Sugestões para oferecer ou para ler...


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

HAMBURGUERS NA ACTIFRY

Este ano no Natal tive a sorte de ganhar do meu marido uma Actifry, uma fritadeira da Tefal que frita praticamente sem gordura e dá para confeccionar uma enorme variedade de pratos (não apenas batatas fritas, como muita gente pensa).
Andei na net a pesquisar várias receitas para fazer e já experimentei montes de coisas, mas não fotografei a maior parte delas... mas hoje lembrei-me de tirar fotos a esta receita fantástica do blog Doce Tentação, que é tão rápida e prática de fazer que, quase sem darmos por isso, temos o jantar feito.
4 hamburguers de novilho (usei frescos)
1 cubo knorr de tempero de alho e coentros
1 cebola em rodelas
4 colheres medida da Actifry de vinho branco
1/2 colher medida da Actifry de azeite
Massa cozida a gosto
1 lata de cogumelos inteiros

Colocar os hamburguers dentro da Actifry, sem a pá misturadora, tapando o orifício com um pouco de papel de alumínio. Por cima colocar o tempero knorr desfeito com as mãos. Regar com o azeite e o vinho e colocar por cima a cebola.
Programar 20 minutos, virando os hamburguers a meio do tempo. Retirar e reservar os hamburguers, deixando na cuba o caldo que sobrou.
Colocar na cuba a massa previamente cozida e por cima os cogumelos inteiros e programar 5 minutos para saltear a massa.
Simplesmente delicioso!!!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

"RAPTADA NA NOITE"

História viciante que nos deixa agarrada ao livro e não nos dá descanso enquanto não chegamos à última página.
Uma mistura muito interessante de personagens, interligando o passado com o presente e fazendo com que se descubram segredos impensáveis, cujo desfecho ninguém poderia imaginar.
Se há autoras talhadas para escrever bons policiais, esta é uma delas... uma leitura 5 estrelas.

Tess tinha nove anos quando, durante umas divertidas férias em família, presenciou o rapto brutal da sua irmã Phoebe, de treze. Dias depois o corpo da adolescente é encontrado, apresentando marcas de violação. Tess, a única testemunha do crime, identifica Lazarus Abbott, um jovem anteriormente condenado por crimes sexuais, como o autor do rapto, fazendo com que este seja condenado à morte e executado.
Vinte anos mais tarde, novas provas sugerem que não foi Abbott o verdadeiro assassino. Receando ser responsável pela morte de um inocente, Tess regressa com o filho adotivo à terra à cidade onde tudo aconteceu para enfrentar essa terrível possibilidade. Porém, depressa descobre que há alguém empenhado em fazer com que ela pague por uma vida perdida... com a sua.
Notas sobre a autora:
Patricia MacDonald nasceu em 1949. Os seus thrillers negros e envolventes cativaram o público nos Estados Unidos e em França, onde atingiu o top de vendas. Desde a publicação do seu primeiro livro, em 1981, Patricia MacDonald já publicou mais de uma dezena de obras, incluindo Imperdoável, nomeado para o Edgar Award, já publicado pela 11x17. A autora vive em Nova Jérsia com o marido e a filha.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

"A CONTADORA DE HISTÓRIAS"

Acho que nunca tinha lido um livro desta autora que me provocasse emoções tão fortes como este... a história dos prisioneiros de guerra, as descrições atrozes das torturas que passavam nos campos de concentração, a maneira tão viva como tudo está descrito faz-nos sentir arrepios e pensar na sorte que temos em viver na época em que vivemos.
No final do livro dá-me a sensação que fica "qualquer coisa em falta", a história parece que tem um remate brusco e repentino, podiam ter sido desenvolvidos mais pormenores para "adocicar" o apetite.
De qualquer forma, embora o início do livro não pareça muito interessante, é uma história muito bonita, contada a Sage pela sua avó.

Sage Singer é padeira de profissão. Trabalha de noite, a preparar o pão e os bolos para o dia seguinte, tentando fugir a uma realidade de solidão, a más memórias e à sombra da morte da mãe. Quando Josef Weber, um velhote que faz parte do grupo de apoio de Sage, começa a passar pela padaria, os dois forjam uma amizade improvável. Apesar das diferenças, veem um no outro as cicatrizes que mais ninguém consegue ver.
Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso há muito escondido e pede a Sage um favor extraordinário. Se ela disser que sim, irá enfrentar não só as repercussões morais do seu ato, como também potenciais repercussões legais. Agora que a integridade do amigo mais chegado que alguma vez teve está envolta numa névoa, Sage começa a questionar os seus pressupostos e as expectativas em torno da sua vida e da sua família. Um romance profundamente honesto, em que Jodi Picoult explora graciosamente até onde podemos ir para impedir que o passado dite o nosso futuro.
Notas sobre a autora:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e escrita criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram Jodi Picoult a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa correctora, foi copywriter numa agência de publicidade, trabalhou numa editora e foi professora de inglês. Aos 38 anos é autora de onze best sellers e em 2003 foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

TULICREME CASEIRO

Mais uma receita inteiramente preparada pela minha filhota, que adora este tipo de gulosices.
É calórico, é verdade... mas um deslize destes de vez em quando não faz mal. A receita é do site Sabor Intenso e garanto-vos que é uma delícia no pão, como recheio de bolos, em croissants ou em outras preparações que a vossa imaginação ditar...

3 ovos
12 colheres de sopa de farinha
12 colheres bem cheias de chocolate em pó
açucar q.b.
1 gota de sumo de limão
1 colher de gelado de chocolate

Bata as claras em castelo.
À parte misture delicadamente as gemas com o açucar (não faça gemada).
Às claras junte a gota de sumo de limão, mas não misture. Junte as gemas e o açucar a estas e misture delicadamente, até ficar com um creme amarelado.
Junte a farinha e o chocolate e misture energicamente até a farinha deixar de dar sabor ao creme (aproximadamente 10 minutos com o batedor eléctrico).
Quando o creme perder o sabor da farinha e ganhar o sabor e textura de tulicreme, junte o gelado e mexa.
Coloque numa taça e leve ao frio até ficar com a consistência desejada.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

"O IMPÉRIO DOS LOBOS"

Um livro com uma boa história de intriga e suspense, mas com algumas partes um tanto ou quanto confusas, o que faz com que por vezes a leitura se torne maçadora.
Gostei do "enredo" da máfia turca em plena cidade de Paris bem como do mistério da mudança de identidade de uma das personagens.
Não foi dos meus livros favoritos, mas foi positivo no aspecto de ficar a conhecer algumas coisas da cultura turca.

No seio da máfia turca de Paris, um empolgante romance do mestre do suspense francês... Anna Heymes é casada com um alto funcionário do Ministério do Interior. Há mais de um mês que sofre de alucinações terríveis e de crises de amnésia, ao ponto de já não reconhecer o próprio marido e de duvidar da sua honestidade.
Entretanto, o inspector Paul Nerteaux é encarregado de um inquérito respeitante à morte de três mulheres de origem turca que trabalhavam em ateliers clandestinos e cujos corpos foram encontrados atrozmente mutilados. Para se infiltrar no bairro turco, Nerteaux recorre a Jean-Louis Schiffer, um dos seus antigos colegas, conhecido pela sua reputação de polícia implacável.
No decurso do inquérito, eles vão cruzar o caminho de Anna, que recupera pouco a pouco a memória com a ajuda de um psicólogo, descobrindo verdades inacreditáveis sobre o seu próprio passado...
Notas sobre o autor:
Jean-Christophe Grangé é hoje, sem dúvida, o mestre do suspense da literatura francesa contemporânea, com os seus livros a figurarem permanentemente nos tops de vendas. Aquele a quem já chamam o "Stephen King francês" surpreende constantemente os seus leitores graças a uma sequência de intrigas maquiavélicas. Em Portugal já foram lançados alguns dos seus romances tais como O Voo das Cegonhas, Rios de Púrpura e O Concílio de Pedra.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

POMBOS COM ARROZ E GRÃO

Sempre fui apreciadora de carne de caça, embora cá em casa seja só eu e a minha filha que gostamos destes petiscos, o meu marido e a minha mãe comem, mas não é daquelas coisas com que se deliciem.
O meu irmão é caçador (um excelente caçador, diga-se de passagem!) e numa das suas caçadas apanhou estes pombos que fez a gentileza de me oferecer... e foi também ele que me deu a sugestão de os cozinhar com grão, coisa que nunca tinha feito.
Fiquei rendida... é um prato diferente, mas com um sabor maravilhoso!
4 pombos
200gr de arroz
1 lata grande de grão cozido
200gr de toucinho fumado
1 chouriço
2 cenouras
2 tomates
1dl de vinho branco
salsa, hortelã e azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
3 dentes de alho
1 cebola média

Depois de arranjados cortar os pombos em quartos. Numa panela colocar a cebola picada juntamente com o tomate em pedaços, os alhos picados, o azeite, a salsa, o vinho branco, sal e pimenta, deixando refogar um pouco. Colocar os pombos e deixar estufar lentamente, até os pombos estarem cozidos.
A meio do tempo juntar a chouriça em rodelas, o toucinho fumado em tiras e a cenoura em rodelas.
Quando os pombos estiverem tenros colocar a água necessária para cozer o arroz, e quando a água levantar fervura adicionar o arroz e deixar cozer. Por fim colocar o grão, rectificar os temperos, adicionar a folha de hortelã e deixar apurar por mais 5 ou 10 minutos.
Apagar o lume, tapar o tacho para apurar os sabores e servir logo de seguida.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

"A VINHA DO ANJO"

Mais um romance bem ao jeito de Sveva, fácil de ler e com uma história envolvente e apaixonante.
É interessante a viagem que se faz ao passado de cada uma das personagens, para que se possa melhor entender o momento presente e os sentimentos/atitudes actuais.
Gostei da abordagem do tema "vinha/vindimas/produção vinícola", pois é algo que é uma realidade no país da autora.
O final é que desilude, acho que uma escritora deste nível poderia ter elaborado um remate muito mais lógico e encantador para a história.

Longas filas de videiras estendem-se pelas colinas suaves de Borgofranco. Há dois séculos que a família Brugliani é proprietária daquele antigo burgo e das vinhas, tratadas com paciência para delas extrair vinhos preciosos e únicos. Aos 35 anos, Angelica é a herdeira da tradição e do património familiar. Mãe, esposa, empresária de sucesso: tudo parece perfeito na sua vida. Só ela sabe que por detrás daquela fachada se esconde um mundo sombrio, feito de mentiras - as do marido - e de sonhos pueris.

Numa noite, em que conduzia a sua moto e sentindo-se dominada pela amargura e pelas lágrimas, Angelica não se apercebe de que o carro à sua frente está a travar. O choque é violento, mas felizmente sem consequências graves, quer para ela, quer para o condutor do automóvel, Tancredi D'Azaro. Angelica não sabe ainda que aquele homem é um dos chefs mais aclamados em todo o mundo. E ambos ignoram que, depois daquele encontro fugaz, o destino voltará a entrelaçar os seus caminhos, suscitando a tentação de um novo começo. É então tempo de fazer escolhas, tendo em conta o peso do passado e as responsabilidades do presente - porque a vida é feita de sonhos e paixões.

A Vinha do Anjo conta-nos a história envolvente de uma família e de uma tradição milenar, o retrato de uma protagonista fascinante no qual se reveem muitas das mulheres empreendedoras e corajosas que anonimamente constroem as nossas sociedades.
Notas sobre a autora:
Reconhecida como a signora do bestseller italiano, Sveva Casati Modignani é exímia em presentear os seus leitores com histórias repletas de enredos femininos e envolventes.
As suas obras estão traduzidas em 17 países e já venderam mais de dez milhões de exemplares.
No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana, Mister Gregory, A Viela da Duquesa e Um Dia Naquele Inverno.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

GRANOLA CASEIRA

Nada como iniciar o novo ano de uma forma saudável com complementos para o lanche que não sejam prejudiciais para o nosso organismo.
Confesso que só consigo comer granola misturada no iogurte (nem pensar em juntar com leite), de preferência com iogurte grego (ou outro tipo de iogurte cremoso) para lanche da tarde nos dias em que tenho ginástica.
Como também sou "esquisitinha" com algumas das granolas que se vendem no supermercado, fiz uma busca na net para tentar encontrar uma receita de granola caseira. Para já optei por esta do blog da Teresa Barata... só vos digo que é uma maravilha, podem fazer as alterações que acharem melhor (eu tratei de fazer as minhas que são as que estão na receita abaixo

) que o resultado final é sempre excelente e ao menos sabem que estão a comer de forma correcta.
200gr de flocos de aveia
200gr de flocos de cevada
1/2 chávena de mel
1 colher de sobremesa de óleo de côco
1/2 chávena de côco ralado
1/2 chávena de mistura de frutos secos (usei amêndoas, nozes, cajus, avelãs e amendoins)
1/2 chávena de mistura de sementes (usei girassol, sésamo, linhaça e abóbora)
1 chávena de millet puff
1 chávena de mistura de bagas de goji, passas e cranberries
1 pitada de sal
1,5 colher de sopa de canela
* a chávena utilizada tem a capacidade de 2000ml

Coloque os flocos numa taça grande. Aqueçs um pouco (muito pouco) o mel e o óleo de côco para ficarem em estado líquido. Misture com os flocos.
Junte o millet puff, o côco ralado, as sementes, os frutos secos, o sal e a canela e envolva tudo muito bem.
Coloque em camada num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno, pré-aquecido a 120º, durante cerca de 30 minutos (ou até os flocos ficarem dourados), mexendo com um garfo de 5 em 5 minutos e vigiando sempre, de modo a não queimar.
Retire do forno e acrescente os bagas de goji, as passas e os cranberries (se preferir usar pepitas de cacau ou chocolate é nesta altura que as deve juntar). Deixe arrefecer, guarde em recipiente fechado e sempre que quiser delicie-se com esta maravilha!!!