos e servir quente ou fria, polvilhada com croutons e cebolinho picado.

terça-feira, 11 de Setembro de 2012

LEITE CREME DE CHOCOLATE

Os dias continuam quentes... muito quentes... e com esta temperatura apetece sempre uma sobremesa bem fresquinha. Mas o que não apetece mesmo nada é estar "encostada" ao fogão a preparar a sobremesa.
Assim sendo, deitamos mãos à Mycook e testa-se esta receita fantástica que retirei do blog O Feitiço da Cozinha.
Agora digam lá... o recipiente em que o leite creme foi servido é um must, não é?
1l de leite
6 gemas de ovo
200gr de chocolate para culinária
150gr de açucar
40gr de farinha

Pulverize o chocolate durante 10 segundos na velocidade 10.
Junte os restantes ingredientes e programe 12 minutos, 90º, velocidade 4.
Coloque numa taça e leve ao frio.

domingo, 9 de Setembro de 2012

"VIAGEM SEM REGRESSO"

Se há livros fantásticos este é um deles... assim que li a sinopse apaixonei-me completamente e quando comecei a ler a história não conseguir parar... 
Se tinha curiosidade em conhecer a Índia, depois de ler esta obra fiquei sem vontade de lá pôr os pés... lol.
Mas só vos posso dizer que a história é tão linda que qualquer pessoa fica fascinada... e o final é do mais surpreendente que podem imaginar.
Se tiverem oportunidade leiam este livro, sim?
Cinco anos passaram sobre a morte de Gemma. Cinco anos de dúvidas e angústias, durante os quais a vida de Esther foi um inferno permanente. Quando as duas amigas decidiram fazer uma viagem juntas, nada faria prever que apenas uma delas regressaria.
Esther era bela, sofisticada e destemida, Gemma o seu oposto. Ávidas de novas experiências, partem para a Índia em busca de aventura. O que elas ignoravam era que estavam prestes a entrar num mundo onde as regras sociais que lhes eram familiares não se aplicavam e o tão almejado afastamento do mundo ocidental era afinal uma porta aberta para o que de mais sombrio traziam dentro de si.
E foi rápida e inesperadamente que o sentimento que as unia foi posto à prova, levando-as a confrontar-se com ressentimentos e segredos antigos. Numa tentativa de descobrir toda a verdade e de se libertar dos fantasmas que ainda a atormentam, Esther tenta agora dar um sentido à tragédia que vitimou a sua melhor amiga e mudou irreversivelmente a sua vida.
Cinco anos passados sobre a morte de Gemma, Esther está de volta à Índia...
Notas sobre a autora:
Katy Gardner é antropóloga e dá aulas na University of Sussex, em Bringhton, Reino Unido.
É autora de vários trabalhos académicos sobre a diáspora bengali. Viagem Sem Regresso marca a sua estreia no mundo da ficção, tendo sido publicado em doze países. 

quinta-feira, 6 de Setembro de 2012

CROISSANTS FOLHADOS COM RECHEIO DE FRANGO

Os dias de Verão parece que vieram para ficar e, digam o que disserem, na minha zona o mês de Setembro continua a ser o melhor mês para quem quer passar férias e descansar - já não há as confusões típicas do mês de Agosto, já não somos "devastados" pelo vento norte, as noites estão fantásticas e os dias melhores ainda!
Nestas alturas, no final do dia, apetece mesmo é uma refeição ligeira, daquelas que não dão muito trabalho a preparar. Esta fórmula mágica veio do livro da Joana Roque: "Cozinhar, Celebrar e Partilhar" e não acredito que haja alguém que não fique rendido a um petisco destes...
1 placa de massa folhada redonda pronta a usar
250gr de frango desfiado já cozinhado
50gr de queijo mozzarella ralado
1 colher de sopa de farinha
1 colher de sopa de manteiga
1 cebola pequena
1 colher de salsa picada (usei oregãos)
150ml de leite
sal e pimenta q.b.
noz-moscada q.b.
1 gema para pincelar

Leve um tachinho ao lume com a manteiga. Junte a cebola bem picada e deixe cozinhar até a cebola ficar translúcida. Acrescente o frango desfiado e envolva bem deixando saltear. Acrescente a farinha, envolva e junte o leite. Vá mexendo até o molho engrossar. Junte o queijo ralado e os oregãos e tempere com sal, pimenta e um pouco de noz moscada. Deixe arrefecer completamente antes de usar.
Entretanto desenrole a massa folhada e divida-a em quatro partes iguais, formando 4 formas triangulares. Na parte mais larga do triângulo coloque uma parte do recheio e cuidadosamente enrole o recheio lá dentro e, dobrando ligeiramente as pontas, forme um croissant. Repita até esgotar os ingredientes e coloque-os depois num tabuleiro forrado com papel vegetal. Pincele com um pouco de gema de ovo (salpiquei também com sementes de papoila) e leve ao forno, já aquecido a 200º durante cerca de 30 minutos.
Se os folhados estiverem a ficar demasiado tostados, cubra com papel de alumínio e deixe continuar a cozinhar.
O que posso dizer??? É uma maravilha!!!

quarta-feira, 5 de Setembro de 2012

"VIDAS SEM DEFESA"

Um livro que não é um romance, nem uma história daquelas bonitas que nos fazem sorrir... é antes o que eu chamo de um "livro técnico" que nos faz perceber como funcionam as nossas forças policiais em casos de desaparecimento de crianças, como funciona a nossa justiça comparativamente à justiça de outros países, sendo que ainda tem óptimas dicas e chamadas de atenção para pais e educadores.
Embora não seja uma história agradável de se ler, é um livro que faz sempre falta ser lido.
Todos sabemos que os direitos fundamentais das crianças são diariamente violados ou menosprezados em todo o mundo. Mas também neste cantinho aprazível da Europa, a que chamamos Portugal, todos os dias há crianças raptadas, maltratadas, abusadas, exploradas, abandonadas, vítimas de maus-tratos físicos e psicológicos. E há crianças que desaparecem.
Neste livro, que reúne um acervo documental importantíssimo sobre a investigação do desaparecimento de crianças a nível internacional, Gonçalo Amaral, uma das vozes que mais sabe e tem levado a sério o combate ao desaparecimento de crianças vítimas de maus-tratos e de negligência no nosso país, constrói uma obra que se imporá como referência para pais, investigadores e todos aqueles que acham necessário falar e, sobretudo, agir para que estas frágeis vidas não fiquem sem defesa.
Inclui um guia para pais, educadores e responsáveis de crianças desaparecidas ou raptadas e um guia de investigação criminal da fase crítica do rapto de crianças.
Notas sobre o autor:
Gonçalo Amaral nasceu na aldeia de Torredeita, perto de Viseu. É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa.
Desempenhou a função de coordenador de investigação criminal da Polícia Judiciária. Ao longo da sua carreira investigou casos que envolvem crimes contra pessoas indefesas, adquirindo uma vasta experiência, que lhe permite um olhar crítico e construtivo sobre a problemática do desaparecimento e rapto de crianças.
Coordenou o livro Justiça e Delinquência e é autor de Maddie, A Verdade da Mentira e A Mordaça Inglesa.
Actualmente é convidado regular em programas de televisão relacionados com casos de investigação criminal e colabora com jornais de âmbito regional e nacional sobre a mesma temática.
É ainda participante habitual em seminários e conferências.