Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 3 de agosto de 2022

"SONHOS DE PAPEL"

Um livro de leitura simples, um romance bonito, embora não seja nada de especial.
O mistério sobre a morte de uma personagem com pouco ou nenhuma relevância serviu para alimentar quase toda a história.
A personagem Patrick, que era uma das mais promissoras, teve uma saída abrupta da trama, quando ainda tinha muito para dar.
É um livro que se lê com facilidade, mas não me encantou como eu esperava.

Josie Moraine vive mais do que uma vida.
Ela é filha de uma das prostitutas de luxo mais cobiçadas de Nova Orleães, um estigma que a arrasta para o submundo decadente da cidade. Vítima da negligência da mãe, tem nos moradores do extravagante Bairro Francês os seus maiores aliados. De Cokie, humilde e fiel; a Willie, a dona de um bordel cuja frieza esconde um coração de ouro; e a Jesse, tímido, atraente e eternamente apaixonado, todos a protegem e velam por ela.
Mas Josie sonha mais alto e move-se com igual à-vontade nos corredores da livraria onde, graças à bondade de um desconhecido, trabalha e habita. Este é o seu porto seguro. Aqui, entre as estantes repletas de livros, no pequeno escritório que agora lhe serve de quarto, não tem de se defender da sua própria mãe nem fingir ser a durona solitária que domina as ruas. Ao anoitecer, quando a porta se fecha e as luzes se apagam, ela descobre nas páginas que folheia a imensidão do mundo e anseia por uma vida melhor. Uma vida como a de Charlotte, a filha de uma família da alta sociedade, cuja amizade a inquieta a ponto de arriscar tudo, mesmo a promessa de um amor verdadeiro. E quando os seus sonhos estão prestes a realizar-se, um crime muda tudo… para sempre.

Notas sobre a autora:
Ruta Sepetys, nascida e criada em Michigan, é filha de refugiados lituanos. As nações da Lituânia, Letónia e Estónia desapareceram do mapa em 1941 e não reapareceram até 1990. Como esta é uma história raramente contada, Ruta quis dar voz a centenas de milhares de pessoas que perderam a vida durante as purgas estalinistas na região báltica. Ruta vive com a família no Tennessee.