Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 29 de Abril de 2009

PIMENTOS RECHEADOS COM CREME DE MARUCA - GREEN DAY

Embora afastada por motivos vários, não podia deixar de cá vir hoje para participar no desafio da Mary: Green Day.
Se no "Red Day" escolhi uma receita de tomates recheados, hoje, para não variar muito, decidi-me por pimentos... imaginativa, não é? LOL!
A receita é da revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Março e só vos digo que vale a pena experimentarem: para além de simples de fazer é uma delícia.
2 postas de maruca
2 pimentos verdes
50gr de margarina vegetal
2 colheres de sopa de farinha
2dl da água de cozer a maruca
noz moscada q.b.
1 ramo de coentros
Colocar a maruca num tacho, adicionar água fria até ficar coberta e levar ao lume até ferver. Retirar do lume e deixar arrefecer dentro da própria água.
Cortar os pimentos ao meio, no sentido horizontal, retirar-lhes as sementes e as membranas e levá-los a cozer em água a ferver, durante 5 minutos. Retirar, passar por água fria e deixar escorrer.
Ligar o forno a 180º. Escorrer a maruca, reservando a água, limpá-la de peles e espinhas e desfazê-la bem.
Levar ao lume um tacho com a margarina, deixar derreter, juntar a farinha e mexer bem. Adicionar os 2dl da água da maruca, aos poucos e mexendo sempre até ficar um creme liso.
Juntar a maruca ao creme anterior, bem como noz moscada e os coentros picados, mexendo bem.
Encher as metades de pimento com a mistura anterior e levar ao forno durante 15 minutos.
Retirar e servir de seguida.
Informação nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 4 pessoas
Calorias por dose = 185 Kcal
Interesse Nutricional: rica em fósforo, cálcio, vitamina C e carotenóides.

domingo, 19 de Abril de 2009

OLHEM SÓ QUE COISAS FOFAS...

Tinha pensado que não voltava cá tão cedo, mas tinha que vos vir mostrar os novos membros da família, nascidos há 2 dias: 2 meninas e 3 meninos (segundo nos parece.... hihihi).
Temos uma dalmata, a Mancha, que quando está com o cio, o Sr. Risonho trata logo de "resguardá-la" para que não haja nenhuma gravidez indesejada.
Mas parece que no úlitmo cio, quando a colocamos isolada, já ela tinha arranjado os bébés sem nós sabermos.
O pai só poderá ser o cão que lhe faz companhia: um perdigueiro traçado de "Épagenul Breton", por isso estou curiosa para que estas criaturas cresçam, para ver o "figurão" que irão fazer.
Eu aposto que os 2 branquinhos não tardarão muito a aparecer-lhe manchas, como é típico nos dalmatas. Os outros parece-me que puxaram o pai.
Pois é... temos 5 novos membros na família. Acho que já consegui arranjar donos para pelo menos 3 deles, vamos a ver se consigo arranjar um lar para os outros dois, senão terão que ficar conosco.
São uma fofura, não são?

sábado, 18 de Abril de 2009

DOCE DE LARANJA COM CANELA

Sempre me encantaram os doces e compotas à base de citrinos. E sempre me fascinou poder fazer um doce na máquina de pão.
A primeira vez que tentei (com um doce de abóbora com nozes) a coisa não correu nada bem, o doce ficou com uma consistência esquisita.
Desta vez ficou bem melhor: agarrei na receita da minha afilhada Karla e, como adoro o sabor da canela, resolvi adicionar um pouco desta especiaria.
400gr de laranjas em pedaços pequeninos
200gr de frutose
1,5 colher de chá de canela

Coloquei tudo na cuba da máquina e seleccionei o programa "Compotas e doces de fruta" (na minha máquina é o programa 10).
No final do programa passei o doce com a varinha mágica para ficar homogéneo, deixei arrefecer e coloquei num frasco.
O sabor da laranja com o toque da canela fica muito bom. Cá está ele, barrado numa fatia de pão (também feito por mim na MFP) para me adoçar a boca ao pequeno-almoço.
NOTA: por motivos de ordem variada, este blog vai estar parado durante algum tempo.
Hoje tentarei actualizar as minhas visitas em atraso. A partir do final do dia "desapareço de cena" durante algum tempo.
Não se esqueçam de mim, ok?

sexta-feira, 17 de Abril de 2009

EMPADÃO DE CARNE

Empadão não tem nada de especial e não tem ciência nenhuma, qualquer pessoa sabe fazer. O que eu sei é que é sempre um prato bem vindo cá em casa, especialmente por parte da minha filhota que adora!!!
Tinha puré de batata já preparado, que me tinha sobrado de outra refeição. Resolvi aproveitá-lo para preparar este empadão para o nosso jantar.
Num tacho levei ao lume 1/2 cebola e 2 dentes de alho picados, 1 caldo knorr de carne, azeite, margarina, 2 tomates maduros em pedaços e 1dl de vinho branco.
Deixei apurar o refogado e juntei 500gr de carne picada (metade porco, metade vaca), 200gr de cogumelos frescos laminados e uma pitada de noz moscada.
Deixei cozinhar por 20 minutos, em lume médio, mexendo de vez em quando.
Untei um tabuleiro com margarina, cobri o fundo com puré de batata, deitei por cima o preparado de carne e polvilhei com queijo parmesão ralado.
Cobri com o restante puré, pincelei com gema de ovo (diluída com um pingo de leite), decorei com rodelas de chouriço e levei ao forno até gratinar.
Ficou uma delícia, acreditem...
A Belinha do blog Doçuras e Belezuras lançou-me um desafio que consiste em revelar 10 itens que NUNCA podem faltar na minha despensa.

1 - Leite: de vaca para os Risonhos e de soja para mim
2 - Cebolas e alhos - não me sei governar sem eles
3 - Cereais de pequeno-almoço para os meus Risonhos
4 - Garrafões e garrafas de água
5 - Massas - das mais variadas formas e cores
6 - Arroz - de preferência vaporizado
7 - Farinhas - de trigo, integral, de alfarroba, etc (por causa dos pães)
8 - Açucar - branco, em pó e mascavado
9 - Enlatados variados: cogumelos, milho, espargos, etc
10 - Fermentos variados - para os pães e para os bolos

quinta-feira, 16 de Abril de 2009

RISOTTO DE TOMATE E COGUMELOS

Lembram-se da receita de ontem, (claro que se lembram... se foi ontem... dahhhhhhhh!!) os tomates recheados?
Recordam-se que retiramos a polpa e eu disse que a tinha guardado para outra receita? Pois é... cá em casa a única amante de risotto sou eu, o resto da equipa come mas assim de nariz franzido, como quem diz "apetecia-me era uma bifana ou uma sandocha". Por isso eu já não me ralo e quando tenho saudades de risotto faço só para mim.
E cá está o belo risotto que fiz para aproveitar o interior dos tomates e também alguns cogumelos que andavam perdidos no frigorífico.
Coloquei cebola picada a alourar num tacho com um pouco de azeite.
Juntei cogumelos frescos laminados e o interior de 3 tomates em pedaços. Tapei e deixei suar um pouco.
Juntei 1 chávena de arroz arbóreo, deixei fritar por alguns momentos, adicionei 1dl de vinho branco e deixei em lume forte, com o tacho destapado, até o vinho evaporar.
Fui juntando caldo de legumes quente, aos poucos, mexendo e deixando cozinhar até que o risotto ficasse no ponto.
Apaguei o lume, acrescentei cubos de queijo flamengo e mexi, de modo a que o queijo deretesse e ficasse bem envolvido no risotto.
Na altura de servir decorei com uma folhinha de poejos.
Nota: quando comecei a comer e os Risonhos começaram a ver este queijo derretido envolvido no risotto, deitaram uns olhares de cobiça para o meu prato... Xôôôôô!!! Vocês têm a mania que não gostam de risotto!! Por isso olhem para outro lado.

quarta-feira, 15 de Abril de 2009

TOMATES RECHEADOS COM ATUM - DIA VERMELHO

A Mary do blog Chá, Canela e Chocolate lançou um desafio muito colorido... hoje é o dia vermelho (ou para ser mais chique "Red Day") e que consiste no seguinte: as receitas postadas hoje pelos blogs que desejem aderir a esta iniciativa devem ter a cor vermelha.

Decidi preparar algo muito simples, já a pensar nos dias quentes que vêm a caminho (aliás, já deveriam ter chegado, mas hoje por cá chove...). Este prato prepara-se em pouco tempo, é saudável e light, e tanto pode servir de entrada como de prato principal (claro que para mim serviram de refeição).
Mary, espero que gostes da minha participação.

3 tomates
1 lata de atum em azeite
1 iogurte natural magro
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
cebolinho picado para decorar

Ligue o forno a 180º.
Lave os tomates, corte uma fatia fina no topo e rejeite-a. Com uma colher de chá retire a polpa dos tomates, tendo cuidado para não romper a pele (guarde a polpa para usar noutro prato).
Ponha os tomates num tabuleiro untado com um fio de azeite e leve ao forno por 20 minutos, ou até que os tomates fiquem macios, mas ainda firmes.
Entretanto prepare o recheio: escorra ligeiramente o atum, desfaça-o com um garfo e misture-o com o iogurte, temperando com sal e pimenta.
Retire os tomates do forno e encha cada tomate com o recheio que preparou.
Polvilhe com o cebolinho picado e sirva mornos ou frios.
NOTA: amanhã postarei o prato delicioso que preparei para aproveitar a polpa retirada aos tomates.

terça-feira, 14 de Abril de 2009

PÃO DE MISTURA COM FARELO DE TRIGO

Antes de mais espero que tenham passado uma Santa Páscoa, cheia de alegria e saúde. Peço desculpa por nestes dias ter andado ausente dos vossos cantinhos, mas esta altura do ano é sempre uma época de muito trabalho e o tempo não dá para nada. Mas agora que as coisas acalmaram, prometo que irei retomar o meu ritmo de visitas.
Passemos ao pão: vi esta receita no blog da Sónia e fiquei logo "com a pulga atrás da orelha", pois o farelo de trigo é um bom regulador intestinal, e eu sou daquelas pessoas que, de vez em quando, preciso de ser "regulada"... lol.
Fiz apenas meia receita pois tinha receio de não gostar. Enganei-me redondamente: gostei tanto que já repeti por mais duas vezes. Abaixo fica a receita completa, embora as fotos correspondam a um pão de meia receita.
400ml de água
100gr de farelo de trigo
600gr de farinha de trigo
2 colheres de chá de sal
1 colher de sopa de açucar
1,5 colher de chá de Fermipan

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina. Seleccionar ciclo integral, peso de 1kg (no meu caso seleccionei 500gr) e tostagem média.
Fica um pão delicioso e acreditem que regulariza mesmo o trânsito intestinal... comprovado pela vossa amiga Risonha... eh eh eh!
Aproveito para vos mostrar mais umas manualidades feitas por mim: desta vez uns saquinhos (feitos a partir de pacotes de leite vazios) de Páscoa, que levaram no seu interior amêndoas e chocolates. Ficaram amorosos, não ficaram?

sexta-feira, 10 de Abril de 2009

MEDALHÕES DE PESCADA COM CROSTA DE BROA

Hoje é Sexta Feira Santa, um dos dias mais importantes para os cristãos. Também conhecida por Sexta Feira da Paixão, é o dia em que se lembra o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo.
Para os católicos este dia pertence ao Tríduo Pascal, o mais importante período do ano litúrgico.
E, como já referi por diversas vezes, à semelhança do que acontece nas outras sextas-feiras da Quaresma, na minha casa hoje também não se come carne.
Por isso aqui deixo uma sugestão para um prato de peixe, rápido de fazer e que fica delicioso.
Usei uma ideia da Luisa: piquei a broa juntamente com os temperos e em grande quantidade, tendo congelado o que não usei e ficando assim sempre com broa temperada à mão para usar quando preciso. Dá um jeitão....
Untar um tabuleiro com um fio de azeite.
Colocar os medalhões de pescada (ou de outro peixe branco a gosto), temperar com uma pitada de sal e pimenta, regar com azeite e levar ao forno, a 200º, por 15 minutos.
Entretanto, na picadora, colocar miolo de broa de milho, 4 dentes de alho e um ramo de coentros. Picar tudo até que a mistura fique uniforme.
Retirar o tabuleiro do forno e cobrir os medalhões com a broa, calcando com as costas de uma colher de modo a que o preparado adira bem ao peixe.
Levar novamente ao forno por cerca de 10 minutos ou até que fique com uma crosta tostada.
Acompanhar com puré de batata e legumes cozidos.

quinta-feira, 9 de Abril de 2009

BATIDO DE MORANGO E CHOCOLATE

- Mãe, podes fazer-me um batido para o pequeno-almoço?
- Claro que sim, é muito saudável ingerir fruta logo pela manhã.
- Podemos usar estes morangos que estão no frigorífico, não podemos?
- Sim, um batido de morango sabe sempre bem...
- E põe-se só morangos? Não se pode juntar chocolate?
- Lá estás tu a ser gulosa!!! Chocolate para quê? O doce dos morangos é o suficiente para adoçar o batido.
- Mas eu apetecia-me com chocolate... vá lá mãe....
- Abala-te daqui... eu vou ver o que se arranja!
8 morangos
300ml de leite
2 colheres de chá de chocolate em pó

Colocar tudo no liquidificador e bater até ficar uniforme.
Colocar num copo alto, decorar com um morango e polvilhar com uma pitada de chocolate em pó. E assim foi feita a vontade da Risonha Júnior... ó pra ela todo consolada com o batido.
Ontem tive uma surpresa engraçadíssima pelo correio: o carteiro trazia para mim uma encomenda - uma caixa estreita e comprida - e ele disse-me logo "É concerteza uma garrafa, essas embalagens são usadas para a expedição de garrafas."
Olhei o remetente e vi
Cenourita, e pensei "Mas o que será isto?"
Olhem só o que era:

Dois guardanapos muito lindos para os meus trabalhos de decoupage e uma garrafa de licor de framboesa, produção caseira da Tasca da Cenourita, tudo isto acompanhado de uma carta muito engraçada.
Segundo ela, não posso abusar do licor pois o mesmo pode ter efeitos nocivos tais como tonturas, o chão a andar à roda, etc.... lol.
Ora bem Cenourita, como deves reparar pelas fotos, a garrafa já está com o nível mais em baixo, pois embora o correio tenha chegado de manhã, fiz questão de provar logo o licor... é delicioso.
Obrigado amiga!!!

quarta-feira, 8 de Abril de 2009

TAPIOCA DOCE

Aqui está uma coisa que eu nunca tinha feito nem tão pouco tinha provado: tapioca doce.
Já tinha feito e comido pudim de tapioca, que apreciei muito (aliás, tudo o que venha do Brasil, em termos gastronómicos, é uma delícia).
Mas entretanto andava com um resto do pacote de tapioca na despensa sem saber bem o que fazer com ele. Até que reparei que no verso do pacote estava uma receita de tapioca doce.
Nem pensei duas vezes: era mesmo o que eu precisava para dar fim à tapioca.
Uma sobremesa simples e deliciosa, uma boa ideia para a vossa mesa de Páscoa.
4 colheres de sopa de tapioca
2 ovos
0,5l de leite
1 laranja
4 colheres de sopa de açucar

Coloca-se a tapioca a demolhar em água (cobrindo cerca de 1cm), com uma pitada de sal, durante meia hora.
Aquece-se o leite até levantar fervura. Nessa altura junta-se a tapioca, mexendo sempre até engrossar e cozer.
Separam-se as gemas das claras. Batem-se as gemas com o açucar até este ficar dissolvido (branquear). Adiciona-se o sumo da laranja.
Junta-se ao leite com a tapioca e coze-se durante mais 3 minutos.
Batem-se as claras em castelo juntando uma colher de açucar. Junta-se ao restante preparado mexendo um pouco.
Deixa-se arrefecer um pouco, polvilha-se com canela e serve-se.
Como diria a minha filha: "Parece quase arroz doce... é uma espécie de arroz doce à brasileira!"

terça-feira, 7 de Abril de 2009

LASANHA DE PEIXE

Bem sei que esta época pascal pede mais outro tipo de cozinhados, como o cabrito assado no forno, os folares e as amêndoas.
Mas para aquelas pessoas que, tal como eu, não comem carne nas sextas-feiras da Quarema, e para aquelas que adoram massas, aqui fica uma sugestão de lasanha feita com peixe.
Desta vez, como queria fazer um recheio mais ligeiro, de forma a que levasse menos tempo a cozinhar, resolvi pré-cozer as folhas de lasanha.
Passo a explicar como fiz:
Colocar um tacho com água ao lume, temperada com sal e um fio de óleo.
Quando a água ferver cozer as placas de lasanha, uma a uma, cerca de 1 minuto (usei 12 placas).
Retirar com uma escumadeira e colocá-las em cima de um pano, sem as sobrepor, de modo a que não se colem.
À parte levar ao lume 1 cebola e 2 dentes de alho picados juntamente com 50gr de margarina.
Quando alourar juntar cerca de 500gr de medalhões de pescada (ou outro peixe a gosto) partidos em pedaços, mexer e deixar cozinhar um pouco.
Adicionar 3 colheres de sopa de polpa de tomate e 1/2 pacote de sopa de marisco, previamente dissolvido dm 0,5l de água, deixando cozinhar e temperando com uma pitada de pimenta.
Noutro tacho à parte preparar molho béchamel.
Montar a lasanha, espalhando no fundo de um pirex uma camada de preparado de peixe, cobrir com as folhas de lasanha e ir repetindo a operação até que se acabem os ingredientes, sendo que a última camada deverá ser de folhas de lasanha.
Regar com o molho béchamel e polvilhar com 150gr de queijo ralado.
Levar ao forno, pré-aquecido a 160º, durante 25 minutos.

sábado, 4 de Abril de 2009

BOLACHINHAS DA MAMÃ


Eu e a minha filha adoramos fazer bolachas em casa. Só não as faço mais vezes sabem porquê?
Desaparecem num instante... gosto destas bolachas para acompanhar o café a seguir às refeições, gosto delas ao lanche com uma chávena de café com leite, gosto antes de ir dormir, acompanhadas de um copo de leite frio.
Ou seja, gosto destas bolachas a qualquer hora... rsrsrs... e não sou só eu. Por isso elas desaparecem rapidamente.
Aqui ficam as ditas que eu e a Risonha Júnior carinhosamente preparamos para vocês. 2 ovos
200gr de açucar
50gr de margarina
2 colheres de chá de canela
300gr de farinha com fermento

Bater os ovos inteiros com o açucar.
Juntar depois a manteiga levemente amolecida e a canela.
Quando a mistura estiver uniforme acrescentar a farinha aos poucos.
Estender a massa na bancada enfarinhada e cortar as bolachas no formato desejado.
Levar ao forno pré-aquecido a 180º, em tabueleiro forrado com papel vegetal, durante 15 minutos ou até que os bordos se apresentem dourados.
Retirar do forno ainda mornas (vão parecer moles mas depois de arrefecerem endurecem), descolar com a ajuda de uma espátula, deixar arrefecer sobre uma rede e guardar em caixa hermética... se acharem que vale a pena ir buscar uma caixa para guardá-las, visto que elas desaparecem enquanto o diabo esfrega um olho...
Quem quer uma bolachinha???

sexta-feira, 3 de Abril de 2009

FOLAR DA PÁSCOA

A Páscoa está à porta e esta é por excelência a época dos folares.
Confesso que não sou grande apreciadora de folar, ao contrário do resto da equipa cá de casa, que devoram um folar em pouco tempo.
Mas este ano anda a apetecer-me folares... com a idade os nossos gostos gastronómicos mudam e passamos a valorizar mais certas coisas.
A receita recolhi de um folheto do Lidl, mas acrescentei-lhe algumas coisas, alterei a quantidade de outras e adaptei-a à máquina do pão... pois claro!!! Esta minha fiel ajudante deu um auxílio precioso na etapa de amassar.
300gr de farinha
100gr de açucar
50gr de manteiga amolecida
2 colheres de sopa de leite
2 ovos
0,5dl de aguardente
1 pitada de sal
1 colher de sobremesa de erva doce moída
1 colher de chá bem cheia de Fermipan
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina e seleccionar o ciclo amassar.
Depois do ciclo terminado colocar a massa na bancada polvilhada de farinha e sová-la um pouco.
Dividir a massa em 2 partes e formar 2 rolos (deixando uma tirinha de massa para a decoração).
Entrançálos um no outro, unir as pontas e colocar num tabuleiro untado e polvilhado.
Colocar no centro um ovo cozido e decorar com a tira de massa previamente reservada.
Pincelar com gema de ovo, polvilhar com amêndoa picada, tapar com um pano e deixar em repouso por 20 minutos.
Nesse tempo ligue o forno a 180º, de modo a que esteja bem quente na altura de cozer o folar.
Levar o tabuleiro ao forno e deixar cozer por 30 a 40 minutos, até que esteja com uma tonalidade bonita.
Nota: este folar fica delicioso... já foi repetida nova dose, desta vez com o dobro da receita (e usando 12gr de fermento de padeiro desfeito no leite), o que rendeu 2 folares como os da foto: um para nós e outro para a minha vizinha.
Os próximos a fazer serão com canela, pois tenho um prometido para oferecer a um vizinho meu.

quinta-feira, 2 de Abril de 2009

HAMBURGUERS ESTUFADOS

Hamburguers é daquelas coisas que as crianças comem sempre com agrado (e a maioria dos adultos também). E normalmente temos a mania de fazê-los sempre grelhados, embora eu já tenha feito outras versões, tal como esta no forno e esta em quiche, ambas deliciosas.
Desta vez optei por uma versão de hamburguers estufados, que também ficaram muito bons.
Querem tomar nota da receita?
6 hamburguers congelados
1 cebola
2 dentes de alho
3 colheres de sopa de polpa de tomate
1 colher de sopa de óleo
1 colher de sopa de margarina
1 colher de sopa de mostarda
cebolinho picado q.b.
sal q.b.
1 lata de cogumelos laminados
1dl de água

Picar a cebola e os alhos e levar ao lume com o óleo e a margarina.
Quando a cebola ficar transparente juntar os hamburguers, o cebolinho e uma pitada de sal.
Deixar a carne estufar um pouco e juntar a polpa de tomate, a mostarda, os cogumelos e a água.
Tapar o tacho e deixar apurar lentamente até a carne estar estufada, tendo o cuidado de virar os hamburguers a meio do tempo para que cozinhem por igual.
Na altura de servir coloque um pouco de queijo ralado em cima de cada hamburguer e acompanhe com arroz de legumes.
Um prato rápido de confeccionar e delicioso ao paladar.

quarta-feira, 1 de Abril de 2009

PÃO FRUTA & FIBRA

Saudades de um pão??? Eu já tinha muitas saudades de postar uma receita feita na máquina de pão.
E desta vez pensei em usar uns cereais de pequeno-almoço que tinha na despensa para ver o resultado que dava: fui vendo a quantidade de ingredientes que costumo usar nos pães, adaptei as medidas, deitei tudo na cuba e cruzei os dedos para que desse certo.
E não é que deu mesmo?!?
1 chávena de água morna
2 colheres de sopa de leite em pó
1 colher de sopa de melaço
1/2 colher de chá de sal fino
2 colheres de sopa de óleo
2 chávenas de farinha
1,5 chávena de cereais "Fruta & Fibra"
1/2 pacote de Fermipan
* a chavena utilizada tem a capacidade de 200ml
Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina pela ordem indicada.
Seleccionar ciclo básico, peso de 750gr e tostagem média.
Não é uma maravilha tomar o pequeno-almoço com um pãozinho feito por nós?