Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

SOPA CREMOSA DE LEGUMES

Embora os dias estejam com uma temperatura de Primavera, de manhã e à noite as temperaturas descem drasticamente, o que faz com que nos apeteça caldos e sopas bem quentinhas para o jantar.
Esta receita é da revista "Saúde à Mesa" de Fevereiro de 2011 e é uma sopa óptima para aqueles míudos (e graúdos) que só gostam da sopa toda triturada.
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 cenouras
300gr de abóbora
1 cabeça de nabo grande
1 curgette
sal e coentros q.b.
1 colher de sopa de azeite

Descasque a cebola e os dentes de alho e corte-os em pedaços pequenos. Descasque as cenouras, a abóbora e o nabo, corte-os também em pedaços. Lave a curgette, retire-lhes as extremidades (mantenha a casca) e corte-as também em pedaços.
Coloque todos os legumes numa panela, cubra com água, tempere com sal e leve ao lume a cozer, durante 40 minutos.
Decorrido o tempo indicado, junte os coentros a gosto, triture e rectifique a quantidade de caldo. Se juntar mais água, leve novamente ao lume e deixe ferver durante mais 2 minutos.
Retire do lume, regue com azeite e sirva. Se preferir, na altura de servir, junte uns croutons.
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 4 pessoas
Calorias por dose: 66 Kcal
Interesse Nutricional: rico em fibras e vitaminas

sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

ARROZ DOCE

Desde que ganhei a minha Mycook tem sido um festim a experimentar receitas novas, e esta ajudante de cozinha conseguiu um feito que até hoje nunca tinha sido possível - finalmente consigo fazer um arroz doce delicioso, tão saboroso como o que a minha mãe faz. Até hoje o arroz doce nunca me tinha saído bem, mas seguindo o livro de receitas da Mycook, fazendo alguns ajustes à nossa maneira, consegue-se um arroz doce de bradar aos céus. Esta foi uma das sobremesas da mesa de Natal e também do fim de ano.
1l de leite
200gr de arroz carolino
150gr de açucar
casca de 1 limão
casca de 1 laranja
1 pau de canela
1 pitada de sal

Ponha todos os ingredientes, excepto o arroz, no jarro e programe 10 minutos, 100º, velocidade 2.
Deite o arroz, coloque o cesto invertido sobre a tampa e programe 20 minutos, 100º, velocidade 2.
Se achar que o arroz não está suficientemente cozido, coloque mais 7 minutos, 100º velocidade 2, pois tudo depende da marca de arroz que se utilizar.
Retire as cascas dos citrinos e o pau de canela, coloque em travessas e decore com canela em pó.
Um arroz doce de fazer inveja a qualquer chef de cozinha - cremoso, doce quanto baste... impensável comer apenas uma dose.
Há um ano atrás falei-vos de: Peixe Espada Preto no Forno

quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

"MISTÉRIOS DO SUL"

Uma vez mais tenho que elogiar a excelente autora que é Danielle Steel, pois qualquer uma das suas obras consegue prender-me a atenção até à última página, e este livro não foi excepção.
Uma história de amor maternal, de uma mãe que se sujeita a enfrentar fantasmas do passado, pensando apenas no bem estar, felicidade e segurança da sua própria filha. E uma excelente reviravolta no final, que proporciona momentos de pura felicidade a todos os intervenientes. Uma obra que recomendo vivamente!
Passaram-se onze anos desde que Alexa Hamilton deixou o Sul, para escapar à dor causada pela traição do marido, e à crueldade da sua imponente família de Charleston. Actualmente, Alexa é advogada em Manhattan, apaziguou os seus demónios, educa a filha sozinha e está a consolidar a sua carreira como advogada de acusação, responsabilizando-se por alguns dos casos mais difíceis da cidade.
Mas, quando Savannah, a sua filha de dezassete anos recebe uma carta ameaçadora do serial killer Luke Quentin, a vida de Alexa sofre um revés inimaginável. Vê-se obrigada a tomar uma decisão muito difícil: enviar a filha para o mundo sulista e tradicional da família do ex-marido.
Enquanto o julgamento em que Alexa trabalha atinge o auge, a filha parece estar adaptada ao estilo de vida sulista, à medida que descobre um pai e uma história familiar que lhe eram desconhecidos. Durante uns tempos, segredos são revelados, feridas são cicatrizadas, mas Alexa e Savannah aproximam-se novamente - unidas pelos desafios que enfrentam e pelos mistérios que revelaram.
Notas sobre a autora:
Danielle Steel nasceu em Nova Iorque em 1949. Passou parte da sua infância em França e, regressada aos Estados Unidos, estudou Literatura Francesa e Italiana na Universidade de Nova Iorque.
É considerada uma das autoras mais populares do mundo, traduzida em 28 línguas e publicada em 47 países, com mais de 590 milhões de livros vendidos.

quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

PATANISCAS DE DELÍCIAS DO MAR

Embora goste muito de cozinhar, confesso que há vezes em que me falta a imaginação e não sei o que fazer para o almoço ou jantar. É nessas alturas que recorro aos blogs amigos para procurar alguma receita do meu interesse... e encontro sempre muitas. Desta feita decidi-me por uma receita de pataniscas que retirei do blog da Paulinha. A receita é muito simples e as pataniscas ficam deliciosas.
250gr de delícias do mar
4 ovos
1 cebola
1 ramo de salsa
100gr de farinha
sal e pimenta q.b.
óleo para fritar

Num recipiente junte as delícias do mar (descongeladas) cortadas em cubinhos, os ovos batidos, a cebola e salsa picadas.
Mexa tudo muito bem e vá adicionando a farinha aos poucos, mexendo sempre até que tudo se ligue uniformemente.
Se necessitar acrescente mais um pouco de farinha. Tempere de sal e pimenta.
Leve uma frigideira ao lume com óleo e, assim que esteja bem quente, verta pequenas quantidades de massa com o auxílio de uma colher de sopa e deixe fritar uniformemente.
Sirva com acompanhamento ao seu gosto. As nossas foram servidas com arroz de cenoura e salada de agrião.São tão boas estas pataniscas!!!
Há um ano atrás falei-vos de: Creme de Abóbora com Feijão Verde

sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

DOCE DE CENOURA COM AMÊNDOA E CANELA

Há muito tempo que não fazia doces e compotas em casa, mas por ocasião de uma Feira de Natal organizada pela paróquia onde estou inserida, resolvi voltar à produção de compotas, que se destinaram à venda na referida feira.
Sempre gostei muito de doce de cenoura e é das coisas mais fáceis de fazer. Aqui fica a receita tal como a fiz...
1kg de cenouras
700gr de açucar branco
1 casca de laranja
100gr de amêndoa torrada e grosseiramente picada
2 colheres de chá de canela em pó
sal q.b.

Descascar as cenouras, cortá-las em pedaços e levá-las a cozer em água temperada com um pouco de sal.
Depois de cozidas, escorrer e triturar com a varinha mágica, de modo a obter um puré homogéneo.
Levar ao lume o açucar, a casca da laranja, o puré de cenoura, a amêndoa e a canela.
Deixar ferver em lume médio, mexendo sempre, até atingir o ponto de estrada.
Retirar a casca de laranja, guardar em frasquinhos e servir com pão ou tostas. Se preferir pode usar este doce como recheio de bolos.
Mais uma pequena manualidade que também foi feita para ser vendida na dita Feira de Natal. Com um simples sabonete, guardanapo, cola própria e um saquinho de organza...
... é possível fazer uns miminhos que podem ser vendidos a preços acessíveis e perfumar as gavetas lá de casa. É uma ideia para quando queremos oferecer pequenas recordações de Natal feitas com as nossas mãos.
Há um ano atrás falei-vos de: Pizza em Trouxas

quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

"O ÚLTIMO SEGREDO"

O ano de 2011 foi bastante produtivo em termos de leitura, pois li 42 livros ao longo de todo o ano, o que acho que é uma boa média. Este livro foi-me oferecido pela minha filha no Natal e vem inaugurar os livros lidos em 2012.
Confesso que há partes da história que não me agradam muito, pois põem em causa coisas em que acredito profundamente, mas a leitura é isso mesmo... ler o que gostamos e o que não gostamos tanto.
Continuo a achar algumas semelhanças com Dan Brown, mas este livro surpreendeu-me pelo final - emocionante e que ninguém estava à espera. Numa escala de 1 a 10 daria-lhe um 8. Vamos lá então arrumar esta obra na estante e começar a engrossar a lista dos livros lidos.
Uma paleógrafa é brutalmente assassinada na Biblioteca Vaticana quando consultava um dos mais antigos manuscritos da Bíblia, o Codex Vaticanus. A polícia italiana convoca o célebre historiador e criptanista português, Tiago Noronha, e mostra-lhe uma estranha mensagem deixada pelo assassino ao lado do cadáver.
A inspectora encarregada do caso é Valentina Ferro, uma beldade italiana que convence Tomás a ajudá-la no inquérito. Mas a sucessão de homicídios semelhantes noutros pontos do globo leva os dois investigadores a suspeitarem de que as vítimas estariam envolvidas em algo que as transcendia.
Na busca da solução para os crimes, Tomás e Valentina põem-se no trilho dos enigmas da Bíblia, uma demanda que os conduzirá à Terra Santa e os colocará diante do último segredo do Novo Testamento - a verdadeira identidade de Jesus Cristo.
Baseando-se em informações históricas genuínas, José Rodrigues dos Santos confirma-se nesta obra excepcional como o grande mestre do mistério. Mais do que um notável romance, O Último Segredo desvenda-nos a chave dos mais desconcertante enigma das Escrituras.
Notas sobre o autor:
José Rodrigues dos Santos nasceu em 1964 em Moçambique. Abraçou o jornalismo em 1981, na Rádio Macau, tendo ainda trabalhado na BBC e sido colocado colaborador permanente da CNN.
Doutorado em Ciências da Comunicação, é agora professor da Universidade Nova de Lisboa e jornalista da RTP. Trata-se de um dos mais premiados jornalistas portugueses, galardoado com dois prémios do Clube Português de Imprensa e três da CNN, entre outros.
Este é o seu nono romance.

quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

PAPAS DE AVEIA E PÊRA

Isto agora de ter uma Mycook em casa é uma festa, ando sempre em busca de novas receitas para experimentar e a maquineta não pára. Desta vez preparei umas papas de aveia para o meu jantar, cuja receita retirei do blog Belina da Ilha. Ficaram uma delícia e prontas em três tempos, enquanto conferia uns papéis da escola da minha filha tive uma refeição ligeira e muito nutritiva.
1 pêra
40gr de aveia (usei aveia integral)
1 colher de sobremesa de açucar baunilhado
1/2 colher de chá de canela + canela para polvilhar
120ml de leite (usei leite de soja)
80ml de água
nozes e mel q.b. (acrescentei eu)

Coloque a pêra descascada no copo, sem caroço e programe 5 segundos, velocidade 5-7.
Junte os restantes ingredientes e marque 6 minutos, temperatura 90º, velocidade 2, sem o copinho da tampa.
Coloque numa taça, polvilhe com canela em pó, miolo de noz e um fiozinho de mel.
Lambuzei-me....
Há um ano atrás falei-vos de: Feijoada de Lulas

quinta-feira, 12 de Janeiro de 2012

TARTE DE CHOCOLATE SUPER FÁCIL

Esta receita é daquelas que assim que a vi me "bateu no olho". Uma autêntica delícia para os apreciadores de chocolate. Fácil de fazer, sem complicações, proporciona uma sobremesa muito bonita e apelativa. A receita veio daqui, do blog da Galinha Maria. Não a cheguei a provar, pois não foi comida cá em casa, mas quem a provou achou algo doce, por isso para a próxima acho que acrescento mais um pacote de natas.
Uma verdadeira bomba de calorias... mas um dia não são dias!
1 pacote de bolachas rectangulares torradas
100gr de manteiga ou margarina amolecida
1dl de leite
1 pacote de natas
100gr de chocolate de culinária
100gr de chocolate de leite
1 pitada de sal
100gr de cereais de arroz tufado de chocolate

Com a ajuda de um robot de cozinha picar por completo a bolacha, até ficar com a aparência de areia. Juntar a manteiga ou margarina amolecida e misturar muito bem. Forrar o fundo de uma tarteira com a mistura.
Colocar num tacho o leite, as natas e uma pitada de sal e levar ao lume. Quando estiver quase a levantar fervura, retirar do lume e juntar os chocolates, partidos em pedaços, e deixar derreter, mexendo de vez em quando.
Quando os chocolates estiverem derretidos, juntar os cereais e envolver muito bem. Colocar esta mistura sobre a base já preparada e levar ao frigorífico durante umas horas.
Servir bem fria, decorada a gosto.
Há um ano atrás falei-vos de: Doce de Melão Aromatizado

terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

SOPA DE RABO DE BOI

Quando ouvia falar em sopa de rabo de boi franzia sempre o nariz, pois o nome não me seduzia nem um pouco. Um dia provei a dita sopa, confeccionada por uma vizinha minha, e fiquei fã - é uma sopa saborosa, nutritiva e ideal para estes dias frios que se fazem sentir.
Aqui fica a receita tal e qual a minha vizinha me ensinou.
1 rabo de boi
1 lata grande de feijão manteiga
3 cenouras
1 nabo
1/2 couve coração-de-boi pequena
2 batatas brancas
2 batatas doces
1 cebola
4 dentes de alho
azeite, sal, pimenta e salsa picada q.b.
1/2 cubo de caldo de carne

Levar o rabo de boi a cozer na panela de pressão, juntamente com a cebola e os alhos picados, a salsa picada e um pouco de azeite e sal. Depois de cozido retirar, desfiar os pedaços maiores, deixando os mais pequenos inteiros.
Na panela onde se cozeu a carne acrescentar água e o 1/2 cubo de caldo de carne. Quando começar a ferver adicionar a couve cortada em pedaços, o nabo e as batatas em pedaços e as cenouras em rodelas, temperando de sal e pimenta.
Quando os legumes estiverem cozidos juntar o feijão (previamente escorrido) e a carne. Deixar ao lume por mais alguns minutos para apurar.
Rectificar os temperos e servir.
Com este frio é do melhor que há... querem vir almoçar???

quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

PATÊ DE DELÍCIAS DO MAR

Recentemente, através de um concurso do portal A Nossa Vida ganhei uma Mycook. Confesso que quando me contactaram nem queria acreditar que tinha sido a vencedora, pois nunca tinha ganho um prémio de tão elevado valor.
Para quem se está a perguntar o que é uma Mycook, pode consultar o site oficial aqui... mas eu explico: digamos que é uma "irmã" da Bimby. Já me perguntaram se é melhor ou pior do que a Bimby... pois não sei, eu nunca tive uma Bimby.
Só posso falar do que tenho - a Mycook - e garanto que é uma ajuda muito útil na cozinha. Aqui fica uma das primeiras coisas que fiz na Mycook em tempo recorde. A receita veio daqui, do fantástico blog O Barriguinhas.
250gr de delícias do mar
3 ovos cozidos
50gr de pickles
Maionese
Sal e pimenta

No jarro da Mycook colocam-se as delícias do mar, os pickles e os ovos.
Seleccionar velocidade 6, 10 segundos.
Temperar de sal e pimenta.
Ligar a velocidade 3 e ir adicionando a maionese através do bocal, até ter a consistência desejada.
Servir com tostas e saborear.
Sirvam-se, saboreiem e ponderem a possibilidade de comprar uma Mycook, pois é uma grande ajuda na cozinha.
Há um ano atrás falei-vos de: Tigelada da Beira

terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

BOLINHOS DE CÔCO COM CHOCOLATE

Aposto que ainda anda tudo enfartado dos doces e iguarias do Natal e Fim de Ano, mas se por acaso ainda têm um espacinho no estômago, aqui ficam uns bolinhos muito simples de fazer e que acompanham na perfeição uma chávena de café ou uma caneca de chá fumegante.
São rápidos e fáceis de fazer, é daquelas receitas que dá perfeitamente para as crianças virem para a cozinha meter a mão na massa.
E garanto que, após comerem o primeiro bolinho, não se ficam por aí...
2 ovos médios
1 chávena de açucar
200gr de côco ralado
1 colher de sopa de chocolate em pó
chocolate granulado q.b.
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml 

Bater os ovos muito bem com o açucar. Adicionar o côco ralado e o chocolate em pó, mexendo muito bem.
Moldar pequenos bolinhos e colocar em forminhas de papel frisado, decorando o topo dos bolinhos com chocolate granulado.
Levar ao forno, pré-aquecido a 200º, durante 10 minutos.
Vão recusar um bolinho destes para o lanche? Não acredito...