Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 3 de maio de 2016

BACALHAU FRITO COM CEBOLADA

Cá em casa tenho um grande fã de bacalhau - o meu marido - por vontade dele podíamos comer bacalhau todos os dias. Confesso que muita vezes quando não sei o que fazer para o almoço ou jantar, como sei que é do seu agrado, desenrasco com uma posta de bacalhau cozido com legumes. Mas também gosto sempre de confeccionar de maneiras diferentes, já que dizem que há 1001 maneiras de cozinhar bacalhau.
O marido há dias lembrou-se que tinha comido não sei onde um bacalhau frito, com cebolada e com um sabor levemente avinagrado. 
Nunca tinha feito, mas resolvi meter mãos à obra e o resultado foi aprovado pelo "fã bacalhoeiro" cá de casa.
Arranjar lombos de bacalhau previamente demolhados e descongelados, passar por farinha e fritar em abundante azeite bem quente, tendo o cuidado de deixar alourar uniformemente de ambos os lados.
Rejeitar metade do azeite e ao restante juntar uma cebola grande em meias luas e 2 dentes de alho picados.
Deixar a cebola cozinhar, temperando com sal, pimenta, 1 colher de chá de colorau em pó e vinagre a gosto.
Deitar a cebolada por cima do bacalhau e servir com batatas a murro.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

"UM ERRO INOCENTE"

Uma história de duas adolescentes, hoje já mulheres, que se deixam envolver pelo mesmo homem, que as humilha, maltrata mas ao mesmo tempo consegue seduzi-las de forma a que mesmo debaixo de sofrimento não se consigam afastar dele.
Muitos anos passaram, cada uma delas tomou um rumo diferente na vida, mas os acontecimentos do passado continuam a mantê-las unidas para sempre...
Gostei do facto de apenas na última página se conseguir realmente percebeu quem foi a pessoa causadora do facto que desencadeou a "desgraça" na vida das duas jovens.
Um livro bem escrito, por vezes chega a ser arrepiante.

Durante a adolescência, Poppy Carlisle e Serena Gorringe foram as únicas testemunhas de um trágico acontecimento. Entre aceso debate público, as duas glamorosas adolescentes viram-se a braços com os tribunais e foram apelidadas pela imprensa de "As Meninas do Gelado".
Anos mais tarde, tendo seguido percursos de vida muito diferentes, Poppy está decidida a trazer ao de cima a verdade sobre o que realmente sucedeu, enquanto Serena, esposa e mãe de dois filhos, não pretende que ninguém do presente desvende o seu passado. Mas é impossível enterrar alguns segredos - e se o seu for revelado, a vida de ambas voltará a transformar-se num inferno...
Emocionante e enternecedora, esta história fará com que nos perguntemos se alguma vez poderemos conhecer verdadeiramente aqueles que amamos.
Notas sobre a autora:
Apaixonada desde sempre pela palavra escrita, Dorothy Koomson escreveu o seu primeiro romance aos 13 anos. A filha da minha melhor amiga foi o seu primeiro livro editado em Portugal. A história comovente de duas amigas separadas pela mentira e unidas por uma criança encantou as leitoras portuguesas. Pedaços de ternura, Bons sonhos, meu amor, O amor está no ar e Um erro inocente, O outro amor da vida dela e A praia das pétalas de rosa foram igualmente bem-sucedidos, consagrando a autora como uma referência para as leitoras portuguesas.
Descubra mais em: www.dorothykoomson.co.uk

terça-feira, 26 de abril de 2016

SOPA DE PEIXE - A MELHOR DO MUNDO


Já tinha ouvido falar desta receita de sopa de peixe feita na Bimby e várias pessoas me tinham dito que a sopa ficava fantástica - com uma cremosidade maravilhosa e um sabor irresistível.
Há dias tinham-me oferecido uns red fish, bastante gordos por sinal, que fizemos cozidos com legumes para o almoço. 
Lembrei-me de aproveitar a água da cozedura para confecção da sopa e só vos posso garantir - esta é, sem dúvida, a melhor sopa de peixe do mundo!!!
350gr de peixe (maruca, red fish, pescada, etc)
sal q.b.
250gr de batatas cortadas em pedaços
180gr de cebola cortada em pedaços
250gr de tomate maduro, cortado em pedaços
100gr de pimento vermelho, cortado em tiras
20gr de coentros
1 caldo de marisco
piri -piri q.b.
50gr de azeite
1000gr de água (aproveitei a água de cozer red fish)
croutons q.b.

Coloque na Varoma as postas de peixe, tempere com sal e reserve.
Coloque no copo as batatas, a cebola, o tomate, o pimento, 10gr de coentros, o caldo de marisco, o piri-piri, o azeite, a água, coloque a Varoma e programe 30 minutos, 120º, velocidade 2. Retire a Varoma e reserve.
Coloque o copo medida e triture durante 1 minuto, e vá progressivamente até à velocidade 5-7.
Coloque o peixe sem espinhas e partido em pedaços numa terrina ou tacho, deite o caldo por cima, enfeite com os restantes coentros picados e sirva com os croutons (se quiser nesta fase pode juntar delícias do mar em pedacinhos).
Sirva de seguida.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

BOLACHAS DE BANANA DELICIOSAS

Estas devem ser, sem dúvida, as bolachas mais simples de fazer que encontrei até hoje, ainda para mais que levam apenas e só 2 ingredientes... se quisermos depois acrescentar algo mais a nosso gosto, isso fica ao critério de cada um. Mas a receita base são mesmo só 2 ingredientes. Fantástico, não?
Tirei a fórmula secreta do blog do Casal Mistério... adoro estas bolachas ao lanche, nos dias em que tenho ginástica!
Para 16 bolachas:
2 bananas grandes esmagadas
2 chávenas de flocos de aveia
(nas minhas acrescentei uma pitada de canela, cranberries e passas)

Pode acrescentar se quiser:
* extracto de baunilha
* chips de chocolate
*chips de manteiga de amendoim
* passas
* nozes, amêndoas ou pecans picadas
* flocos de coco
* chips de cacau

 Pré-aqueça o forno a 180º. Coloque os flocos de aveia num liquidificador e misture bem até a aveia ficar com a consistência de uma farinha.
Numa taça acrescente as bananas esmagadas com a aveia - a ideia é ficar uma massa homogéna e macia. Depois se quiser adicione 1/2 chávena de um dos ingredientes extra a seu gosto - o meu caso foi a canela em pó, cranberries e as passas.
Coloque a massa num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal, fazendo pequenas bolachas irregulares com a ajuda de uma colher de sopa. Esmague-as ligeiramente com um garfo.
Leve ao forno cerca de 10 a 15 minutos ou até achar que estão bem cozidas.
Retire do forno, deixe arrefecer e guarde num recipiente bem fechado.
Nota: cada bolacha tem cerca de 60 calorias.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

BOLO DE LIMÃO

Cá em casa andamos todos muito orgulhosos do nosso limoeiro que, embora seja novo em idade, já produz uma bela carga de limões. Não há nada melhor do que colhermos os frutos directamente da árvore para a mesa, tendo a certeza que estão isentos de químicos e pesticidas.
Quando encontrei esta receita de bolo no blog Mãe-de-Todos resolvi dar uso a um dos primeiros limões colhidos do limoeiro, pois achei muita piada ao facto de o bolo levar o limão inteiro, com casca e tudo.
Fica um bolo delicioso e muito fresquinho, ideal para quem gosta de sabores cítricos.
4 ovos
2 canecas de farinha
1,5 caneca de açucar
1 limão inteiro (casca incluída)
1/2 caneca de óleo
1 colher de fermento em pó
* a caneca utilizada tem a capacidade de 200ml

Colocar todos os ingrediente, excepto a farinha, no liquidificador e misturar tudo.
Despejar para uma taça, juntar a farinha e envolver bem.
Vai ao forno pré-aquecido a 180º, em forma untada e polvilhada, durante cerca de 30 minutos (fazer o teste do palito).
Desenformar depois de frio e decorar a gosto.

terça-feira, 12 de abril de 2016

MADALENAS DE QUEIJO

Receitas de queques salgados dão sempre jeito naqueles dias em que não sabemos o que cozinhar, pois juntamente com uma sopa de legumes e uma salada proporcionam uma refeição rápida e saborosa.
Se for para levar para a praia ou para um pic-nic no campo também dão um jeitão... e para quem tem que levar marmita com almoço e/ou jantar para o trabalho também são uma alternativa prática.
Esta foi mais uma receita inteiramente confeccionada pela minha filha, cuja origem é de algures do mundo virtual...
8 triângulos de queijo (do género "A Vaca Que Ri")
180gr de farinha
1 colher de sopa rasa de fermento
3 ovos
100ml de leite
1 pitada de caril
sal e pimenta q.b.

Pré-aquecer o forno a 220º.
Esmagar o queijo. Bater os ovos, a farinha, o fermento e o leite. Incorporar a pouco e pouco o queijo e temperar com o caril, sal e pimenta.
Verter a massa nas formas até 3/4 da capacidade. Colocar no forno e baixar imediatamente a temperatura para 180º. Deixar cozer durante 15 minutos.
Deixar arrefecer e desenformar.

"À MORTE NINGUÉM ESCAPA"

Confesso que começo a ficar viciada neste autor, pois se gostei do primeiro livro ainda gostei mais deste.
Estava com algumas dúvidas em relação a esta leitura, pois as críticas não o elegiam tão bom como o livro anterior, mas gostei de igual modo, acho que está muito bem equiparado.
Foi um prazer reencontratr Helen Grace e o seu "apurado faro" para investigar os mistérios que se sucedem. E embora se descubra antes do final quem é a pessoa responsável pelos crimes, é interessante a narrativa que se cria em volta dos motivos que levam alguém a assassinar outras pessoas de forma tão brutal.
Recomendo vivamente para quem gosta de bons policiais.

O corpo de um homem é encontrado numa casa vazia.
O seu coração foi arrancado e entregue à família.
A detetive Helen Grace sabe que esta não será a última vítima de um assassino em série. Os media chamam-lhe Jack, o Estripador, mas ao contrário: este mata homens de família que vivem vidas duplas e enganam as suas mulheres.
Helen consegue pressentir a fúria por detrás de cada assassínio. Mas o que ela nunca conseguirá prever é quão volátil na realidade este assassino é. Nem o que a aguarda no final desta caça ao homem.
Notas sobre o autor:
M. J. Arlidge trabalha em televisão há 15 anos, tendo-se especializado em produções dramáticas de alta qualidade.
Nos últimos 5 anos produziu um grande número de séries criminais passadas em horário nobre na ITV, rede de televisão do Reino Unido.
Encontra-se presentemente a escrever uma série policial para a BBC, além de estar a criar novas séries para canais de televisão britânicos e americanos.

terça-feira, 5 de abril de 2016

CARNE DE PORCO À PORTUGUESA

Aqui está um prato típico da nossa cozinha muito apreciado cá em casa, mas confesso que raramente o fazia por ficar com a cozinha "empestada" com o cheiro das frituras. Agora com a ajuda da Actifry, e seguindo esta receita que encontrei no blog O Cantinho da Vanessa, fiquei com a vida facilitada.
Uma refeição rápida e deliciosa com sabor tradicional português.
700gr de rojões
500gr de batatas
3 dentes de alho
1 folha de louro
1 colher medida da Actifry de azeite
1 colher medida da Actifry de massa de pimentão
pickles a gosto
sal e salsa q.b.

Arranje a carne e corte-a em cubos. Coloque numa tigela, junte os dentes de alho picados, a folha de louro, a massa de pimentão, o azeite e o sal. Envolva e deixe marinar no mínimo por 20 minutos.
Deite a carne na Actifry e ligue durante 5 minutos.
Entretanto descasque e lave as batatas, corte-as em cubos pequenos e junte-os à carne, programando mais 20 minutos.
Quando faltar 2 minutos para terminar adicione a salsa picada.
Sirva com salada verde.