Sugestões para oferecer ou para ler...


quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

BOLO DE ALECRIM

Imaginem um bolo super fofinho, com um cheirinho delicioso a baunilha e alecrim e com um sabor delicioso...Garanto-vos que se fizerem este bolo vão ficar fãs, porque é de um sabor delicioso.
A receita é da página Food From Portugal e não há nada mais simples de fazer. Adaptei a receita original e usei leite vegetal e farinha de aveia.

175gr de açucar mascavado
150gr de manteiga
3 ovos
1/2 colher de sopa de alecrim
1 colher de chá de baunilha
100ml de bebida vegetal
200gr de farinha de aveia

Pré-aquecer o forno a 180º e forrar uma forma com papel vegetal.
Bater bem o açucar com os ovos e a manteiga, até obter uma mistura homogénea.
Juntar os restantes ingredientes e bater bem até que a massa esteja cremosa e homogénea.
Colocar a massa na forma, polvilhar com uma colher de sopa de açucar mascavado e levar ao forno durante 35 minutos (faça o teste do palito).
Deixar arrefecer completamente antes de desenformar.

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

"O FALCÃO"


Nutro grande simpatia por esta autora e normalmente os seus livros prendem-me sempre, mas confesso que este foi lido a custo.
Não achei que a história em si tenha nada de extraordinário, à medida que se avançava na leitura era fácil prever o que se passaria a seguir, o que fez com que eu levasse a "mastigar" o livro e tivesse demorado tanto tempo até o terminar.
Certamente que este é um dos livros mais "fracos" da autora, pelo menos na minha opinão.

Giulietta Brenna é uma mulher brilhante, com uma vida cheia e rodeada de afetos, que a ajudam a preencher o vazio deixado pela morte do marido mas não a impedem de viver com um espinho cravado no coração há mais de quarenta anos: o seu primeiro grande amor, o homem que a traiu e humilhou de forma imperdoável.
Ela tem feito tudo para esquecer, mas o rosto dele está em todos os jornais e revistas que falam dos seus sucessos empresariais. Na tentativa de se livrar daquelas memórias de uma vez por todas, Giulietta queima as fotos e cartas que testemunham o seu amor de juventude. Porque, aos sessenta anos, ela quer recomeçar.
Rocco Di Falco tem origens muito humildes. Nascido na Sicília, chegou a Milão na década de 1950. Um acontecimento traumático magoou-o profundamente, e o trabalho passou a ser a sua razão de viver. A intuição e a desenvoltura fizeram dele um dos homens mais ricos e importantes do mundo. No entanto, por mais voraz e brilhante que seja nos negócios, a sua vida é um desastre a nível sentimental. A verdade é que ele nunca deixou de amar Giulietta, a mulher que vergonhosamente traiu. E agora é hora de a reconquistar.
Uma história intensa e emocionante, num turbilhão de reviravoltas que agarrará os leitores da primeira à última página.

Notas sobre a autora:Sveva Casati Modignani é um dos nomes mais amados da narrativa contemporânea: os seus romances estão traduzidos em vinte países e venderam mais de 12 milhões de exemplares. A autora vive desde sempre em Milão, na casa onde nasceu e que pertencia à sua avó.
No catálogo da Porto Editora figuram já as seguintes obras: Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana, Mister Gregory, A Viela da Duquesa, Um Dia Naquele Inverno, O Diabo e a Gemada (texto autobiográfico), O Barão, A Família Sogliano, 6 de Abril’96, A Vinha do Anjo, Como Vento Selvagem, O Regresso da Primavera, Lição de Tango, Como Estrelas Cadentes, Suite 405, Qualquer Coisa de Bom e Festa de Família.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

"COM O AMOR DOS OUTROS POSSO EU BEM"

Aqui está um livro que toda a gente deveria ler, independentemente da sua idade ou crenças. Está repleto de textos e frases que nos motivam e nos fazem repensar certos aspectos da nossa vida.
O livro não pretende ser um ensinamento, mas sim uma forma de fazer com que olhemos para dentro de nós próprios e consigamos avaliar certas características da nossa personalidade.
Recomendo uma leitura calma, de modo a que se possa saborear cada página...

Chega uma altura das nossas vidas em que se impõe que voltemos a gostar de nós. A nossa maior força reside no amor. No amor que sentimos pelos nossos e, essencialmente, no amor que temos por nós. É preciso voltar a descobrir o ser maravilhoso que existe dentro de cada um de nós. Porque existe.
Prefaciado pela apresentadora Fátima Lopes, Com o Amor dos Outros Posso eu Bem é o livro que o vai ajudar a (re)conquistar o maior amor da sua vida. O próprio.

Notas sobre a autora:Nasceu em Lisboa, em 1977. É licenciada em Direito e apaixonada pelas palavras. É a autora do blogue "Só que não", que criou em 2016, onde, desde aí, escreve todos os dias, e reúne já uma comunidade de cerca de 800 mil seguidores.
Depois de participar em diversos cursos e workshops de escrita criativa, prepara-se agora para ser também ela formadora dessa mesma área.
Publicou o seu primeiro livro em junho de 2020, em pleno confinamento da pandemia de covid-19, intitulado "Acredita – a Vida sabe o que faz". Regressa agora com um novo livro, com o propósito de aumentar o amor-próprio de cada leitor.
O segredo da sua escrita? Júlia Domingues não escreve para os leitores, ela fala com eles.

sábado, 27 de novembro de 2021

"O ASSALTO DO PASSADO"

Confesso que até meio estava a achar o livro algo monótono mas continuei a ler por saber que esta é uma excelente autora, e... em boa hora o fiz.
A partir de certa altura despertou-me o interesse e aguçou-e a curiosidade e, o que parecia ser uma leitura chata, tornou-se um livro excelente.
O desfecho final é algo inesperado e surpreendente, ninguém poderia imaginar um desfecho assim.

A meio da noite, quatro homens realizam um assalto que lhes rende meio milhão de dólares. Ao raiar do dia, porém, tudo se desmorona.
Um deles está no hospital.
Outro está na prisão.
Outro perde a vida.
E o último… desaparece.
Vinte anos depois, Arden Maxwell, a filha do homem que desapareceu sem deixar rasto, está cansada de viver ensombrada pelo passado e pela memória de um pai que todos acreditam ter fugido cobardemente com o dinheiro. De regresso à terra da família ao fim de tanto tempo, ela está longe de saber, claro, que os cúmplices do pai estão de olho nela.
Mas alguém não está a dizer tudo o que sabe sobre o dinheiro, o assassinato e a traição. A verdade tem sempre uma maneira de vir ao de cima, e há quem esteja disposto a matar para descobrir o que realmente aconteceu.
Perigo, vingança, desejo e ganância. Pleno de tensão, o novo romance de Sandra Brown é impossível de pousar!

Notas sobre a autora:
Sandra Brown é uma das vozes mais proeminentes da ficção policial americana contemporânea. Entre os vários prémios com que tem vindo a ser galardoada ao longo da carreira, destacam-se o Romance Writers of America’s Lifetime Achievement Award, o Texas Medal of Arts Awards for Literature e o Thriller Master de 2008, a distinção máxima atribuída pela International Thriller Writer’s Association. Já foi presidente da reputada associação Mystery Writers of America. Nascida em Waco, no Texas, Sandra Brown trabalhou como modelo e em programas de televisão antes de se dedicar à escrita. Publicou o seu primeiro romance em 1981 e, desde então, já vendeu cerca de oitenta milhões de exemplares em todo o mundo, estando a sua obra traduzida em trinta e quatro idiomas. Vive com o marido em Arlington, no Texas.

terça-feira, 16 de novembro de 2021

"ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS?"

Este livro foi o primeiro romance policial escrito pela autora e está muito bem escrito.
As personagens cativam-nos desde o início, especialmente Nancy, uma super mãe que já passou por muito na vida, com a perda de dois filhos no passado e que agora, subitamente, vê o pesadelo recomeçar outra vez.
É um livro pequeno, que se lê rapidamente e que nos deixa com a respiração suspensa com as cenas finais.
Nancy fugiu ao sofrimento do seu primeiro casamento, à morte macabra dos dois filhos pequenos, às histórias de capa dos jornais e às chocantes acusações feitas contra si. Mudou de nome, pintou o cabelo e foi viver para outro sítio. Agora, feliz com um novo marido e dois filhos lindos, Nancy sente que pode por fim esquecer a sua história trágica e começar a acreditar em segundas oportunidades. Até que, uma manhã, olha pela janela para ver os filhos, mas encontra apenas uma luva vermelha e percebe que o pesadelo começou do novo…
Notas sobre a autoraa:
Mary Higgins Clark (Bronx, 24 de dezembro de 1927 — Naples, 31 de janeiro de 2020) é autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito assinalável, tendo vendido mais de 150 milhões de exemplares dos seus livros em todo o mundo.
Foi secretária e hospedeira, mas depois de se casar dedicou-se à escrita. Com a morte prematura do marido, que a deixou com cinco filhos pequenos, a autora investiu na escrita de guiões para rádio e, depois, nos romances. Rapidamente se tornou um dos grandes nomes da literatura de suspense, conquistando os tops de vendas, a crítica e os fãs.
Foi eleita Grand Master dos Edgar Awards 2000 pela Mystery Writers of America, que também lançou um prémio anual com o seu nome. Já foi presidente da Mystery Writers of America, bem como do International Crime Congress.

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

"O SONHO"

O autor tem uma forma mágica de escrever, que nos faz ficar completamente hipnotizados durante a leitura e nos faz criar uma empatia tal com as personagens, que chegamos a sentir as suas dores como nossos.
A história é tão linda e emocionante que é fácil nos comovermos durante a leitura, ainda para mais porque aborda o tema de alguém com cancro já em fase terminal.
Confesso que a partir de certo ponto da leitura foi fácil perceber o que se ia passar a seguir e o segredo que iria ser descoberto, mas nem isso me tirou a vontade de devorar o livro até ao final.
Nicholas Sparks sabe mexer com as emoções como ninguém...

Em 1996, Maggie Dawes tem 16 anos e muito pouca vontade de ir viver com uma tia que mal conhece numa vila costeira remota e ventosa. Mas a ilha de Ocracoke, na Carolina do Norte, vai mesmo ser a sua nova casa.
Contrariada, Maggie encontra refúgio nas recordações da família e dos amigos que deixou para trás. Até ao dia em que a tia lhe apresenta Bryce Trickett, um dos poucos adolescentes da zona. Bonito e genuíno, o rapaz vai mostrar-lhe a beleza da ilha e despertar nela uma paixão pela fotografia que influenciará toda a sua vida daí para a frente.
Em 2019, Maggie é já uma fotógrafa de renome e divide o seu tempo entre viagens a locais remotos e uma galeria em Nova Iorque. Mas uma notícia inesperada obriga-a a permanecer na cidade durante o Natal. Com um fiel assistente por companhia, Maggie passa os últimos dias da quadra a recordar um Natal de outrora e a avassaladora paixão que mudou o rumo da sua vida.
Nesta história de descoberta, perda e redenção, Nicholas Sparks recorda-nos que o tempo que dedicamos às pessoas que amamos é uma dádiva preciosa.

Notas sobre o autor:
Nicholas Sparks nasceu em Omaha, no estado do Nebraska, Estados Unidos. Escreveu o livro que deu início à sua carreira meteórica e um dos seus títulos mais famosos – O Diário da Nossa Paixão – com apenas vinte e oito anos. E, para alegria dos seus inúmeros fãs, nunca mais parou de contar as histórias que o consolidaram como um dos mais aclamados escritores da atualidade. Todos os seus livros integram de imediato a lista de bestsellers do New York Times e estão traduzidos para mais de quarenta e cinco línguas, tendo vendido cerca de cento e oito milhões de exemplares até à data. Leitor compulsivo e ávido praticante de desporto, Nicholas Sparks apoia ativamente diversas instituições de beneficência e contribui para o Programa de Escrita Criativa da Universidade de Notre Dame. Vive na Carolina do Norte, Estados Unidos, com a família.

 

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

"UM FOGO LENTO"

Um bom thriller psicológico, mas ficou muito além do que esperava... Confesso que depois de ter ouvido tanto "alarido" com este novo livro de Paula Hawkins, esperava algo muito mais emocionante e carregado de adrenalina.
Tal como no livro anterior, achei as personagens demasiado confusas e existiram muitas partes que eram perfeitamente dispensáveis.
Como tal, acho que é um bom livro para quem se está a estrear na leitura deste género literário, mas, para quem está habituado a ler bons thrillers, este livro não cativa por aí além...

O livro mais aguardado do ano.
O novo êxito da autora bestseller mundial.
Um homem é encontrado brutalmente assassinado em Londres, dentro de um barco, o que levanta uma série de questões sobre três mulheres que o conheciam.
Laura é a jovem problemática que foi vista pela última vez com a vítima. Carla é a tia inconsolável, ainda de luto por outro familiar falecido pouco tempo antes. E Miriam é a vizinha bisbilhoteira que encontrou o corpo coberto de sangue, mas que claramente esconde segredos da polícia.
Três mulheres com ligações distintas a este homem. Três mulheres consumidas pelo ressentimento que estão ansiosas por se vingarem do mal que lhes foi infligido. E, quando toca a vingança, mesmo as melhores pessoas são capazes dos atos mais terríveis.
Até onde irão estas mulheres para encontrar a paz de espírito?
E durante quanto tempo podem os segredos arder em fogo lento antes de irromperem em chamas descontroladas?
Com a mesma força com que cativou dezenas de milhões de leitores em A Rapariga no Comboio e Escrito na Água, Paula Hawkins desenvolve brilhantemente uma história inesquecível de segredos, assassínio e vingança.

Notas sobre a autora:Paula Hawkins foi jornalista na área financeira durante quinze anos, antes de se dedicar inteiramente à escrita de ficção. Nascida e criada no Zimbabué, mudou-se para Londres em 1989, onde vive atualmente. A Rapariga no Comboio foi o seu primeiro livro e foi um verdadeiro fenómeno, tendo sido traduzido em mais de 40 línguas, com cerca de 23 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Em Portugal, foi também um enorme êxito, atingindo os 152 000 exemplares editados. Do livro resultou um filme de sucesso, protagonizado por Emily Blunt, que alcançou o primeiro lugar das bilheteiras.

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

"GANHEI UMA VIDA QUANDO TE PERDI"

Leitura fantástica, uma vez mais o autor consegue tocar-nos de forma profunda, pois aborda situações por que estamos a passar ou que já passamos num passado distante ou recente...
Embora por vezes a história possa ter um toque algo "lamechas", não conseguimos evitar ser profundamente tocados pelos ensinamentos que vamos lendo.
Este livro deve ser lido por toda a gente em qualquer idade ou fase da vida, pois não haverá ninguém que não se identifique com algo que este livro traz.
Destaco apenas uma frase:
“As pessoas entram na nossa vida quando têm de entrar”, e... saem quando têm que sair!...

Como é que se esquece alguém? Quando Alice decide esquecer Gustavo, depois de este a ter magoado, procura Artur, um homem sábio e misterioso que tem o dom de apagar, temporariamente, as memórias associadas a uma pessoa.
No entanto, Alice estava longe de imaginar as consequências que essa decisão iria trazer para a sua vida, principalmente depois de se apaixonar por Rodrigo.
Agora tinha mais uma difícil decisão em mãos: enfrentar o passado, ou viver este novo amor que, depois de ter apagado parte das suas memórias, poderia não passar de uma mera ilusão…
O autor bestseller Raul Minh’alma, líder dos tops nacionais de vendas, traz-nos um romance arrebatador onde nos explica como fazer de um fim um novo começo e de uma perda uma grande conquista.
Notas sobre o autor:
Raul Minh'alma nasceu em 1992, é natural do Marco de Canaveses e formado em Engenharia Mecânica na FEUP. Publicou o seu primeiro livro em 2011, com o título Desculpe Mãe, mas foi em 2016, com apenas vinte e quatro anos, que alcançou o reconhecimento do público com o seu primeiro bestseller Larga Quem Não Te Agarra. Entre outros livros, publicou em 2018 o romance Foi Sem Querer Que Te Quis que viria a ser o livro mais vendido em Portugal no ano de 2019. Já em 2020 Raul Minh'alma foi mesmo o autor que mais livros vendeu em Portugal, sendo o mais jovem de sempre a consegui-lo.