Sugestões para oferecer ou para ler...


quinta-feira, 25 de Março de 2010

PERNAS DE FRANGO À ROMY

Pela primeira vez cozinhei na máquina do pão e fiquei bastante satisifeita com o resultado.
Vi esta receita da Romy e a sua simplicidade encantou-me.
No dia em que decidi fazer a receita constatei que não tinha em casa iogurte natural nem tão pouco sopa de cebola, ingredientes utilizados pela Romy.
Como a preguiça era maior que eu (rsrsrs) e não me apetecia sair de casa para ir ao supermercado, recriei a receita com o que tinha em casa, mas era justo que a baptizasse com o nome da dona do blog onde a vi...
3 pernas de frango
1/2 pacote de sopa instantânea de cogumelos
250ml de leite

Misturar a sopa de cogumelos com o leite, envolver as pernas de frango e deixar marinar durante uma hora.
Colocar tudo na cuba da máquina do pão e seleccionar o programa "Cozer" (na minha máquina é o nr. 12) durante uma hora.
Após esse tempo, se quiser que o molho fique ainda mais cremoso, voltar a seleccionar o mesmo programa durante mais 10 minutos.
Servir com acompanhamento a gosto.
Sabe bem, de vez em quando, preparar uma refeição sem termos que estar constantemente de volta do tacho, a mexer, provar, temperar, etc....
Acreditem que fica muito bom e com um molho super cremoso.
Há um ano atrás falei-vos de: Sopa de Peixe

terça-feira, 23 de Março de 2010

BOLO DE CENOURA

Dia de trabalhos escolares em grupo na minha casa, com as colegas da minha filha, é sempre dia de bolo para o lanche... foi o que aconteceu no dia em que confeccionei este bolo de cenoura, cuja receita vinha na revista "Saúde à Mesa" do passado mês de Fevereiro.
Mas, como eu sou uma pessoa que gosto de "ir a todas", antes de fazer o bolo revi a receita e acrescentei-lhe dois ingredientes (casca de limão e canela em pó), de modo a poder participar no novo passatempo do blog Delícias e Talentos: o Alfabeto Culinário.As regras são muito simples: confeccionar uma receita que contenha, pelo menos, 3 ingredientes começados por "C".
É fácil participar, não é? Aqui fica a minha receita para este passatempo:
4 cenouras
4 ovos
250gr de açucar
200gr de farinha
1 colher de chá de fermento
1dl de óleo
casca de laranja (raspa)
casca de limão (raspa)
1 colher de café de canela em pó
Coza as cenouras em água abundante. Reduza a puré e reserve-as. Ligue o forno a 180º. Unte um tabuleiro com azeite e forre-o com papel vegetal, também untado.
Entretanto bata as gemas com o açucar e adicione-as ao puré de cenoura, mexendo bem. Bata as claras em castelo e reserve-as.
Adicione a farinha e o fermento ao preparado, assim como o óleo, as raspas de limão e laranja, a canela e por último as claras.
Verta para o tabuleiro e leve-o ao forno durante 30 minutos.
Retire, deixe arrefecer um pouco, desenforme o bolo e corte-o em quadrados.
Polvilhe-os com açucar em pó e sirva.
O que posso dizer? As míudas adoraram o lanche...
Informação Nutricional da revista "Saúde à Mesa":
Ingredientes para 8 pessoas
Calorias por dose: 383 Kcal
Interesse Nutricional: A cor laranja da cenoura deve-se à presença de carotenos, que são transformados em vitamina A. Esta vitamina é essencial para o bom funcionamento da retina dos olhos e essencial também para o crescimento das crianças.

sábado, 20 de Março de 2010

COUVE COM AZEITE E ALHO

Sempre ouvi dizer que da simplicidade dos ingredientes nascem grandes receitas... e é bem verdade.
Assim que vi esta receita no blog da minha querida Colher-de-Pau fiquei encantada, pois com poucos ingredientes consegue-se fazer um acompanhamento delicioso e perfeito para carnes grelhadas ou até mesmo peixe.
Fiquei fã... já o fiz por diversas vezes. Mais fácil e prático não pode haver e é sempre bom termos novidades à mesa.
1 couve coração de boi pequena
4 dentes de alho
azeite q.b.
sal
pimenta
colorau em pó

Corte a couve em juliana grossa - com a grossura de um dedo - tendo o cuidado de retirar o caule e o interior mais grosso.
Lave a couve em água abundante e deixe escorrer bem.
Entretanto pique os dentes de alho e coloque-os numa frigideira larga juntamente com o azeite. Deixe aquecer e introduza a couve. Deixe a couve cozinhar, mas atenção para não a deixar demasiado cozida e murcha. O ideal é que fique ainda crocante. Tempere de sal e pimenta a gosto.
Coloque na travessa de servir e polvilhe com um pouco de colorau em pó e um pouco mais de pimenta.
Não reparem no tom "acastanhado" da minha couve em alguns sítios: é que estava a cozinhar e a falar ao telefone ao mesmo tempo e por pouco não ficava tudo esturricado... lol.
Mais uma das minhas manualidades: uma tela para um bébé que ainda está por nascer... quando o João Pedro chegar a este mundo já cá tem um quadro para colocar no quarto dele.

quinta-feira, 18 de Março de 2010

TARTE DE MAÇÃ COM COBERTURA CROCANTE

Uma tarte de maçã é sempre uma tarte de maçã... e são todas iguais, certo?
ERRADO!!! Esta tarte de maçã é uma coisa do outro mundo, com o crocante dos frutos secos por cima.
Tarte de maçã é das sobremesas mais apreciadas cá em casa, todos gostam sem excepção. Por isso assim que vi esta receita no blog da Sónia Alexandra, decidi presentear a família com esta tarte MA-RA-VI-LHO-SA!!!
1 rolo de massa quebrada
5 maçãs
150gr de açucar
80gr de miolo de noz
50gr de miolo de amêndoa
50gr de miolo de avelã
1 colher de sopa de canela em pó
sumo de 1 limão

Forrar a tarteira com a massa e picar o fundo com um garfo.
Descascar as maçãs e cortá-las em meias luas finas, dispondo em camadas no fundo da tarteira.
Misturar o açucar com a canela e deitar por cima das maçãs.
Regar com o sumo do limão e levar ao forno, a 180º, durante 20 minutos.
Picar grosseiramente os frutos secos e deitar por cima da tarte.
Levar ao forno mais 15 minutos. Desenformar depois de fria.
Digam lá que não é do melhor para acompanhar uma chávena de chá?!?

sábado, 13 de Março de 2010

CROQUETES DE CARNE

Eu sou daquelas pessoas que tenho sempre medo de fazer pouca comida, tenho sempre receio que as pessoas fiquem com fome. Esta minha maneira de ser faz com que muitas vezes sobrem restos da refeição, que são sempre aproveitados (com a crise que por aí anda é um crime deitar comida para o lixo) e muitas vezes "reciclados" para ficarem com "outra forma".
Foi o que aconteceu um destes dias em que o almoço foi entrecosto grelhado: com a carne que sobrou preparei uns belos croquetes. Esta receita pode ser preparada com qualquer tipo de carne cozinhada, desde que não tenha molho.
400gr de restos de carne assada (usei entrecosto)
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de margarina
2 dentes de alho
1/2 cebola
1 colher de sobremesa de pimentão doce
1/2 caldo knorr de carne
150ml de água
1 chávena de chá de farinha
1 ovo
* a chávena utilizada tem a capacidade de 200ml

Numa panela colocar o azeite, a margarina, a cebola e os alhos picados, levando ao lume até dourar.
Acrescentar a carne (previamente picada) e o colorau.
Desfazer o caldo knorr na água quente e juntar à panela. Deixar cozinhar um pouco e acrescentar a farinha, mexendo bem até que se despegue do fundo da panela e de modo a que fique sem grumos.
Acrescentar o ovo batido, mexendo bem e retirando do lume.
Deixar arrefecer e moldar os croquetes, passando-os de seguida por clara de ovo e pão ralado.
Fritar em óleo bem quente, escorrer sobre papel absorvente e servir.
Esta receita rendeu 14 croquetes grandes.

quinta-feira, 11 de Março de 2010

SANDUÍCHE DE FORNO

Ora aqui está uma coisa que se vê muito na net, especialmente nos blogs de origem brasileira.
É daqueles petiscos que já há muito tempo que andava com vontade de experimentar e um destes dias, em que o jantar era bacalhau, e como a Risonha Júnior não come bacalhau, resolvi que era a altura ideal para fazer a tal sanduiche de forno.
Mas quando fui à net fazer uma busca encontrei centenas de receitas, todas elas diferentes nos ingredientes e no modo de confeccionar.
Procurei nas revistas que tenho em casa e ainda mais confusa fiquei... por isso fiz um "apanhado" de tudo o que vi e li e preparei a sanduíche de forno à minha maneira...
fatias de pão de forma sem côdea
leite
molho de tomate
presunto fatiado
fiambre fatiado
queijo fatiado
queijo parmesão ralado
oregãos para polvilhar

Untar um tabuleiro com margarina.
Humedecer o pão de forma no leite e colocar uma camada no fundo do tabuleiro.
Por cima colocar fatias de fiambre e fatias de presunto.
Cobrir com um pouco de molho de tomate e fatias de queijo.
Colocar nova camada de fatias de pão de forma embebido em leite.
Voltar a cobrir com fatias de presunto, fiambre e fatias de queijo.
Cobrir com mais um pouco de molho de tomate, polvilhar com o queijo ralado e os oregãos e levar ao forno (a 200º) durante 20 minutos.
Comentário da Risonha Júnior: "Mãe, isto está maravilhoso!!!"
Mais palavras para quê?...
Há um ano atrás falei-vos de: Pão de Passas e Nozes

terça-feira, 9 de Março de 2010

FILETES RECHEADOS COM PRESUNTO EM PAPILLOTE

Embora visse muitas vezes em vários blogs receitas de peixe cozinhadas em papillotes nunca tinha experimentado a fazer, mas confesso que a ideia seduzia-me, pois as opiniões eram sempre muito favoráveis.
Por isso assim que vi
esta receita no blog da Laranjinha decidi que tinha chegado a hora de testar esta forma de cozinhar.
Em boa hora o fiz: é uma maneira muito saudável de confeccionar os alimentos e os filetes ficam realmente muito suculentos.
4 filetes de pescada
4 fatias de presunto fininhas
sal e pimenta
alho em pó
140gr de folhas de espinafres
2 rodelas de limão
azeite

Temperar os filetes com sal e pimenta a gosto.
Numa folha de alumínio, com outra de papel vegetal por cima, colocar as folhas de espinafres.
Em cima dos espinafres colocar um filete, depois duas fatias finas de presunto e depois o outro filete.
Temperar com alho em pó, colocar uma rodela de limão cortada ao meio e regar com um fio de azeite.
Fechar o papillote e proceder de igual modo com os outros dois filetes.
Levar ao forno, pré-aquecido a 200º, durante meia hora.
Abrir os papillotes com cuidado e servir com acompanhamento a gosto.
Saudável e muito saboroso...

sábado, 6 de Março de 2010

PÃEZINHOS SALOIOS RECHEADOS

Por vezes, para o jantar, gosto de preparar coisas ligeiras, especialmente nos dias em que ao almoço comemos algo mais "pesadote".
Por isso preparo uma sopa ou uma canja e arranjo algo para petiscarmos a seguir.
Foi o que aconteceu no dia em que preparei estes pãezinhos, que dão perfeitamente para comer a seguir a um bom prato de sopa, para o pequeno-almoço ou para o lanche das crianças.
Comidos quentinhos são uma delícia... e no dia seguinte, aquecidos no microondas, continuam maravilhosos.
275ml de água morna
1 colher de café de sal
370gr de farinha de trigo
100gr de farinha de centeio
1 colher de sopa de azeite
1/2 pacote de Fermipan

Colocar os ingredientes pela ordem indicada na cuba da máquina e seleccionar o programa "Amassar".
No final do programa retirar a massa da máquina e sová-la em cima da bancada enfarinhada durante alguns minutos.
Moldar bolinhas pequenas e recheá-las com ingredientes a gosto, tais como: quadradinhos de fiambre, cubinhos de presunto, chourição, etc.
Colocar num tabuleiro untado ou em formas de silicone, polvilhar com sementes de sésamo (ou outras a gosto) e com uma faca dar-lhes uns pequenos golpes à superfície.
Tapar com um pano e deixar levedar por 20 minutos.
Salpicar com um pouco de água e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante meia hora.
Se quiserem provar um estejam à vontade...

quinta-feira, 4 de Março de 2010

QUICHE DE FIAMBRE, PAIO E COGUMELOS

Um destes dias fui ao supermercado e comprei uma fatia grossa de fiambre e outra de paio, com a ideia de cortá-las aos cubinhos e fazer uma pizza.
Mas o que é certo é que aparcem sempre alterações de última hora e, passados dois dias, os ingredientes continuavam pacientemente no frigorífico, olhando para mim, à espera que eu me decidisse que destino lhes havia de dar.
Que outra coisa se pode fazer para aproveitar estas pobres "almas" sem ser pizza? A resposta só poderia ser: quiche!!!

1 base de massa folhada
1 fatia grossa de fiambre (com 200gr)
1 fatia grossa de paio (com 200gr)
1 lata de cogumelos laminados
3 ovos
1 pacote de natas
3 colheres de sopa de leite
100gr de queijo ralado
ervas aromáticas a gosto

Estender a massa folhada no fundo de uma tarteira e picar o fundo com um garfo.
Ralar o fiambre (usei a máquina onde costumo ralar as cenouras) e deitar no fundo da tarteira.
Polvilhar com ervas aromáticas e por cima dispôr os cogumelos laminados.
Ralar também o paio, colocando-o de seguida na tarteira.
Cobrir com o queijo ralado e polvilhar com ervas aromáticas (usei uma mistura de ervas para pizza).
Bater os ovos com as natas e o leite, despejar sobre a tarteira e levar ao forno, pré-aquecido a 200º, durante 40 minutos.
Servida quente ou fria é uma delícia.
Há um ano atrás falei-vos de: Creme de Ervilhas

terça-feira, 2 de Março de 2010

PERNA DE PERÚ NO FORNO

Perú é das carnes que mais aprecio, por ser uma carne branca e com baixo teor de gordura.
Cá em casa todos gostamos muito de perna de perú assada no forno, temperada com bastantes citrinos e, depois de confeccionada, ficando bastante tostadinha, com um tom "moreno" por fora e rosado por dentro (desta vez até tostou demais, pois pensei que tinha apagado o forno e afinal não tinha... rsrsrs).
Aqui fica o modo como costumo confeccionar este prato e as respectivas fotos.
Pedir no talho que dêem uns golpes na perna de perú (esta tinha cerca de 2kgs) para que seja mais fácil de cozinhar.
Colocá-la num alguidar coberta com água e juntar:
* 2 laranjas em rodelas
* 1 limão em rodelas
* grãos de pimenta preta
* 6 dentes de alho picados
* sal a gosto
* 3 folhas de louro
* 1 cálice de vinho do Porto
Deixar a marinar pelo menos durante 24 horas.
No fundo do tabuleiro colocar uma camada de cebola em rodelas e ramos de salsa. Regar com um fio de azeite e por cima colocar a perna de perú. Por cima da carne colocar nova camada de rodelas de cebola e mais uns raminhos de salsa.
Dissolver uma colher de sopa de massa de pimentão em 2dl de vinho branco e deitar por cima da carne, temperando de seguida com noz moscada e um fio de azeite.
Levar ao forno, a 180º, durante 1,5 hora, virando a carne de vez em quando, para que fique tostadinha por igual dos dois lados, regando com um pouco do líquido da marinada sempre que necessário.
Cerca de 10 minutos antes do final do tempo colocar rodelas de laranja nos cortes da carne e deixar acabar de assar.
Servir com acompanhamento a gosto. Como podem verificar é um prato muito saudável, pois a única gordura adicional que leva é o azeite - nada de margarinas. E o sabor da laranja faz toda a diferença.
Agora não façam como eu: certifiquem-se que apagam mesmo o forno ou, caso contrário, a carne fica "morenaça" como esta...