Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 13 de novembro de 2019

"CONTA-ME O TEU SEGREDO"

A história não deixa de ser interessante embora até meio tenha achado o livro algo maçador, pois tem muitos "saltos" entre o passado e o presente e uma grande mistura de personagens.
Aliás, acho que até há algumas personagens que se tornavam claramente dispensáveis.
Mas a partir de certa altura o livro começa a ter interesse e o desfecho é muito bom, a descoberta do verdadeiro "Assassino da Venda" e os motivos que o levavam a matar as suas vítimas são arrepiantes.
Não foi uma leitura espectacular, acho que a autora tem livros melhores do que este...

Pieta tem um segredo.
Há 10 anos, Pieta foi raptada por um homem que se autointitulava "O Assassino da Venda", e que prometeu não a matar se mantivesse os olhos fechados por 48 horas. Pieta nunca contou a ninguém o que lhe aconteceu, decidindo seguir com a sua vida como se nada se tivesse passado. Mas quando "O Assassino da Venda" começa a perseguir as vítimas sobreviventes, Pieta percebe que terá de revelar o seu segredo para salvar a própria vida...

Jody tem um segredo
Há 15 anos, Jody, polícia, cometeu um erro terrível que permitiu que o criminoso em série conhecido como "O Assassino da Venda" escapasse em liberdade. Ao descobrir que a jornalista Pieta sobreviveu a um ataque desse mesmo homem, Jody percebe que talvez tenha encontrado uma forma de o apanhar. Mas essa decisão poderá colocar a vida de duas pessoas inocentes em risco...
Pieta e Jody mantiveram o silêncio para se protegerem. Se o revelarem agora, estarão a salvar ou a sacrificar alguém?
Notas sobre a autora:
Traduzida em 30 línguas e com mais de 2 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Dorothy Koomson é hoje uma das maiores referências do romance feminino.
Ao livro mais emblemático – A filha da minha melhor amiga – seguiram-se outros sucessos que a tornaram uma das autoras preferidas dos leitores portugueses. Descubra mais sobre a autora em : www.dorothykoomson.co.uk

terça-feira, 5 de novembro de 2019

ZOODLES DE CURGETTE NO FORNO

Por vezes há receitas tão simples de confeccionar e levando tão poucos ingredientes que a máxima "menos é mais" torna-se realidade.
Vi esta receita numa revista do supermercado Pingo Doce e fazendo algumas alterações à minha maneira consegui uma refeição prática, saudável e acima de tudo muito saborosa.
2 curgettes
2 dentes de alho
150gr de tomate cereja
100gr de bacon em cubos
azeite,sal, pimenta e oregãos q.b.
mozzarella de búfala
4 ovos

Laminar o alho e saltear no azeite durante 2 minutos. Juntar o bacon e o tomate e continuar a saltear durante mais 2 miutos.
Adicionar as curgettes previamente espiralizadas e temperar a gosto, salteando durante mais uns minutos.
Colocar por cima o mozzarella em fatias, abrir uns orifícios no preparado, deitar os 4 ovos e levar ao forno, pré.aquecido a 180º, durante cerca de 20 minutos.

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

"ESTOU A VER-TE"

Este é daqueles livros mesmo como eu gosto, pois durante a história desconfiei de uma série de personagens, mas no final nenhuma delas se revelou a culpada dos crimes.
E na última página temos um reviravolta final que nos faz ficar de boca aberta.
O livro faz-nos ainda reflectir no caso de todos podermos estar a ser observados sem nos darmos conta, só pelo simples facto das nossas vidas seguirem sempre a mesma rotina...

Todas as manhãs, Zoe Walker faz o mesmo caminho para a estação de metro, espera no mesmo lugar da plataforma e escolhe o seu assento preferido na carruagem, sem nunca suspeitar que alguém a observa.
Durante uma dessas viagens, certo fim de tarde, enquanto lê o jornal local, Zoe vê a sua cara num dos anúncios: uma foto de má qualidade, um número de telefone e a morada de um website: FindTheOne.com (Encontra-a.com).
Nos dias seguintes, as fotografias de outras mulheres começam a aparecer no mesmo anúncio, e Zoe percebe que foram vítimas de crimes extremamente violentos, incluindo homicídio.
Com a ajuda de uma polícia determinada, Zoe procura saber o que está por trás daquele anúncio perverso, uma descoberta que vai transformar a sua paranoia em pânico total. Alguém anda a seguir todos os seus passos. E Zoe tem a certeza de que alguém próximo de si a escolheu como próximo alvo.
Um thriller obscuro, claustrofóbico e repleto de volte-faces.
Notas sobre a autora:
Clare Mackintosh trabalhou doze anos na polícia, alguns deles, inclusive, no Departamento de Investigação Criminal. Em 2011, deixou a carreira na polícia para ser jornalista freelancer, escrevendo para publicações como o jornal The Guardian. Criadora do festival literário de Chipping Norton, atualmente dedica-se em tempo integral à carreira de escritora e vive em Cotswolds, na Inglaterra, com o marido e seus três filhos.
O seu livro de estreia, tornou-se best-seller do The Sunday Times e do The New York Times. Deixa-me Mentir é o terceiro livro da autora.

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

"ATÉ SEMPRE, MEU AMOR"

Fico sempre rendida à escrita de Lesley Pearse e a sua leitura deixa-me sempre com as emoções à flor a pele...
A história de duas raparigas, de origens distintas, cuja vida se cruza a partir de certo momento, criando laços de amizade e ternura, e ao mesmo tempo momentos de desespero, desilusão, intrigas e amargura.
Confesso que a personagem Bonnie teve momentos que me deixou à beira de um verdadeiro ataque de nervos, bem como a passividade constante de Ellie, a outra personagem principal.
Mas com o adiantar da leitura vamos criando uma empatia de tal forma com estas duas raparigas que é impossível largar o livro.
Ou muito me engano, ou esta história linda terá continuação em breve...

Morena e de sorriso cativante, Ellie é uma jovem doce e generosa. As suas origens humildes são denunciadas apenas pelo sotaque pois a sua graciosidade e elegância são naturais. O teatro fascina-a desde sempre.
Bonnie é completamente diferente. Dona de uma beleza estonteante, com longos cabelos loiros e olhos de um azul intenso, é mimada e egoísta. Nada nem ninguém, decidiu cedo na vida, a irá impedir de realizar os seus sonhos.
Os caminhos de ambas cruzam-se quando, após terem sido seduzidas por dois aviadores americanos no final da II Guerra Mundial, resolvem unir os seus talentos e lutar por uma carreira em palco. São mulheres de mundos opostos, mas estão irremediavelmente unidas pelo mais terrível dos segredos…
Com a Londres do pós-guerra como pano de fundo, Até Sempre, Meu Amor pinta um retrato do mundo glamoroso e implacável do teatro. A história destas jovens fala-nos de sacrifício e ambição, mas sobretudo de uma amizade capaz de resistir a todos os obstáculos.
Notas sobre a autora:
Lesley Pearse é autora de uma vasta obra publicada em todo o mundo e uma das escritoras preferidas do público português. A sua própria vida é uma grande fonte de inspiração para os seus romances. Quer esteja a escrever sobre a dor do primeiro amor, crianças indesejadas e maltratadas, adoção, pobreza ou ambição, ela viveu tudo isto em primeira mão. Lesley é uma lutadora, e a estabilidade e sucesso que atingiu na sua vida deve-os à escrita. Com o apoio da editora Penguin, criou o Women of Courage Award para distinguir mulheres comuns dotadas de uma coragem extraordinária.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

PÃO DE FARINHA DE AMÊNDOA

Dizem por aí que hoje se comemora o Dia Mundial do Pão e como tal não queria deixar passar a data sem publicar um dos pães mais fáceis de confeccionar que fiz até hoje.
Com poucos ingredientes, sem necessidade de amassar e deixar levedar, conseguimos um pão muito macio e saboroso, isento de glúten, que no dia seguinte ainda se mantém fofinho para ser usado em sandes.
Tirei a receita de um livro que vi à venda numa superfície comercial (nem sei qual era o livro, abri-o ao acaso e deparei-me com esta receita), sendo que adicionei por minha conta algumas sementes.
Um pão fantástico, tanto para comer simples como para preparar uma tosta para o pequeno-almoço...
300gr de farinha de amêndoa
6 ovos
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de vinagre de cidra
Sal e mistura de sementes q.b.

Pré-aqueça o forno a 180º.
Misture todos os ingredientes, excepto o vinagre de cidra. Após a mistura estar bem ligada juntar o vinagre.
Forrar uma forma de bolo inglês com papel vegetal, verter a massa e levar ao forno durante 40 a 45 minutos.
Desenformar e fatiar depois de frio.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

PESCADA ESPIRITUAL

Um prato simples, que sai sempre bem e que é uma delícia em qualquer altura do ano, com a vantagem que preparado com a ajuda da Bimby não dá trabalho nenhum e fica pronto num instante. Preparei a receita com leite vegetal, pois é o único que usamos cá em casa.
A receita é tão básica que quase dispensa apresentações, mas é daqueles cozinhados que dá sempre gosto partilhar... Foi retirada do blog Sweet my Kitchen.
Toca a pôr a mesa que está na hora da refeição!!!
100gr de pão de forma
leite vegetal q.b.
50gr de azeite
1 cebola
2 dentes de alho
300gr de cenouras
400gr de medalhões de pescada
300gr de leite vegetal
60gr de farinha
60gr de margarina
1 pitada de noz moscada
1 pacote de natas
sal, pimenta e pão ralado q.b.

Demolhe o pão no leite e reserve.
Desfie os medalhões de pescada 5 segundos, velocidade 4, Colher Inversa. Reserve
Coloque no copo o azeite, o alho, a cebola e a cenoura e pique 15 segundos, velocidade 5. De seguida refogue por 10 minutos a 100º, velocidade 1.
Junte o peixe e o pão bem escorrido, a pimenta, e programe 10 minutos, 100º, velocidade Colher Inversa. Rectifique o sal e deite num pirex.
Pré-aqueça o forno a 180º.
Sem lavar o copo coloque todos os restantes ingredientes, excepto as natas, e programe 6 minutos, 90º, velocidade 4.
De seguida incorpore as natas pelo bocal da tampa e programe 2 minutos, 90º, velocidade 4.
Deite o molho béchamel em cima da mistura do peixe e envolva, guardando um pouco para cobrir o pirex.
Polvilhe com pão ralado e leve ao forno a gratinar.
Sirva acompanhado de salada.

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

"LAÇOS QUE PERDURAM"

Quem conhece bem a escrita de Nicholas Sparks está habituado a um estilo romântico, histórias cheias de amor, momentos agradáveis, gargalhadas e finais felizes...
Mas este livro conseguiu surpreender-me pela sua vertente policial carregada de suspense, o que fez com que fosse rápido de ler, sempre ansiosa por saber o desfecho e destino de todas as personagens.
Pode também servir de alerta e/ou chamada de atenção para todas as pessoas, de como o sentimento a que muitos chamam "amor" pode tornar-se doentio e obsessivo, colocando em risco a sanidade mental e emocional.
Fiquei muito agradada com este romance e é bom ver que o autor consegue dar umas nuances de mistério e suspense às suas obras.
Com apenas vinte e cinco anos, Julie Barenson tem já uma mágoa maior do que a vida: o seu querido marido, Jim, morreu.
Em plena noite de Natal, dilacerada pela perda, ela recebe os dois inesperados presentes que ele lhe deixou. É o típico ato de amor de Jim: não a esquecer nem por um segundo. É assim que Singer, um cachorrinho amoroso e assustado, entra na sua vida.
A acompanhá-lo vem um bilhete e uma promessa: Jim velará sempre por ela.
Quatro anos depois, Julie está preparada para começar de novo e Richard Franklin parece ser o homem ideal. Mas no seu íntimo, ela sente que algo está errado e termina a relação. A seu lado, incondicionalmente, está Mike Harris, o bondoso melhor amigo de Jim, o homem que a apoiou nos melhores e nos piores momentos. Ao longo dos anos, os sentimentos entre ambos floresceram e parece ter finalmente chegado o momento de viverem plenamente a sua paixão.
Mas quando a vida parecia sorrir-lhe de novo, Julie tem de enfrentar o pior dos pesadelos - sobreviver à perseguição de um louco.
Nesta comovente história de amor, perda e redenção, Nicholas Sparks ultrapassa os limites do romance ao pintar um quadro implacável dos sombrios desígnios da mente humana. Laços que Perduram é a derradeira prova da sua mestria.
Notas sobre o autor:
Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive atualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário da Nossa Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um Momento Inesquecível (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue) também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor. Considerado o golden boy da ficção comercial americana é um autor consagrado internacionalmente pelo público.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

"O DOM DA MORTE"

É estranho ler um livro de M.J. Arlidge sem ter presente a famosa personagem Helen Grace, mas o psicólogo Adam não lhe fica nada atrás...
Um thriller emocionante e uma verdadeira corrida contra o tempo para tentar salvar vidas.
Uma jovem que supostamente tem visões e consegue prever quando e de que forma certas pessoas vão morrer e um psicólogo que a acompanha clinicamente e que não parece acreditar no dom da jovem, mas que acaba por se render às evidências, fazem deste livro uma daquelas obras que se lêem num abrir e fechar de olhos...

Adam Brandt é um psicólogo forense, bastante habituado a lidar com os membros mais perturbados da sociedade. Mas Adam nunca conheceu ninguém como Kassie.
A adolescente afirma ter um dom terrível — basta-lhe olhar diretamente nos olhos de alguém para saber quando essa pessoa irá morrer. E de que forma isso irá acontecer. Obviamente, Adam sabe que Kassie deve sofrer de algum distúrbio mental. É nesse momento que um assassino em série ataca a cidade. E só Kassie parece saber quem ele vai matar em seguida.
Contrariando a sua intuição, Adam começa a acreditar em Kassie. Apenas não tem consciência de quão fatal a sua fé pode vir a ser…
Notas sobre o autor:
M. J. Arlidge trabalha em televisão há mais de 15 anos, tendo-se especializado em produções dramáticas de alta qualidade.
Nos últimos anos, produziu um grande número de séries criminais passadas em horário nobre na ITV, rede de televisão do Reino Unido. Escreveu ainda uma série policial para a BBC, além de estar a criar novas séries para canais de televisão britânicos e americanos.
Os seus livros, traduzidos para várias línguas, são autênticos êxitos de vendas e têm recebido críticas excelentes de todos os meios de comunicação social internacionais.